Publicações

Sinais da volta iminente de Jesus Cristo

Os sinais da volta de Jesus

Os sinais da volta de Jesus estão cada vez mais contínuos e evidentes, os sinais já estão chegando a todos, bem como o evangelho está próximo de ser proclamado para o despertar daqueles que dormem, o evangelho está exposto todos.

Algumas pessoas veem tudo como um sinal. Outros não vêem nada como um sinal. Devemos evitar os dois extremos. Mas os sinais são importantes. E se não houvesse sinais de parada? Sinais de transito? Sinais de advertência? Sinais de limite de velocidade? Sinais de alta tensão? Estaríamos perdidos, o mundo seria desorganizado, e diversos acidente e fatalidades ocorreriam, portanto de certa forma, os sinais servem para avisar e advertir, para o bem, e não para o mal.

Sinais servem para manter a ordem e evitar o caos no dia-a-dia. Sinais proféticos são ainda mais importantes. E eles estão surgindo por toda parte, apontando para o breve retorno de Jesus Cristo. Você está pronto ou não está. É simples assim.

Sinais da volta iminente de Jesus Cristo


Sinais são como "previews de atrações próximas". Eles não são a atração principal, mas apontam para isso. Sinais fornecem pequenos vislumbres de como será a principal característica.

12 Sinais da volta iminente de Jesus


Comecei a estudar profundamente os sinais e profecias ainda quando criança, em uma igreja das Assembleias Pentecostais de Jesus Cristo, compreendi e ensinei publicamente que, nas últimas horas dos últimos dias, certos sinais se tornariam cada vez mais evidentes:

#01 - O foco do mundo seria no Oriente Médio.


O mundo observa Israel, e para todo o Oriente Médio, a região tornou-se importante para a economia global, em especial por causa da existência abundante de petróleo, isso ativa os olhos gulosos dos capitalistas do ocidente, Israel entretanto não é rico em petróleo, mas faz rivalidade com todos os países regionais.




Em sua religião os Islâmicos do Oriente Médio, tem como fundamento "Exterminar Israel" em especial o presidente do Irã, é autor de livros de sucesso, onde descreve como massacrará o povo Judeu.





Embora irrelevante sobre o tema, considero importante frisar que essa Israel, não é a Israel original, ela é composta apenas por descendentes de Judá e Benjamim, é curioso que muitos do verdadeiro povo de Israel, não retornaram ainda para sua terra, existem evidencias sobre Israelitas milenares, descendentes de Manasses e de Efraim em diversas regiões da Índia  e alguns cantos da Africa, embora existe um movimento de Judeus que queiram levá-los de volta a terra de Canaã, existe um movimento sionista, que impede o retorno dessas tribos.


#02 - A Rússia começaria a se alinhar com as principais nações muçulmanas.


É curioso que politica e religião, são dois pilares, que quando unidos, criam um caos sem precedentes, muitos tentam dizer  o contrario, e afirmam que a nação de Israel pós saída do Egito, no Êxodo, seria uma prova para que Deus envolve-se sim com politica, mas isso é um engano, Israel virou as costas para Deus e para seus profetas, e pediu um rei, ao invés do profeta Samuel, preferiram o sistema politico, pré determinado, ao invés da revelação da verdade, através da manifestação direta de Deus.

A Russia sem duvidas é hoje a segunda nação mais poderosa do mundo, principalmente pelos seus poderes militares, sem duvidas para vencer uma guerra contra Israel e Estados Unidos, é indispensável essa aliança, e até mesmo profetizado na bíblia. Criaremos um estudo bíblico sobre o tema futuramente.

#03 - Israel estaria cercado por aqueles empenhados em sua aniquilação.


Conforme já citado, um ex presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad, afirmou ter planos para aniquilar Israel, em poucos anos, o povo iraniano, pode ser considerado uma potencia militar no Oriente, e possui uma relação boa com outros países regionais, que possuem a mesma crença, e finalidade.


Crise geográfica entre Israel e ISIS


Essa imagem retrata perfeitamente como Israel está cercada por seus inimigos, e descreve bem seu tamanho demográfico, contra seus adversários, como existem muitos grupos islâmicos fragmentados, é natural que eles encarem dificuldades para mobilizar-se militarmente contra Israel, mas isso já aconteceu, na conhecida "Guerra dos Seis dias".

#04 - O anti-semitismo aumentaria dramaticamente.


Segundo a Revista Exame Abril, o Islamismo é a religião que mais cresce no mundo, existem hoje 1,6 bilhões de islâmicos pelo mundo. Não só no meio Islâmico, mas também no meio cristão existe o anti-semitismo, basta olharmos para a historia, e os discursos de Lutero e João Calvino, comprovam esses fatos. A inquisição protestante é a evidencia dessa triste realidade, os Judeus verdadeiros, já foram alvos diversas vezes de tentativa de massacres, e muitos desses assassinos, foram cristãos, o terrorismo cristão está vivo até os dias de hoje, basta ver o Ku Klux Klan, um grupo terrorista cristão, vivo ainda nos dias de hoje, e com membros ativos até mesmo no governo Trump.

#05 - O engano religioso seria desenfreado.


Um aumento extremamente considerável de novas seitas, e novas religiões, a própria coluna do cristianismo moderno, deixou ser contaminado pelo paganismo, vemos seitas controlarem os poderes políticos, financeiro e religioso, a ponto que contaminam toda a cultura de nações, grupos como a maçonaria e ramificações da Kabbalah, trouxeram o ocultismo em evidencia, em especial no mundo ocidental.

Bastou a influencia dos pagãos maçônicos, na politica e no poder financeiro, para que eles imundassem as igrejas cristãs de falsas doutrinas, através de pastores maçons, que atraídos por influencia politica e financeira, venderam sua fé, e servem a Satanás, como agentes que destroem a fé, vemos isso em igrejas que pregam doutrinas falsas, em especial, evidente em programas televisivos, como o de Silas Malafaia, onde o mesmo já até mesmo saiu em uma lista de 110 Maçons ilustres, divulgado por um órgão oficial da maçonaria, e outros diversos pastores maçons.

Religiões falsas


A própria corrupção de lideres evangélicos, e o nascimento de diversas seitas cristãs, que desviam as pessoas da fé verdadeira em Jesus Cristo, são um sinal evidente da vinda iminente de Jesus.

#06 - O caos político aumentaria e uma estrela política com soluções plausíveis se levantaria.


É praticamente impossível encontrar um pais, que não sofra com o caos politico, alguns mais e outros menos, chego até mesmo afirmar, que todo o caos politico é proposital.

Existe um sistema corrupto em atividade no mundo, chamado de capitalismo, onde o homem coloca uma placa no rio que é de Deus, e diz que é dele, ou quando o homem, afirma que um determinado pedaço de terra não é propriedade de livre, dada por Deus a todos os homens, para viver em paz e harmonia, mas ao invés disso, muitos colocam cercas e barreiras que nos afastam cada vez mais de um mundo bom e justo, fazendo com que corporações gigantescas, que nem mesmo trabalham para ter isso, e apenas por dominarem o poder financeiro, comprem e exilem do direito de liberdade de todos, tornando toda uma sociedade escrava do consumo, e do poder de compra, que escolhe grupos privilegiados, ligados a questões raciais e sociais, onde o filho de "A" é mais importante do que o filho de "B" e dessa forma dominam nossas escolhas, gostos, opinião, fazendo que os seres humanos que antes criados para serem livres por Deus, agora sejam escravos de um um sistema, antes livres para peregrinar pela terra, agora pássaros na gaiola, recomendo a todos que assistam o vídeo do discurso de Charlie Chaplin em o "Grande Ditador" que na minha opinião descreve bem o assunto.

Esse artigo é uma parte um sobre os sinais da vinda de Jesus, é um assunto muito abrangente, e para poder trabalhar melhor na matéria, será dividido em duas partes, continue acompanhando esse blog, para ver a parte dois sobre o tema, e compartilhe com seus amigos, é muito difícil criar artigos bem elaborados, e fazemos isso gratuitamente a todos, ajude-nos nessa caminhada, para alertar ao máximo de pessoas possível.

Obrigado por ler esse estudo bíblico, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba Reflexões Cristãs pelo WhatsApp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
A Bíblia ensina como o cristão deve se vestir?

7 coisas que a Bíblia diz sobre suas roupas


Um cristão, deve estar atento a bíblia, antes das tendências da "moda" estou expondo um problema serio, afinal existe um jeito certo de vestir-se para Deus? hoje muitos tem medo de dizer a verdade do evangelho sobre o assunto, não serei um desses, apresentaremos a verdade sempre de forma imparcial.

Um domingo, subindo uma escadas em uma igreja do Voz da Verdade de Santo André, encontrei duas adolescentes sentadas na escada. Não só elas estavam bloqueando o tráfego, elas sentaram-se de uma forma mais indecente em saias curtas, revelando muito mais do que elas sabiam. Eu lamentei, sabendo o quão difícil seria para homens e meninos subindo as escadas.

Outro domingo em uma outra igreja, uma mulher de blusa decotada cumprimentou as pessoas enquanto caminhava pelo corredor antes do culto. Toda vez que ela se inclinava para apertar as mãos, os homens tinham que desviar os olhos.

Exibir o corpo não é sinal de beleza


Nós não temos um código de vestimenta na igreja, mas é óbvio que muitos simplesmente não têm a menor ideia sobre a modéstia. Eu não estou procurando por regras rígidas, mas continuo orando por diretrizes bíblicas saudáveis.

Este não é um caso em que podemos dizer: "O que Jesus usaria?" Podemos ver chinelos, especialmente no sudeste brasileiro, mas não vemos muitas pessoas na igreja usando uma túnica e um manto, apertados com uma faixa. . 

A bíblia é clara sobre a modéstia ao vestir-se


Eu acredito que a Bíblia é clara sobre algumas questões de vestuário sendo uma questão do coração. Outras questões eram provavelmente culturais.

Por exemplo, o Antigo Testamento reconhece distinções naturais entre os sexos ( Gênesis 1:27 ) e adverte contra o vestir-se ( Deuteronômio 22: 5 ) - homens vestindo roupas femininas e mulheres vestindo roupas masculinas. Alguns estudiosos acreditam que essa proibição surgiu do abuso específico de roupas entre o povo de Deus, talvez ligado ao desvio sexual ou relacionado à adoração pagã.

Relacionado a isso, a questão das calças inteiras está em debate em muitas igrejas. Alguns líderes ensinam que as mulheres nunca devem usar calças porque elas eram tradicionalmente usadas pelos homens e, portanto, são “travestidas”. Mas o engraçado é que até os homens não usam calças nos tempos bíblicos. O que uma mulher deve usar ou não usar é uma questão de consciência de uma mulher diante do Senhor ( Romanos 14:23 ; Gálatas 2:20 ).

Há também muitas restrições culturais no Antigo Testamento que eram apenas para os judeus. Por exemplo, os judeus não podiam usar roupas feitas de lã e linho tecidas juntas ( Deuteronômio 22:11 ). Tem sido sugerido que isso simbolizava a separação deles com Deus, mas ninguém sabe por que, com certeza. 

Novo testamento prega modéstia ao vestir-se
O Espirito Santo pode estar ai?


Uma coisa é clara: a Nova Aliança substitui a lei do Antigo Testamento para os cristãos. Os seguidores de Cristo estão livres da adesão estrita às regras impostas aos judeus ( Romanos 8: 1-2 ; Gálatas 5: 13-14 ). 

Novo testamento prega modéstia ao vestir-se


O Novo Testamento sugere alguns princípios de vestuário. Em 1 Timóteo 2: 9-10 , Paulo diz a Timóteo: “... as mulheres devem adornar-se em vestuário respeitável, com modéstia e autocontrole, não com cabelo trançado e ouro ou pérolas ou vestuário caro, mas com o que é apropriado para mulheres que professa piedade - com boas obras.

Pedro expressa um conceito semelhante em 1 Pedro 3: 2-5 , e essas duas passagens eram provavelmente a tentativa dos apóstolos de evitar comportamento escandaloso na igreja. Tranças, jóias e roupas vistosas eram o padrão das cortes greco-romanas. Jesus já havia desafiado a cultura dominada pelos homens, tratando as mulheres como iguais, e Paulo declarou todos os crentes iguais na família de Deus ( Gálatas 3: 26-29 ); mas talvez algumas mulheres tenham levado sua nova liberdade longe demais. Talvez adotassem estilos imodestos e se concentrassem demais na moda em detrimento de seu caráter e testemunho.

Embora os padrões de vestuário tenham mudado ao longo dos séculos, o modelo bíblico de modéstia, bom gosto e propriedade - com sensibilidade para com os padrões e valores da comunidade da igreja - estará sempre “na moda”. 

Alguns serão mais vestidos e alguns se vestirão simplesmente; mas o amor, não a comparação, deve reinar na igreja. Os crentes existem em todos os estratos da sociedade, desde o trabalhador simples até a elite empresarial, mas o Corpo de Cristo é projetado para a unidade ( 1 Coríntios 11: 20-22 ; Gálatas 3:28 ). Os filhos de Deus são advertidos a não desprezar ou discriminar as pessoas por causa de seu status e do que vestem ( Tiago 2: 1-9 ). 


7 Passagens sobre vestir-se com modéstia


A principal pergunta que todo cristão deve fazer é: "O que estou tentando dizer ou realizar com o que estou escolhendo usar?"

Linda sem ser vulgar
Linda sem ser vulgar


Podemos extrair pelo menos sete princípios das Escrituras sobre escolhas de roupas:

#1. Minha roupa ilustra minha entrega ao Senhor e meu compromisso com a santidade? ( Romanos 12: 1 ; Tito 2: 11-12 ; 1 Timóteo 2:10 )

Isso não significa que uma pessoa "simples" seja mais rendida ou que uma "fantasia" não seja. Mas Deus vê o coração. Ele sabe.

Dirigindo-se às mulheres em particular, Paulo disse que os crentes devem se adornar com pureza, de uma maneira que os ajude a adorar a Deus com honra e reverência.

#2. Concentrei-me no meu coração ou apenas no meu guarda-roupa? ( 1 Samuel 16: 7 ; Provérbios 31:30 )

Devemos distinguir entre a avaliação do mundo de charme e beleza e a verdadeira beleza do caráter interior. Cultivar a piedade deve ser nossa prioridade.

#3. Estou fazendo escolhas de roupas consistentes com o pensamento transformado? ( Romanos 12: 2)

Um sinal de mudança pelo Espírito Santo é o autocontrole. Aprendemos a dominar nossos apetites e impulsos ( Romanos 6: 12-13 ). É uma escolha sábia definir nossas escolhas de guarda-roupa pela liberdade em Cristo, em vez de buscar conformidade com o mundo e nos tornarmos escravos dos caprichos da moda.

Além disso, seguidores de Cristo são feitos para boas obras ( Efésios 2:10 ; Tito 2:14 ) e devem se vestir de maneiras - de forma atraente e funcional - para possibilitar maior serviço aos outros.

#4. Eu vivo com satisfação em relação à compra de roupas? ( Mateus 6: 28-30 )

O Senhor proverá nossas necessidades, mas não todas as nossas necessidades. Se estamos preocupados com nossos guarda-roupas e obtendo mais, podemos estar perdendo oportunidades para atender às necessidades dos outros.

#5. Estou praticando modéstia e discrição no que uso? ( 1 Pedro 5: 5 b)

A modéstia não é anti-moda; é pró-adorno de maneira piedosa ( 1 Timóteo 2: 8 ). Os crentes devem adornar-se de maneira discreta e decente ( Provérbios 7:10 ). 

A discrição cultural é um componente fundamental. Assim como Paulo reconheceu o que foi comunicado pela cultura greco-romana e alertou os primeiros cristãos a não seguirem esses padrões de moda de seu tempo, devemos estar cientes das mensagens e valores que as roupas podem comunicar em nossa própria cultura. 

#6. Eu me visto com dignidade e força? ( Provérbios 31:25 a)

Nossas vidas devem ser adornadas com um comportamento de reverência para com Deus e respeitabilidade - mostrando dignidade e respeito por nós mesmos e pelos outros.

#7. Minhas escolhas de roupas trazem glória a Deus? ( 1 Coríntios 6: 19-20 ; 10:31)

Nós não somos nossos. Nossas escolhas devem refletir o senhorio de Cristo em nossa vida e nosso desejo de honrá-lo.

Obrigado por ler esse estudo bíblico, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba Reflexões Cristãs pelo whatsapp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
A bíblia sobre Tatuagens e Piercings

O que a bíblia diz sobre tatuagens?


Eu sei que este próximo tópico será muito sensível para muitos neste dia e idade. Como todos sabem, muitas pessoas gostam de obter diferentes tipos de tatuagens e piercings colocados nas diferentes partes de seus corpos.

Você verá pessoas fazendo tatuagens em qualquer parte da anatomia humana, mesmo em suas partes mais íntimas, pessoais e privadas. O mesmo acontece com os diferentes tipos de piercings. Você tem pessoas fazendo piercing em seus narizes, umbigos, pálpebras, mamilos, línguas e genitália.

Para aqueles de vocês que estão realmente querendo saber o que o Senhor pode pensar sobre este assunto, eu desafiaria cada um e cada um de vocês a ir diante dEle em oração e pedir Sua opinião direta sobre este assunto. Eu sei que há uma brecha no Corpo nesta questão agora.

De um lado estão aqueles que acreditam que o mandamento de Deus de volta ao povo judeu no livro de Levítico não se aplica mais a nenhum de nós neste dia e época, já que agora estamos operando sob uma Nova Aliança com Jesus e agora não somos mais sob a lei, mas sob a graça.

Do outro lado estão aqueles que acreditam que este comando ainda se aplica a todos neste dia e idade, e que Deus não mudou de ideia sobre este assunto.

Para o que vale a pena, vamos dar-lhe a nossa opinião sobre este assunto. Além do verso de Levítico, creio que há vários outros versículos que você tem que combinar com aquele para entender qual é a opinião de Deus sobre esta questão.

Mais uma vez, não queremos ser dogmáticos nesta questão. Essa é apenas nossa interpretação pessoal do que sentimos que Deus pode estar tentando nos dizer nesses versículos específicos. Cada um de vocês é responsável por obter  suas próprias respostas do Senhor sobre esse assunto.

Para o registro, nós não acreditamos que o Senhor quer que qualquer um de Seu povo tenha quaisquer tipos de tatuagens ou piercings colocados em qualquer parte de seu corpo.

Vaidade ou Modéstia, qual Espirito esta em evidencia?
Vaidade ou Modéstia, qual Espirito esta em evidencia?


5 Versículos chaves para entender o assunto


Acredito que existem 5 versículos-chave das Escrituras que precisam ser agrupados para obter o que a opinião de Deus pode realmente ser sobre este assunto. Eu vou em frente e corro todos juntos, e então comento como eu sinto que eles podem estar esclarecendo uma questão muito controversa.

"Você não deve fazer qualquer corte em sua carne para os mortos, nem tatuar qualquer marca em você: eu sou o Senhor" (Levítico 19:28)

“NÃO pense que vim destruir a Lei ou os Profetas. Eu não vim para destruir, mas para cumprir. Pois certamente vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til passará da lei até que tudo seja cumprido. ”(Mateus 5: 17-18)

“Você não sabe que você é o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em você?” (1 Coríntios 3:16)

“Ou não sabeis que o teu corpo é o templo do Espírito Santo que está em ti, o qual tens de Deus e tu não és o teu próprio? Porque você foi comprado por um preço; portanto, glorifique a Deus em seu corpo e em seu espírito, que são de Deus. ”(1 Coríntios 6:19)

“Se alguém contaminar o templo de Deus, Deus o destruirá. Porque o templo de Deus é santo, qual templo tu és. ”(1 Coríntios 3:17)

Três comentários chaves para entender o tema


1.   O primeiro verso é do livro de Levítico no Antigo Testamento. Deus estava dizendo ao Seu povo escolhido o que eles podiam e não podiam fazer em seu relacionamento pessoal e interação com Ele.

Como todos sabemos, Deus deu a eles um pouco de regras, regulamentos e mandamentos que Ele queria que cumprissem. Este comando em particular era um deles.

Note que este verso especificamente isola não apenas tatuagens, mas quaisquer “cortes na carne”, que eu acredito que se relacionam com todos os diferentes tipos de piercing que as pessoas estão recebendo hoje em dia.

Note também que Deus estava se referindo a eles fazendo quaisquer tipos de tatuagens ou cortes em sua carne "para os mortos". Naquela época, muitas pessoas tinham a prática de marcar seus corpos com tatuagens e diferentes tipos de cortes, como forma de luto e respeito por aqueles que acabaram de passar.

Deus, o Pai, estava disposto a dizer ao seu próprio povo que não deveriam se envolver nesse tipo de atividade. Observe que Deus usa a palavra “qualquer” tatuagem e “qualquer” recorte ”em sua carne. Ele não estava cortando nenhuma folga sobre essa questão - e não queria absolutamente nenhum corte ou tatuagem de qualquer tipo, forma ou forma colocados em seus corpos.

Se Deus estava lhes dizendo que Ele não estava querendo que nenhum tipo de tatuagem ou piercing fosse colocado em seus corpos como uma forma de luto pelos mortos, então eu também acredito que você pode extrapolar esse comando e assumir que Deus não queria que eles fizessem isso por qualquer outro motivo possível, seja para os mortos ou não.

O texto é muito forte neste versículo para pensar que Deus estava apenas se referindo a fazer isso como uma maneira de lamentar pelos mortos. Acredito que o tom e a intensidade dessas palavras estão nos mostrando que Deus não queria que o Seu povo escolhido fizesse isso por qualquer motivo.

Essas pessoas estavam sendo chamadas para ser o povo escolhido de Deus. Eles estavam sendo chamados a separar-se das coisas e caminhos deste mundo - especialmente de algumas das práticas pagãs de muitas das pessoas que ainda habitavam partes de sua Terra Prometida.

Se Deus, o Pai, não queria que Seu povo especial escolhido no Antigo Testamento estivesse colocando qualquer tipo de tatuagem e recorte em sua carne, Ele ainda tem essa mesma opinião hoje com todos os Seus crentes do Novo Testamento? Eu creio que Ele faz isso, e isso nos levará agora ao segundo verso acima.

2.   Neste segundo versículo acima, o próprio Jesus está nos dizendo que Ele não veio para acabar com as leis de Seu Pai e os profetas. Ele diz que essas leis e mandamentos ainda estão em vigor até que “tudo seja cumprido”, o que, acredito, se refere quando recebemos o Novo Céu e a Nova Terra após o Reino Milenar de 1000 Anos ter passado.

Observe que Jesus diz “até que o céu e a terra passem”. Essas palavras descrevem perfeitamente o que acontecerá quando recebermos o Novo Céu e a Nova Terra, conforme descrito no livro do Apocalipse.

Ela diz que nossa terra e o céu, como conhecemos agora, passarão e, em seu lugar, estaremos obtendo um novo céu e uma nova terra. Até que esse glorioso evento final realmente aconteça, Jesus está nos dizendo que todas as leis e mandamentos de Seu Pai ainda estão em pleno funcionamento.

Isso significa que todos os 10 mandamentos ainda estão em vigor, juntamente com todos os comandos envolvidos em quaisquer partes do ocultismo.

A menos que o Novo Testamento especificamente elimine algumas dessas leis e comandos específicos do Antigo Testamento, eu acredito que temos que assumir que Deus ainda quer que todos nós o respeitemos. E essa ordem que não devemos tatuar ou cortar em qualquer parte da nossa carne ainda se aplica a todos neste dia e época .

A Bíblia diz que Deus não muda, que Ele é o mesmo hoje como foi ontem. Se Deus, o Pai, está nos dizendo que a homossexualidade e qualquer coisa a ver com ocultismo são abominações à Sua vista no Antigo Testamento, então Ele não mudará de ideia só porque estamos nos tempos do Novo Testamento.

É verdade que não estamos mais debaixo da lei, mas debaixo da graça em nossa Nova Aliança com Jesus. Mas isso não significa que podemos começar a nos envolver em atividades que foram expressamente proibidas por Seu Pai no Antigo Testamento.

Como Jesus afirmou no versículo acima, todas as leis morais de Seu Pai não foram eliminadas neste momento, e elas não serão todas eliminadas até que recebamos nosso Novo Céu e Nova Terra. E até que isso aconteça, acredito que Deus quer que todos nós façamos o nosso melhor para cumpri-los.

Então, se Deus não estava querendo que Seu povo escolhido no Antigo Testamento estivesse usando qualquer tipo de tatuagem ou cortando qualquer parte de sua carne, este mesmo comando ainda se aplica a todos nós hoje em dia? Eu acredito que sim, e estes próximos três versículos nos dirão o porquê.

3.   Os últimos três versículos listados acima estão nos dizendo que nossos corpos agora se tornaram o templo do Espírito Santo de Deus. Observe que Deus está nos dizendo especificamente que são os nossos corpos físicos humanos que agora se tornaram o templo do Seu Espírito Santo.

Pense nas ramificações desta declaração - que desde que nossos corpos físicos humanos estão literalmente carregando o próprio Espírito Santo dentro de nós, uma vez que aceitamos Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador pessoal, que Deus está nos dizendo agora que nossos corpos físicos agora se tornou o verdadeiro "templo" do Seu Espírito Santo.

Observe no último verso que Deus está usando as palavras “contamina o templo de Deus”, e que qualquer um que tentar contaminar Seu santo templo será destruído.

Deus então termina esta declaração falando sobre nossos corpos físicos sendo o templo do Seu Espírito Santo. Em outras palavras, Deus não quer que nossos templos, que são nossos corpos físicos, sejam corrompidos de qualquer maneira, forma e forma. Fazer algum tipo de tatuagem ou piercing em nossos corpos físicos é uma forma de contaminação com o Senhor? Eu acredito que pode ser.

Considere também este fato. O povo judeu não tinha o Espírito Santo vivendo no interior deles no AT. Jesus ainda não tinha vindo para morrer por todos os nossos pecados, então o Espírito Santo não estava vivendo dentro do povo judeu como Ele está agora fazendo com todos os crentes do Novo Testamento.

Isso significa que os corpos físicos do povo judeu naqueles dias não eram considerados como verdadeiros templos do Senhor, visto que eles não tinham o Espírito Santo vivendo dentro deles.

Então, se Deus está dizendo ao Seu povo escolhido que Ele não queria que eles tatuassem ou colocassem qualquer tipo de estaca em sua carne - e seus corpos não eram sequer considerados como o templo do Seu Espírito Santo naqueles tempos do Antigo Testamento - então quanto mais seriamente deveria este comando ser tomado por todos os crentes do Novo Testamento, uma vez que todos os nossos corpos são agora considerados como sendo o verdadeiro templo do Espírito Santo?
Como os versos acima estão nos dizendo, nossos corpos agora se tornaram o templo do próprio Senhor.

Nós não somos mais nossos. Como resultado, devemos estar fazendo tudo o que pudermos para glorificar o nosso Deus - o que inclui glorificá-lo em nossos corpos como o segundo último verso acima está nos dizendo para fazer.

Marcar nossos corpos com os diferentes tipos de tatuagens e piercings pode não ser o que o Senhor tinha em mente quando Ele está nos dizendo para glorificá-lo em nossos corpos e em nossos espíritos.

Novamente, cada um de vocês terá que ter sua própria interpretação sobre o que todos esses versículos estão tentando nos dizer.

Não existe espaço para o Espirito Santo
Não existe espaço para o Espirito Santo


Conclusões finais 


Como eu disse no início deste artigo, cada cristão será responsável por obter sua própria resposta direta do Senhor sobre este assunto muito controverso. Acredito que quando você colocar todos os 5 versos bíblicos acima juntos lado a lado, a resposta pode estar na interpretação correta desses versículos.

Sem dúvida, os últimos três versos listados acima estão nos dizendo que nossos corpos físicos são agora considerados o templo do nosso Deus vivo, uma vez que agora levamos o Seu Espírito Santo para dentro de nós.
Acredito que nossos corpos físicos são agora mais sagrados, mais preciosos e mais especiais aos olhos do Senhor do que as quatro paredes físicas de qualquer igreja, já que Deus agora está chamando nossos corpos de Seu templo real.

E assim como nunca consideraríamos marcar ou desfigurar qualquer parte de um edifício da Igreja Cristã - da mesma forma, não acredito que nosso Senhor nos queira desfigurando ou marcando quaisquer partes de nossos corpos físicos.

É por isso que acredito que Deus fez questão de colocar este comando específico em Sua Palavra.

Quando Deus está usando as palavras “qualquer” tatuagem e “qualquer” tipo de corte na carne, Ele não está fazendo nenhuma exceção com esse tipo de atividade. Pessoalmente, acredito que Deus está deixando que todos saibam, alto e claro, que Ele não quer que nenhum de nós marque nossos corpos com esse tipo de contaminação.

Como uma nota lateral, vou deixar você com um testemunho pessoal de uma boa amiga que foi a Deus depois que ela tinha um piercing no umbigo. Quando ela me ligou para me contar o que havia feito, contei a ela sobre os versículos acima. No entanto, eu disse a ela para não tomar minha palavra ou opinião sobre isso. Eu lhe disse para ir direto a Deus para obter Sua opinião direta sobre o assunto.

Ela o fez, e logo depois Deus entrou em alto e bom som para ela. Ele disse a ela que não aprovava e queria removê-lo. A revelação que ela recebeu de volta foi que Ele estava olhando para este piercing como uma marca de sujeira ou marca de sujeira em seu corpo físico.

Quando ela me ligou de volta e me disse o que tinha recebido, recebi uma visão imediata em minha mente de um jovem de 5 anos que voltava para a casa de seus pais. Ele tinha acabado de cair em um buraco de lama e ele tinha lama endurecida em todo o seu rosto.

Vi então a mãe ter uma reação imediata e instintiva de querer ir buscar uma toalha para lavar toda a lama do rosto. Você consegue imaginar uma mãe sentada ali deixando que seu filho tenha toda aquela lama no rosto pelo resto do dia?

Eu acredito que Deus pode estar tendo o mesmo tipo de reação a muitos dos seus quando eles começam a colocar tatuagens e diferentes tipos de piercings em várias partes de seus corpos.

Mais uma vez, este testemunho é um testemunho pessoal e privado. Cada um de vocês terá que obter seu próprio testemunho, bem como obter sua própria interpretação nos versículos acima da nossa Bíblia.

Vou deixar você com um último desafio sobre esta questão:


Para aqueles de vocês que têm uma boa capacidade de captar uma testemunha interna do Espírito Santo em muitos assuntos diferentes em sua vida, simplesmente conectem-se e vejam que tipo de testemunho interior você obtém Dele quando você entretém o pensamento de querer colocar qualquer tipo de tatuagem em seu corpo, ou faça uma tentativa de colocar qualquer tipo de piercing no umbigo, língua, pálpebras ou em qualquer parte de sua genitália - sabendo muito bem que você carrega a presença Dele ali mesmo por dentro. do seu corpo físico.
Que tipo de testemunho você recebe do Espírito Santo quando toca para ver qual é a opinião Dele sobre esse tipo de assunto?

Minha própria testemunha interior me diz que Ele não quer que façamos tatuagens ou cortes feitos em nossos corpos - e que, se o fizermos, é uma forma de corrupção, já que nossos corpos são agora o Seu Templo Sagrado.

Algumas pessoas escreveram pedindo nossa opinião sobre este assunto, já que essa é uma tendência e uma moda tão populares em nossa sociedade. Por que vale a pena, tudo o que precede é a nossa opinião pessoal sobre este assunto e as razões bíblicas sobre o porquê nos sentimos assim.

Preocupações médicas - 


Existem riscos reais para a saúde com tatuagens. A Clínica Mayo adverte : "não faça tatuagem com leveza". Eles resultaram em reações alérgicas graves, infecções, cicatrizes inestéticas e doenças transmitidas pelo sangue, como hepatite B e C. A tatuagem deliberadamente abre a pele e expõe seu sangue a bactérias desconhecidas. Os salões de tatuagem não são clínicas médicas, embora estejam perfurando a pele e expondo o sangue.

Por favor, pense antes de você tinta. Não tome essa decisão precipitadamente ou precipitadamente. Use essas perguntas para pensar em sua decisão. Discuta-os com adultos cristãos maduros em quem você confia.

Obrigado por ler esse estudo bíblico, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba Reflexões Cristãs pelo whatsapp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
O que a bíblia diz sobre a idolatria?

A Glória de Deus e a Idolatria


O paganismo continua mais vivo do que nunca, o Hinduísmo por exemplo, possui 900 milhões de pessoas, o Xintoísmo cerca de 120 milhões, o Catolicismo é um modelo vivo de paganismo cristianizado, e tem números exorbitantes, sendo o maior grupo cristão atual, ainda não citamos o Budismo com seu deísmo, se juntarmos as mais variações politeístas que existem, seus números são maiores do que as variantes monoteístas como Islamismo, Judaísmo e facções cristãs Unitárias e Unicistas.

Chego a conclusão que os defensores do verdadeiro evangelho, não estão  fazendo um bom trabalho pela disseminação do evangelho, já não vejo muito homens de Deus corajosos dispostos a exposição da palavra do Único Deus Verdadeiro, e que não negociam sua fé. Caso seja por falta de estudos bíblicos, trazemos o tema em evidencia, com a exposição do Monoteísmo, e os erros da idolatria e do politeísmo.

A idolatria no mundo moderno


"Muitos deuses." Isso é o que meu amigo indiano disse enquanto viajava em sua grande terra natal. E muitos deuses existiam. Eu vi muito pouco ídolos neste país, e quando os vi, eles geralmente estavam na casa de alguém de um país onde os ídolos eram adorados. A idolatria pode parecer um pecado que dificilmente encontraremos na América do Sul, e certamente não na igreja no Brasil.

Se definirmos a idolatria como a adoração de outros deuses, ou, como o Antigo Testamento freqüentemente se refere a eles, " deuses estrangeiros ", então podemos supor que a idolatria dificilmente existe neste país. Mas se fôssemos definir a idolatria como a adoração do Único Deus Verdadeiro como um deus menor, poderíamos encontrar idolatria em muitas igrejas evangélicas hoje.

Estamos buscando o tema da glória de Deus e, por várias lições, estaremos olhando para Êxodo 32-34 . Você se lembrará de que esta é a parte da Escritura onde Moisés pede a Deus: “ Mostre-me a sua glória ” ( Êxodo 33:18 ), e seu pedido é concedido ( Êxodo 34: 5-7 ). Mas antes de podermos considerar esses maravilhosos versículos, precisamos primeiro ver como o pecado da idolatria é uma ofensa contra a glória de Deus. Esse é o nosso tópico para esta lição.




Expondo o erro da idolatria


Em Números 21, os filhos de Israel queriam os luxos do Egito, em vez da presença de Deus. Então Deus permitiu que cobras entrassem no acampamento, dando a oportunidade de aprender o quanto elas dependiam dele. As pessoas logo perceberam que haviam cometido um erro e imploraram para que as cobras fossem removidas. Foi quando Deus instruiu Moisés a fazer a serpente de bronze e erguê-la em um poste, então, quando as pessoas olhassem, poderiam viver. A cobra era um lembrete de que Deus era a fonte de sua cura. A cobra não era o objetivo, mas um meio para o objetivo. O objetivo era o Messias, mais tarde conhecido pelo nome de Jesus.

E como Moisés levantou a serpente de bronze sobre um mastro no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna. João 3: 14-15 NLT

O propósito da cobra de bronze em um poste era levar as pessoas a adorar a Jeová, a mesma pessoa que mais tarde andou nesta terra como Jesus Cristo. No entanto, com o tempo, as pessoas começaram a adorar a própria cobra de bronze! Durante um avivamento, Ezequias destruiu a cobra de bronze para que as pessoas adorassem a Deus em vez de fazer os ídolos das coisas que apontavam para Deus.

Ele removeu os santuários pagãos, quebrou os pilares sagrados e cortou os postes de Asherah. Ele rompeu a serpente de bronze que Moisés tinha feito, porque o povo de Israel estava oferecendo sacrifícios a ela. A serpente de bronze foi chamada Nehushtan. 2 Reis 18: 4 NLT

Assim, vemos aqui que mesmo coisas boas podem se tornar ídolos quando se tornam o foco de nossa adoração, em vez de Deus. Adorar a criação em vez do Criador é uma coisa muito fácil, mas perigosa de se fazer! A cobra no mastro não é o único símbolo ordenado por Deus do qual o povo de Deus fez um ídolo ao invés de adorar o próprio Deus. O sábado é um símbolo eterno e memorial nos apontando para o nosso Criador.

Pois em seis dias o Senhor fez os céus, a terra, o mar e tudo o que havia neles; mas no sétimo dia ele descansou. É por isso que o Senhor abençoou o dia de sábado e o separou como sagrado. Êxodo 20:11 NLT

No entanto, quando Jesus andou na terra, Ele teve que lembrar às pessoas que o sábado era um símbolo eterno, para nunca ser removido, para nos levar a Deus, e não algo para ser adorado em si mesmo. O sábado não era para ser um ídolo.




Conclusões finais sobre a idolatria

Cristo reiterou a verdade de que os sacrifícios em si não tinham valor. Eles eram um meio e não um fim. Seu objetivo era dirigir os homens ao Salvador e, assim, trazê-los para a harmonia com Deus. É o serviço do amor que Deus valoriza. Quando isso está faltando, a mera rodada de cerimônia é uma ofensa a ele. Então, com o sábado. Foi projetado para trazer homens à comunhão com Deus; mas quando a mente foi absorvida com rituais cansativos, o objeto do sábado foi frustrado. Sua mera observância exterior era uma zombaria.

Então, um ídolo é qualquer coisa que absorva nossas afeições mais do que Jesus, mesmo que seja algo na igreja. Podemos não ter estátuas de Maria em nossas igrejas, mas é possível que ainda existam alguns ídolos em nossa igreja? Não vamos ser muito presunçosos. Se o verdadeiro povo de Deus tivesse ídolos nos dias de Ezequias, e novamente nos dias de Cristo, há boas chances de que precisemos dar uma boa olhada ao redor e ver se existem símbolos, tradições ou datas - tão bons e nobres como sejam - que estão absorvendo mais do nosso foco e adoração do que Jesus.

Obrigado por ler esse estudo bíblico, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba Reflexões Cristãs pelo whatsapp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
Expondo erros e contradições na "Doutrina do Purgatório"

Erros e contradições na doutrina do purgatório


A Igreja Católica Romana ensinou a doutrina do "purgatório" desde o final do quinto ou início do sexto século. Gregório Magno, que serviu como "papa" de 590 dC a 604 dC, foi o primeiro a definir oficialmente a doutrina. O acordo final dentro da Igreja Católica Romana foi finalmente alcançado em 1439, após meses de debate no Concílio de Florença.

O catolicismo ensina que, além do céu e do inferno, "existe na próxima vida um estado intermediário de punição temporária, concedido para aqueles que morreram em pecado venial". Em outras palavras, aqueles que morrem em estado de perfeição vão para o céu, mas aqueles que morrem em estado de pecado vão para o inferno ou para o purgatório., dependendo do tipo de pecado não perdoado do qual eles são culpados. Veja, a igreja católica faz uma distinção entre pecados “mortais” e “veniais”. Podemos pensar grosseiramente nos pecados mortais como “grandes pecados” e pecados veniais como “pequenos pecados”. Aqueles que morrem com pecado mortal vão diretamente para o inferno, mas aqueles que morrem em pecado venial vão para o purgatório - um lugar temporário de punição. Uma pessoa fica lá até que seu “pequeno pecado” seja removido, e nesse ponto a pessoa pode ir para o céu. (Você pode ver porque essa doutrina é popular; ela fornece um falso senso de esperança para aqueles que têm entes queridos que morreram em pecado impenitente.)

Seu sofrimento e duração no purgatório dependem da sua culpa. Alguns ficam apenas por algumas horas e seu sofrimento é relativamente leve. Outros podem ficar por centenas de anos e seu sofrimento está aquém do sofrimento que experimentariam no inferno.

Enquanto aqueles no purgatório não podem se ajudar, eles podem ser ajudados pelos fiéis na terra. Presentes ou serviços para a Igreja Católica podem ganhar uma “indulgência parcial” (Papa Paulo VI), juntamente com orações dos sacerdotes e missas pelos parentes da vítima no purgatório, o que pode, por sua vez, encurtar a permanência no purgatório.

Erros e contradições na doutrina do purgatório


Baseado em um fundamento instável


O "texto-prova" católico para a doutrina do purgatório vem de 2 Macabeus 12: 39-45. Este é um dos livros apócrifos da Bíblia católica. "Apócrifos" denota "livros religiosos inferiores em autoridade e dignos das Escrituras do AT e do NT". Nenhum dos livros apócrifos está listado entre os 66 livros da Bíblia hoje porque eles foram “julgados como indignos e não autorizados pelos oficiais da igreja primitiva”. Existem 14 livros judaicos que foram rejeitados pelo judaísmo e subsequentemente rejeitados pela igreja primitiva como não-canônicos. Estes incluem 1 e 2 Esdras, Tobias, Judith, As Adições de Ester, A Sabedoria de Salomão, Eclesiasticístico, Baruch, A Carta de Jeremias, A Oração de Azaria e o Canto dos Três Rapazes, Bel e o Dragão, A Oração de Manassés e 1 e 2 Macabeus.
Nós rejeitamos estes livros por várias razões:

(1) Eles nunca foram aceitos como inspirados ou autorizados pelo judaísmo e, portanto, "nunca foram incluídos no cânon hebraico do Antigo Testamento" .

(2) Eles não foram aceitos por Jesus ou Seus apóstolos. Os autores do Novo Testamento, os apóstolos, citaram “um amplo corte transversal de documentos do Antigo Testamento, mas nunca citados dos apócrifos”.

(3) Eles não possuem as qualidades de inspiração. Muitos descrevem eventos fictícios, contêm erros geográficos, suas histórias detalham erros cronológicos e, às vezes, contradizem a si mesmos e ao Antigo Testamento.

Contradição e Insulto a fé cristã


Mas mesmo se você ler 2 Macabeus 12 , não há nada que fale de um estado intermediário de sofrimento para aqueles que estão sofrendo por seus pecados veniais, aguardando um ato de graça por uma pessoa que ainda vive na terra. Menciona orar “pelos mortos”, mas você deve fazer algumas contorções hermenêuticas idiotas para concluir a doutrina do purgatório.

Além disso, a razão pela qual Judas Macabeu levou as forças judaicas a rezar pelos mortos foi para que eles pudessem fazer “ expiação pelos mortos, para que eles pudessem ser libertos do seu pecado” ( 2 Macabeus 12:45 ). Isso contradiz o Novo Testamento, que ensina claramente que somente Cristo pode fazer expiação final por todos os homens ( Romanos 5:11, KJV ). Que barateamento do sangue de Cristo!

Além disso, deve-se notar que os indivíduos em 2 Macabeus 12 que morreram eram culpados de idolatria . Segundo o catolicismo, a idolatria é um pecado mortal. Se você morrer culpado de um pecado mortal, irá diretamente para o inferno e as orações e os presentes não poderão salvá-lo . No entanto, esta passagem é usada mais do que qualquer outra passagem para provar a doutrina do purgatório. Que contradição!

contradição na doutrina do purgatório


Conclusão


Nós rejeitamos o ensinamento do purgatório porque ele não é encontrado na Bíblia. Os católicos muitas vezes tentam provar a ideia do purgatório apontando alguns textos do Novo Testamento, mas a Bíblia não menciona o “purgatório” nem o conceito. A única maneira de acreditar no purgatório é descrer da própria Bíblia.

Obrigado por ler esse estudo bíblico, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba Reflexões Cristãs pelo whatsapp (19)993702148.

Lucas Ajudarte

Conteúdos correspondentes

Patrocinado