Reconciliação de Jacó e Esaú (Bíblia comentada - Gênesis 33)

Introdução a Genesis 33 comentado


Uma paz para Jacó, agora renomeado por Israel, Genesis 33 comentado narra a instauração da paz entre Jacó e Esaú, as vezes temos que colocar nossos problemas nas mãos de Deus, e apenas assim podemos vencer nossos problemas, quando não enxergamos uma solução, ela só pode estar nãos mãos do Senhor.

Reconciliação de Jacó e Esaú
Reconciliação de Jacó e Esaú - Genesis 33

Genesis 33 comentado


GEN 33:1 E levantando Jacó seus olhos, olhou, e eis que vinha Esaú, e os quatrocentos homens com ele: então repartiu ele os filhos entre Lia e Raquel e as duas servas. Confesso que em um outro contexto, eu não conseguiria prever o que iria acontecer, dentro da logica humana, eu imaginaria uma luta, Esaú matando seu irmão e seus parentes, a historia de irmão matando irmão por poder é antiga, e conhecida em todo o mundo , Salomão matou seu irmão Adonias pelo trono, Abimeleque em outro momento fez o mesmo, uma antiga crença do antigo Egito conta a historia de Horus e de Seth, onde segundo a tradição egípcia Horus matou Seth em uma batalha feroz pelo poder, diversas outras historias iguais são narradas no mundo inteiro em diversas culturas.
GEN 33:2 E pôs as servas e seus filhos adiante; logo a Lia e a seus filhos; e a Raquel e a José os últimos. O favoritismo de Jacó por Raquel e José, ficam explicidos nesse contexto, ele quer assegurar que ambos saiam seguros do embate, mesmo que custe sua vida, de fato Raquel era seu grande amor. 
GEN 33:3 E ele passou diante deles, e inclinou-se à terra sete vezes, até que chegou a seu irmão. Curvar o corpo foi sempre uma forma usual de saudação, sendo um ato expressivo de respeito e reverência pela pessoa saudada, e de humilde deferência da que saúda (Gn 24.26, 48 – 1 Rs 1.53 – 2.19). Jacó inclinou-se diante de Esaú sete vezes (Gn 33.3).
GEN 33:4 E Esaú correu a seu encontro, e abraçou-lhe, e lançou-se sobre seu pescoço, e o beijou; e choraram. A reação que ambos esperaram era um aparecimento feroz, e uma luta entre irmãos, Jacó de certa forma, esforçava-se para promover e instaurar a paz entre irmãos, e por outro lado, Esaú tinha rancor, e ainda tinha duvidas de como se portar, no final o coração de Esaú amoleceu-se na presença de seu irmão, ao ver seus filhos e sua possível família, Esaú não queria ser o homem que mataria seu irmão e deixasse órfãos e mais órfãos de seu próprio sangue.
GEN 33:5 E levantou seus olhos, e viu as mulheres e os filhos, e disse: Quem são estes que estão contigo? E ele respondeu: São os filhos que Deus deu a teu servo.
GEN 33:6 E se chegaram as servas, elas e seus meninos, e inclinaram-se.
GEN 33:7 E chegou-se Lia com seus filhos, e inclinaram-se: e depois chegou José e Raquel, e também se inclinaram. Esaú era reconhecido como o legitimo herdeiro da família, embora tenha perdido sua benção, era ele o verdadeiro primogênito, Deus entretanto não limita-se a "status" familiares e tradições humanas, Ele excede todo o entendimento, cumpriria sua benção independente de qual desfecho ocorreria em sua família, Jacó diante de Labão venceu quando falou a verdade e quis promover a paz, diante do anjo do Senhor, Jacó lutava, mas apenas quando pediu a benção como um ato de paz, foi que saiu vitorioso, Jacó vencia pois tinha um verdadeiro coração pacifista.
GEN 33:8 E ele disse: Qual é a tua intenção com todos estes grupos que encontrei? E ele respondeu: Achar favor aos olhos de meu senhor.
GEN 33:9 E disse Esaú: Tenho o bastante, meu irmão; seja para ti o que é teu.
GEN 33:10 E disse Jacó: Não, eu te rogo, se achei agora favor em teus olhos, toma meu presente de minha mão, pois vi teu rosto como se houvesse visto o rosto de Deus; e me aceitaste. Jacó encontrou em Esaú um rosto de um homem misericordioso, Esaú teve misericórdia para com seu irmão.
GEN 33:11 Toma, eu te rogo, minha dádiva que te é trazida; porque Deus me fez misericórdia, e tudo o que há aqui é meu. E insistiu com ele, e tomou-a.
GEN 33:12 E disse: Anda, e vamos; e eu irei adiante de ti.
GEN 33:13 E ele lhe disse: Meu senhor sabe que os meninos são tenros, e que tenho ovelhas e vacas de cria; e se as cansam, em um dia morrerão todas as ovelhas.
GEN 33:14 Passe agora meu senhor diante de seu servo, e eu me irei pouco a pouco ao passo do gado que vai adiante de mim, e à passagem dos meninos, até que chegue a meu senhor a Seir.
GEN 33:15 E Esaú disse: Deixarei agora contigo da gente que vem comigo. E ele disse: Para que isto? ache eu favor aos olhos de meu senhor.
GEN 33:16 Assim se voltou Esaú aquele dia por seu caminho a Seir.
GEN 33:17 E Jacó se partiu a Sucote, e edificou ali casa para si, e fez abrigos para seu gado; por isso chamou o nome daquele lugar Sucote. O nome Sucote aparece em vários lugares na Bíblia hebraica como uma localização:
Um Sucote Egípcio é a segunda das duas estações de Êxodo. Faraó ordena que os Israelitas deixem o Egito e sua jornada tem início de Ramessés para Sucote (Êxodo 12:37). Ambos aparecem como sendo cidades dentro da Terra de Gósen, a qual geralmente acredita-se que esteja no Delta oriental.
Uma outra Sucote é uma cidade no leste do Rio Jordão, identificada como Tell Deir Alla, um monte elevado, um monte de escombros, na planície norte de Jaboque e cerca de 1,6 quilômetros de lá (Josué 13:27).
GEN 33:18 E veio Jacó são à cidade de Siquém, que está na terra de Canaã, quando vinha de Padã-Arã; e acampou diante da cidade.
GEN 33:19 E comprou uma parte do campo, onde estendeu sua tenda, da mão dos filhos de Hamor, pai de Siquém, por cem peças de moeda.
GEN 33:20 E erigiu ali um altar, e chamou-lhe: Deus, o Deus de Israel. Jacó tinha feito um pacto com Deus, que se ele voltasse em segurança da terra dos caldeus, ele adoraria apenas a Deus, Jeová tornava-se seu único Deus, Jacó não tinha a fé de Abraão e muito menos seu conhecimento, mas tinha a presença de Deus, e uma relação pessoal com ele.

Outros capítulos de Gênesis comentado:

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 43 - 44 - 45 46 47 - 48 - 49 - 50.


Notas e referencias de pesquisa


- Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre.  
- Os comentários são sempre escritos em negrito.    
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.    
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG.

Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por whatsapp (19) 993702148.

Patrocinado

Conteúdos correspondentes

Recomendações para você