Medico que denuncia vacinas cancerígenas é morto!

A estranha morte do dr James Bradstreet


O Dr James Bradstreet, especialista em autismo, identificou em pesquisas, que as vacinas continham enzimas cancerígenas, onde constatou, que substancias interferiam, no sistema imunológico. Eliminando qualquer resistência a doença e a seu desenvolvimento.

A estranha morte de James Bradstreet
A estranha morte de James Bradstreet


O estudo chegou a conclusão que a Nagalase, usada em vacinas, são responsáveis pela destruição das principais proteínas e defesas do corpo.

Bradstreet foi morto pouco tempo depois de revelar sua pesquisa ao publico, outros médicos e amigos do renomado especialista, acreditam que Bradstreet foi morto por ter revelado a verdade ao publico.

As autoridades associam a morte do especialista, como suicídio, mas o que causam estranheza em familiares e médicos ligados a Bradstreet, ele não era uma pessoa com tendencias suicidas, e estava no auge da carreira, trabalhando em pesquisas importantes no combate ao autismo, em seu auge, durante sua pesquisa mais importante, ele acusou vacinas de poderem ser causadores de doenças. Por consequência James Bradstreet foi perseguido na comunidade medica, e caluniado por grupos e organizações farmacêuticas, o medico defendia sistemas de medicina alternativa, que em suma, apoiava a boa alimentação e hábitos, como melhor recurso em prevenção de doenças.

É estranho que todos os médicos que divergem do sistema farmacêutico, são perseguidos, alguns que fazem denuncias ou descobertas mais graves, são mortos, entre suicídios até mesmo morte natural, esse não é o primeiro caso. Em 2011 foi lançado o documentário BURZYNSKI, O FILME - O CÂNCER É UM GRANDE NEGÓCIO (2011). Os produtores e pessoas que trabalharam na produção, receberam diversas retaliações.


Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por whatsapp (19)993702148. 

Nenhum comentário

Conteúdos correspondentes