Publicações

O tabernáculo em Israel (Bíblia Comentada - Êxodo 26)

Introdução a Êxodo 26 comentado


Uma descrição sobre como será o tabernáculo, a importância na fé judaica é fundamental para a evolução do plano de nação teocrática, que Israel irá tornar-se, Êxodo 26 aborta esse contexto.

Um tabernáculo em Israel
Um tabernáculo em Israel

Comentários de Êxodo 26


EXO 26:1 E farás o tabernáculo de dez cortinas de linho torcido, azul, e púrpura, e carmesim: e farás querubins de obra delicada.
EXO 26:2 O comprimento da uma cortina de vinte e oito côvados, e a largura da mesma cortina de quatro côvados: todas as cortinas terão uma medida.
EXO 26:3 Cinco cortinas estarão juntas a uma com a outra, e cinco cortinas unidas a uma com a outra.
EXO 26:4 E farás laçadas de azul na beira da uma cortina, na margem, na juntura: e assim farás na beira da última cortina na juntura segunda.
EXO 26:5 Cinquenta laçadas farás na uma cortina, e cinquenta laçadas farás na margem da cortina que está na segunda juntura: as laçadas estarão contrapostas a uma à outra.
EXO 26:6 Farás também cinquenta colchetes de ouro, com os quais juntarás as cortinas a uma com a outra, e se formará um tabernáculo.

Passamos agora a examinar a estrutura do tabernáculo para a qual o mobiliário mais essencial foi preparado. 
Existe alguma confusão de pensamento, mesmo entre leigos educados, no que diz respeito aos arranjos do templo; e isso levou a uma confusão semelhante (em menor grau) com relação às partes correspondentes do tabernáculo. "O templo" no qual o Menino Jesus foi encontrado, e no qual Pedro e João subiram para orar, não deve ser confundido com aquele santuário interno, "o templo", no qual era o lote do sacerdote Zacarias para queimar incenso, e em que Judas, esquecido de toda a sua santidade em sua angústia, jogou seu dinheiro para os sacerdotes ( Lucas 2:46 ; Atos 3: 3 ;Lucas 1: 9 ; Mateus 27: 5 ). Agora, o primeiro deles correspondia ao "pátio do tabernáculo", um recinto aberto para os céus e contendo dois artigos importantes, o altar de sacrifícios queimados e a pia. Isso era acessível à nação, para que o pecador pudesse colocar a mão sobre a cabeça da sua oferta, e os sacerdotes pudessem se purificar antes de entrar em seu próprio lugar sagrado, o tabernáculo propriamente dito, o santuário. Mas quando chegamos à estrutura em si, ainda é necessária alguma atenção, a fim de derivar qualquer noção clara da descrição; nem isso pode ser feito facilmente por um leitor de inglês sem substituir a Versão Revisada pelo Autorizado. Ele então descobrirá que temos uma descrição, primeiro das "cortinas do tabernáculo" ( Êxodo 26: 1-6), e depois de outras cortinas que não são consideradas pertencentes ao tabernáculo propriamente dito, mas a "a tenda sobre o tabernáculo" ( Êxodo 26: 7-13 ), não sendo parte do rico interior ornamental, mas apenas uma proteção espalhada acima dela; e sobre este novamente foram duas telas adicionais do tempo ( Êxodo 26:14 ) e, finalmente, no interior de todos, são "as tábuas do tabernáculo" - dos quais as tábuas dos dois apartamentos reais foram construídos ( Êxodo 26: 15-30 ) - e o véu que dividiu o Santo do Santo dos Santos ( Êxodo 26: 31-33 ).

"As cortinas do tabernáculo" eram dez, feitas de linho, do qual cada fio consistia de finos fios torcidos juntos ", e azul e púrpura e escarlate", com querubins não bordados, mas tecidos no tecido ( Êxodo 26: 1 ). 

Estas cortinas foram costuradas juntas, cinco e cinco, de modo a fazer duas grandes cortinas, cada uma ligeiramente maior do que quarenta e dois pés por trinta, sendo vinte e oito côvados de comprimento por cinco vezes quatro côvados de largura ( Êxodo 26: 2-3 ). Finalmente estes dois estavam ligados, cada um com cinquenta laços para esse propósito em lugares correspondentes na borda, que eram amarrados por cinquenta colchetes de ouro ( Êxodo 26: 4-6 ). Assim, quando a nação estava prestes a marchar, eles poderiam ser facilmente divididos no meio e depois dobrados nas costuras.

Esse tecido caro era considerado parte do verdadeiro tabernáculo: por que, então, encontramos as cortinas externas mencionadas antes que o restante do tabernáculo seja descrito? 

EXO 26:7 Farás também cortinas de pelo de cabras para uma tenda sobre o tabernáculo; onze cortinas farás.
EXO 26:8 O comprimento de uma cortina será de trinta côvados, e a largura da mesma cortina de quatro côvados: uma medida terão as onze cortinas.
EXO 26:9 E juntarás as cinco cortinas à parte e as outras seis cortinas separadamente; e dobrarás a sexta cortina diante da face do tabernáculo.
EXO 26:10 E farás cinquenta laçadas na orla de uma cortina, à extremidade na juntura, e cinquenta laçadas na orla da segunda cortina na outra juntura.
EXO 26:11 Farás também cinquenta colchetes de alambre, os quais meterás pelas laçadas: e juntarás a tenda, para que se faça uma só cobertura.
EXO 26:12 E o excedente que resulta nas cortinas da tenda, a metade da uma cortina que sobra, ficará às costas do tabernáculo.
EXO 26:13 E um côvado da uma parte, e outro côvado da outra que sobra no comprimento das cortinas da tenda, pendurará sobre os lados do tabernáculo da uma parte e da outra, para cobri-lo.
EXO 26:14 Farás também à tenda uma coberta de couros de carneiros, tingidos de vermelho, e uma coberta de couros finos encima.
EXO 26:15 E farás para o tabernáculo tábuas de madeira de acácia, que estejam direitas.
EXO 26:16 O comprimento de cada tábua será de dez côvados, e de côvado e meio a largura de cada tábua.
EXO 26:17 Dois encaixes terá cada tábua, unidos um com o outro; assim farás todas as tábuas do tabernáculo.
EXO 26:18 Farás, pois, as tábuas do tabernáculo: vinte tábuas ao lado do sul.
EXO 26:19 E farás quarenta bases de prata debaixo das vinte tábuas; duas bases debaixo de uma tábua para seus dois encaixes, e duas bases debaixo da outra tábua para seus dois encaixes.
EXO 26:20 E ao outro lado do tabernáculo, à parte do norte, vinte tábuas;
EXO 26:21 E suas quarenta bases de prata: duas bases debaixo de uma tábua, e duas bases debaixo da outra tábua.
EXO 26:22 E para o lado do tabernáculo, ao ocidente, farás seis tábuas.
EXO 26:23 Farás também duas tábuas para as esquinas do tabernáculo nos dois ângulos posteriores;
EXO 26:24 Os quais se unirão por abaixo, e também se juntarão por seu alto a uma argola: assim será das outras duas que estarão às duas esquinas.
EXO 26:25 De maneira que serão oito tábuas, com suas bases de prata, dezesseis bases; duas bases debaixo de uma tábua, e duas bases debaixo da outra tábua.
EXO 26:26 Farás também cinco barras de madeira de acácia, para as tábuas de um lado do tabernáculo,
EXO 26:27 E cinco barras para as tábuas do outro lado do tabernáculo, e cinco barras para o outro lado do tabernáculo, que está ao ocidente.
EXO 26:28 E a barra do meio passará por meio das tábuas, de uma extremidade à outra.
EXO 26:29 E cobrirás as tábuas de ouro, e farás seus anéis de ouro para meter por eles as barras: também cobrirás as barras de ouro.

Certamente porque estas ricas cortinas estão imediatamente abaixo das mais grossas, e devem ser consideradas juntamente com a "tenda" que cobria tudo ( Êxodo 26: 7). Esta consistia em cortinas de pêlo de cabra, do mesmo tamanho, e dispostas em todos os aspectos como as outras, exceto que seus colchetes eram apenas de bronze, e que as cortinas eram onze em número, em vez de dez, de modo que meia cortina era disponível para pendurar nas costas, e a metade seria dobrada sobre si mesma na frente do "tabernáculo", isto é, as cortinas mais ricas embaixo. O objetivo é óbvio: era trazer o centro das cortinas de pele de cabra sobre a borda das de linho, pois as telhas se sobrepõem umas às outras, para impedir a chuva nas juntas. Mas isso implica, o que já foi dito, que as cortinas do tabernáculo devem ficar perto das cortinas da tenda. 

Sobre estas novamente havia uma cobertura externa de peles de carneiro tingidas de vermelho, e uma cobertura de peles de foca acima de tudo (Êxodo 26:14 ). Este último, é geralmente aceite, correu apenas ao longo do topo, como um cume, para proteger a parte vulnerável do telhado. E agora deve ser lembrado que estamos falando de uma tenda real com lados inclinados, não uma cobertura plana sobre a estrutura interna plana de tábuas, e certos de admitir a chuva. Chamando a atenção para esse fato, o Sr. Fergusson conseguiu resolver todos os problemas relacionados com as medições do tabernáculo e trazer ordem ao que era pouco mais que o caos anterior ( Smith's Bible Dict. , "Temple").

O tabernáculo interno era de madeira de acácia, que era a única madeira do santuário. Cada tábua tinha dez côvados de altura e era encaixada por espigas em duas órbitas de prata, que provavelmente formavam uma base contínua. Cada um deles continha um talento de prata e, portanto, tinha mais de oitenta quilos de peso; e eles provavelmente foram até certo ponto afundados no chão por uma fundação ( Êxodo 38:27 ). Havia vinte pranchas de cada lado; e como eram um côvado e meio largo, o comprimento do tabernáculo era de cerca de quarenta e cinco pés ( Êxodo 26: 16-18 ). No extremo oeste havia seis tábuas ( Êxodo 26:22 ), que, com a largura dos dois postes ou tábuas para os cantos ( Êxodo 26: 23-24) apenas dá dez côvados, ou quinze pés, para a largura dele. Assim o comprimento do tabernáculo era três vezes a sua largura; e sabemos que no Templo (onde todas as proporções eram as mesmas, as figuras sendo dobradas por toda parte), o véu subdividido era tão pendurado que tornava o santuário interno um quadrado perfeito, deixando o lugar sagrado duas vezes maior do que era largo. 

Os postes foram mantidos em seus lugares por barras de madeira, que eram revestidas de ouro (como as tábuas também eram, Êxodo 26:29) e montado em anéis de ouro. Quatro dessas barras, ou pinos, corriam ao longo de uma porção de cada lado, e havia um quinto grande bar que se estendia ao longo de todos os quarenta e cinco pés de ponta a ponta. Assim, o edifício estava firmemente unido; e a riqueza do material torna provável que eles estivessem fixos no lado de dentro e formaram uma parte do ornamento do edifício ( Êxodo 26: 26-29 ).

EXO 26:30 E levantarás o tabernáculo conforme sua planta que te foi mostrada no monte.
EXO 26:31 E farás também um véu de azul, e púrpura, e carmesim, e de linho torcido: será feito de primoroso trabalho, com querubins:
EXO 26:32 E hás de pô-lo sobre quatro colunas de madeira de acácia cobertas de ouro; seus capitéis de ouro, sobre bases de prata.
EXO 26:33 E porás o véu debaixo dos colchetes, e meterás ali, do véu dentro, a arca do testemunho; e aquele véu vos fará separação entre o lugar santo e o santíssimo.
EXO 26:34 E porás a coberta sobre a arca do testemunho no lugar santíssimo.
EXO 26:35 E porás a mesa fora do véu, e o candelabro em frente da mesa ao lado do tabernáculo ao sul; e porás a mesa ao lado do norte.
EXO 26:36 E farás à porta do tabernáculo uma cortina de azul, e púrpura, e carmesim, e linho torcido, obra de bordador.
EXO 26:37 E farás para a cortina cinco colunas de madeira de acácia, as quais cobrirás de ouro, com seus capitéis de ouro: e as farás de fundição cinco bases de bronze.

Quando as duas cortinas foram fechadas em conjunto com ganchos, eles deram um comprimento de sessenta pés. Mas vimos que o comprimento das pranchas quando juntas era de apenas quarenta e cinco pés. Isso dá uma projeção de sete pés e meio (cinco côvados) para a frente e para trás da tenda, além do tabernáculo de tábuas; e quando as grandes cortinas estavam bem estendidas, inclinadas do cume do cume, catorze côvados de cada lado, foi mostrado (supondo um ângulo reto no topo) que eles alcançaram dentro de cinco côvados do solo, e estendidos cinco côvados além os lados, a mesma distância na frente e atrás. As próximas instruções dizem respeito ao véu que dividia as duas câmaras do santuário. Isto era em todos os aspectos como "a cortina do tabernáculo", e similarmente tecido com querubins. Foi pendurado em quatro pilares;Êxodo 26: 31-32 ). 

Mas aqui surge uma questão difícil. Não há medida específica do ponto em que esse véu subdividido se estenderia pela tenda. A analogia do templo nos leva a crer que o Santo dos Santos era um cubo perfeito, e o Santo Lugar duas vezes maior do que era largo e alto. Há evidente alusão a esta forma final do Lugar Santíssimo na descrição da Nova Jerusalém, da qual o comprimento, a largura e a altura eram iguais. E ainda há fortes razões para suspeitar que esse arranjo não era o primitivo. Pois Moisés recebeu a ordem de estender o véu sob os colchetes de ouro, que uniam as duas grandes cortinas do tabernáculo ( Êxodo 26:33).). Mas estes estavam certamente no meio. Como, então, o véu poderia fazer uma divisão desigual abaixo? Possivelmente quinze pés quadrados teriam sido um espaço muito pequeno para as dimensões do Santo dos Santos, embora o cubo perfeito se tornasse desejável, quando o tamanho fosse duplicado. 

Uma tela do mesmo material rico, mas aparentemente não bordada com querubins, deveria estender-se através da porta da tenda; mas isso foi apoiado em cinco pilares em vez de quatro, claramente que o central poderia apoiar a barra do telhado. E suas bases eram de latão ( Êxodo 26: 36-37 ). 

O tabernáculo, como o templo, teve sua entrada no leste ( Êxodo 26:22); e no caso do Templo isso era mais notável, porque a cidade estava do outro lado, e os adoradores tinham que passar pelo santuário antes de chegarem à frente dele. O objeto foi aparentemente para pegar o calor do sol. Por uma razão um tanto semelhante, todos os templos pagãos do mundo antigo, com algumas exceções bem definidas que são facilmente explicadas, também se deparam com o leste; e os adoradores, de costas para o amanhecer, viram os primeiros raios do sol acenderem o rosto de seu ídolo. A orientação das igrejas cristãs deve-se ao costume que fez o neófito, em primeiro lugar em sua posição familiar para o ocidente, renunciar ao diabo e a todas as suas obras e, então, virar as costas aos seus ídolos, recitar o credo com o rosto para o leste.

Que idéias seriam sugeridas por este edifício ao adorador serão melhor examinadas quando examinarmos também o tribunal externo.

Notas e referencias do autor

- Segue os créditos a Bíblia livre, tradução usada em nossos comentários.      
- Os comentários são sempre escritos em negrito.       
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.       
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG. 

 Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por WhatsApp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
Um santuario para Deus - (Bíblia comentada - Êxodo 25)

Introdução a Êxodo 25 comentado


Depois que Deus apresentou as leis relativa à vida social e religiosa em geral, Êxodo 25 detalhará as particularidades da organização do culto. Muitos críticos acharam essa organização complexa demais, como é narrada nesse capitulo, pela simplicidade da vida nômade do deserto. Como explicar na vida do deserto a fabricação de objetos de jóias refinadas e brocados e tecidos tão excelentes para os vestidos do sumo sacerdote? Isso geralmente é respondido pelo fato de que os israelitas, ao sair, levaram objetos de ouro e coisas de valor tiradas dos egípcios, que poderia ser usado para fazer os utensílios do culto. Entre os hebreus, pode ter havido algum joalheiro que tentou imitar - sob a direção de Moisés - a magnificência dos templos egípcios. 

Comentários de Êxodo 25
Comentários de Êxodo 25

Êxodo 25 comentado



EXO 25:1 E o SENHOR falou a Moisés, dizendo:
EXO 25:2 Dize aos filhos de Israel que tomem para mim oferta: de todo homem que a der de sua vontade, de coração, tomareis minha oferta.
EXO 25:3 E esta é a oferta que tomareis deles: Ouro, e prata, e bronze,
EXO 25:4 E material azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelo de cabras,
EXO 25:5 E couros de carneiros tingidos de vermelho, e couros finos, e madeira de acácia;
EXO 25:6 Azeite para a luminária, especiarias para o azeite da unção, e para o incenso aromático;
EXO 25:7 Pedras de ônix, e pedras de engastes, para o éfode, e para o peitoral.
EXO 25:8 E farão para mim um santuário, e eu habitarei entre eles.
EXO 25:9 Conforme tudo o que eu te mostrar, o desenho do tabernáculo, e o desenho de todos os seus objetos, assim o fareis. Enquanto Moisés estava no topo da montanha orando, ele foi ordenado a construir um santuário para o Senhor de acordo com a sua vontade (v.8). Aqui está um grande mistério. Jeová quer viver no meio de seu povo e ser uma fonte de bênçãos para ele. Moisés discutido mais tarde com Deus para chegar ao acompanhá-lo em sua viagem através do deserto, você diz: "O que vamos saber que eu e o teu povo ter achado graça aos seus olhos, mas que nós e glória marcha e o teu povo entre todos os povos que habitam a terra? 2 Esta foi a grande glória de Israel: o Senhor, o Deus que fez o céu e a terra, se dignou a ter entre eles a sua morada e ser o seu verdadeiro Deus, o seu rei que defendem-los de seus inimigos. Mas Israel viviam em tendas, como povo nômade que vão em peregrinação em busca da terra prometida, e o Senhor não poderia ter morada, mas um santuário decente e majestoso, de modo que suas mentalidades impressas, muitos dos quais tinham visto as riquezas dos templos egípcios. Para destacar mais o caráter excepcional do tabernáculo, o autor apresenta Yahweh fazendo o projeto e especificando suas particularidades como um arquiteto ou joalheiro. Nós sempre achamos a ideia de atribuição direta à primeira Causa das grandes realizações em Israel. Essa concepção, muito lógica na mentalidade teocrática do Antigo Testamento, não exclui a intervenção de causas secundárias no desenho e execução do tabernáculo. A grande maravilha do deserto é apresentado por hagiógrafo tal como concebido por Deus e trouxe a Moisés quando ele foi isolado na cimeira misteriosa do Sinai, onde foi proclamada solenemente o Decálogo, a base da vida social de Israel. Também tudo relativo ao culto deve ter uma origem divina e ser proclamado no monte santo das teofanias do SENHOR. É por isso que Yahweh especificará a forma do tabernáculo e seus móveis e detalhes. A ideia central que deve predominar na construção do santuário do deserto é a da santidade e glória de Javé, que é transcendente e inacessível a tudo o que é imundo e impuro.
Para o seu tabernáculo, Yahweh pede a colaboração de todos os israelitas de boa vontade, porque ele quer que seja uma homenagem voluntária e racional (v.2). Os metais mencionados, ouro, prata e bronze (ν.6), eram bem conhecidos na idade do mosaico 3 . Os tecidos e brocados de roxo, etc., se enquadram na nomenclatura da indústria têxtil da antiguidade 4 . O pêlo de cabra (v.4) é o que geralmente é usado entre os beduínos para cobrir a tenda por sua qualidade impermeável 5 . Na enumeração, tudo o que é necessário está previsto: os metais preciosos para os utensílios mais valiosos, a cobertura do tabernáculo compele de cabra, óleo para o serviço do culto e jóias para o éfode e peitoral do sumo sacerdote, que ele descreverá mais tarde.
EXO 25:10 Farão também uma arca de madeira de acácia, cujo comprimento será de dois côvados e meio, e sua largura de côvado e meio, e sua altura de côvado e meio.
EXO 25:11 E a cobrirás de ouro puro; por dentro e por fora a cobrirás; e farás sobre ela uma borda de ouro ao redor.
EXO 25:12 E para ela farás de fundição quatro anéis de ouro, que porás a seus quatro cantos; dois anéis ao um lado dela, e dois anéis ao outro lado.
EXO 25:13 E farás umas varas de madeira de acácia, as quais cobrirás de ouro.
EXO 25:14 E meterás as varas pelos anéis aos lados da arca, para levar a arca com elas.
EXO 25:15 As varas se estarão nos anéis da arca: não se tirarão dela.
EXO 25:16 E porás no arca o testemunho que eu te darei.
EXO 25:17 E farás uma coberta de ouro fino, cujo comprimento será de dois côvados e meio, e sua largura de côvado e meio. Agora ele prossegue descrevendo os objetos que devem estar no tabernáculo, sem dizer nada sobre o que foi feito, como fará em 26 e 36: 8. O primeiro objeto sagrado importante a ser colocado no tabernáculo é a arca ou caixa de forma retangular. Nos templos egípcios havia um barco com sua cabana no centro, reservado para o deus. Os egípcios aproveitaram o rio para suas viagens e conceberam a vida dos deuses à semelhança deles; eles também viajaram no Nilo celestial. A Arca tabernáculo Mosaico deve conceber o estilo "cofres processionais de templos egípcios, cujos painéis são muitas vezes adornado com figuras femininas com as asas estendidas cobrem o símbolo de algum grande deus". 6
Senhor, que tão estritamente proibido seu povo para representar você através de imagens esculpidas, envia-lhe agora construir uma arca de madeira de acácia, o único que está no deserto, coberto todo o ouro e temperado ombros para serem transportados os sacerdotes no deserto, na forma em que os cofres egípcios ou as estátuas dos deuses caldeus eram transportados processionalmente. O motivo da arca é que nela serão mantidas as duas tabelas onde estão escritos os dez preceitos da Lei. Além disso, preserva melhor seu caráter como símbolo da divindade. A arca terá uma cobertura, que é chamada de propiciatório, de acordo com a tradução da LXX e da Vulgata. Se esta versão for precisa, teríamos que ver uma relação entre a capa da arca e da expiação dos pecados. Muitos autores simplesmente traduzem a palavra hebraica kapporeth para a capa 7 . Naturalmente, nenhuma relação entre essa cobertura e a expiação ou propiciação é vista no contexto ; pelo menos, nenhum ritual propiciatório foi exercido na referida capa ou capa 8 .
As dimensões da arca são de dois côvados e meio de comprimento e uma largura e meia e um e meio côvados de altura. Tendo em conta que o cúbito era, mais ou menos, meio metro 9 , temos um retângulo de 1,25 metros de comprimento por 0,75 metros de altura e largura. Ao redor deste baú retangular havia uma moldura de ouro (v.11) ou uma guirlanda decorativa, sem dúvida puramente ornamental, no estilo de outras arcas processionais que os hebreus no Egito teriam visto. Em ambos os lados da arca duas argolas nos quatro cantos foram colocados (sem especificar se na parte superior ou inferior, provavelmente nele para ser projetava carregado nos ombros dos levitas e viu as pessoas), colocar um poucobarras de madeira de acácia (v.13), uma espécie de lixo que deveria ser fixado nos anéis de ouro para que os levitas não tivessem que tocar na arca quando a transportassem (v.15).
Na capa ou no assento de misericórdia serão colocados dois querubins com as asas estendidas, frente a frente, sem especificar se estavam em relevo na capa ou como figuras livres. A palavra Querubim é uma transcrição de Querubim, que, por sua vez, vem de Karibu babilônios, espécie de gênio alado, que estava no cargo de intercessão pelos desaparecidos e proteger edifícios 10 . No palácio de Sargão, de Jorsabad, aparecem touros alados chamados karibu, os gênios protetores da fazenda real. Ezequiel irá usar -los para expressar sua famosa visão inaugural 11 No entanto, isso não nos obrigam a pensar que Querubins que estavam na arca tinham essa mesma figura mitológica múltipla. Embora o nome Querubim vem do acadiano karibu, no entanto, como a Bíblia descreve os querubins da arca, eles são bastante semelhantes às representações de gênio alado egípcia, com suas asas proteger o rei em seu trono ou alinhar os símbolos divinos 12 . Em qualquer caso, os dois querubins da arca aparecem para proteger um lado com suas asas para isso, e pelo o mesmo tempo com as mesmas asas formam um trono para o Senhor é revelado: Lá eu revelar-lhe, e soluçar re o misericórdia, do meio dos dois querubins, eu te direi tudo o que para os filhos de Israel eu te enviarei (v.22). O salmista diz de Deus: "Ele subiu nos querubins e voou sobre as asas dos ventos". E outras vezes é dito dAquele que tem o seu trono nos querubins. Isto é uma alusão ao que é dito em v.22: Lá eu me revelarei a você.
Como dissemos antes, a arca tem seu antecedente em navios ou baús egípcios transportados por sacerdotes no Egito. Além disso, a ordem para que as tábuas da Lei sejam colocadas na arca está de acordo com o costume oriental de colocar os documentos importantes ao pé da estátua de alguma divindade, o que garante com a sua presença o valor dos documentos. Assim, nos pés do Senhor, presente na arca, os querubins sobre o valor permanente de se destacou magna da nova teocracia, os Dez Mandamentos 13 . A arca, então, era um símbolo da presença de Yahweh em sua aldeia e receptáculo para guardar cuidadosamente as tabelas da Lei ou testemunho(v.18) 14. No templo de Salomão será mantido no santo dos santos como uma relíquia preciosa; então desaparece misteriosamente, sendo mencionado apenas em Jeremias 15 . A arca era uma coisa tão sagrada, ninguém poderia colocar os olhos sobre ele, a menos que os sacerdotes para embrulhar -lo a ser realizado nos ombros deles, mas bem cobertos, de modo que os olhos profanos não pode ser visto e foram mortalmente ferido 16 .
Era o símbolo - não a imagem - da presença de Deus no meio de seu povo. Daí a santidade atribuída a ele, para ser mantido na parte de trás do santuário, e as precauções infinitas tiveram que ser tomadas para que isso não podia ser vista de olhos profanos, baseado na antiga máxima Deus: "Eu não vi o homem sem morrer ". 17
EXO 25:18 Farás também dois querubins de ouro, lavrados a martelo os farás, nas duas extremidades do propiciatório.
EXO 25:19 Farás, pois, um querubim ao extremo de um lado, e um querubim ao outro extremo do lado oposto: da qualidade do propiciatório farás os querubins em suas duas extremidades.
EXO 25:20 E os querubins estenderão por encima as asas, cobrindo com suas asas o propiciatório: suas faces a uma em frente da outra, olhando ao propiciatório as faces dos querubins.
EXO 25:21 E porás o propiciatório encima da arca, e no arca porás o testemunho que eu te darei.
EXO 25:22 E dali me declararei a ti, e falarei contigo de sobre o propiciatório, dentre os dois querubins que estão sobre a arca do testemunho, tudo o que eu te mandarei para os filhos de Israel.
EXO 25:23 Farás também uma mesa de madeira de acácia: seu comprimento será de dois côvados, e de um côvado sua largura, e sua altura de côvado e meio.
EXO 25:24 E a cobrirás de ouro puro, e lhe farás uma borda de ouro ao redor.
EXO 25:25 Farás também para ele também uma moldura ao redor, da largura de uma mão, à qual moldura farás uma borda de ouro ao redor.
EXO 25:26 E lhe farás quatro anéis de ouro, os quais porás aos quatro cantos que correspondem a seus quatro pés.
EXO 25:27 Os anéis estarão antes da moldura, por lugares das varas, para levar a mesa.
EXO 25:28 E farás as varas de madeira de acácia, e as cobrirás de ouro, e com elas será levada a mesa.
EXO 25:29 Farás também seus pratos, e suas colheres, e seus jarros, e suas bacias, com que se fará libações: de ouro fino os farás.
EXO 25:30 E porás sobre a mesa o pão da proposição diante de mim continuamente.
Os produtos que encerram a tenda ou tenda do Senhor, ocupava o centro dos pães de mesa de proposição, que foi para ser construída de madeira de acácia, como a arca, de acordo com o plano e as medições dadas pelo Senhor, e cobriu toda ela de ouro. O destino da mesa já é entendido. Nela havia continuamente os doze pães, que eram renovados todos os sábados. Eles eram os pães da proposição, porque permaneciam diante de Javé continuamente, como uma oferta perpétua do povo ao seu Deus .. Na Babilônia e no Egito, oferendas de pão foram colocadas diante das estátuas dos deuses. Em uma estela de Tell-Amarna uma mesa com pães dispostos simetricamente em três pilhas em copos de vinho 19 representa-se . Embora alguns desses cultos pagãos a presença desses pães antes de as estátuas significava a crença de que eles eram o alimento dos deuses 20 , no caso da religião judaica isso é inconcebível, dado a ideia alta espiritualista do Senhor. A oferta do pão não tinha outra finalidade que não a reconhecer que a sobrevivência dos judeus - simbolizada no pão - dependia em favor de seu Deus. Foi um reconhecimento de seus benefícios e uma homenagem à sua onipotência. A tradição cristã tem visto nestes Pão da proposição um tipo de pão eucarístico.
EXO 25:31 Farás também um candelabro de ouro puro; lavrado a martelo se fará o candelabro: seu pé, e sua cana, seus copos, seus botões, e suas flores, serão do mesmo:
EXO 25:32 E sairão seis braços de seus lados: três braços do candelabro do um lado seu, e três braços do candelabro do outro seu lado:
EXO 25:33 Três copos em forma de amêndoas em um braço, um botão e uma flor; e três copos, forma de amêndoas no outro braço, um botão e uma flor: assim, pois, nos seis braços que saem do candelabro:
EXO 25:34 E no candelabro quatro copos em forma de amêndoas, seus botões e suas flores.
EXO 25:35 Haverá um botão debaixo dos dois braços do mesmo, outro botão debaixo dos outros dois braços do mesmo, e outra botão debaixo dos outros dois braços do mesmo, em conformidade aos seis braços que saem do candelabro.
EXO 25:36 Seus botões e seus braços serão do mesmo, todo ele uma peça lavrada a martelo, de ouro puro.
EXO 25:37 E farás para ele sete lâmpadas, as quais acenderás para que iluminem à parte de sua dianteira:
EXO 25:38 Também suas tenazes e seus apagadores, de ouro puro.
EXO 25:39 De um talento de ouro fino o farás, com todos estes objetos.
EXO 25:40 E olha, e faze-os conforme seu modelo, que te foi mostrado no monte.
Na loja você não pode perder a luz, que dissipa as trevas, e o Senhor ordenou a preparação de um candelabro com sete isqueiros, para o templo do Senhor deve estar bem - lit. O candelabro tinha um tronco central ou haste com quatro cálices ornamentos com bolbos de flores e o tronco central a seis braços, três em cada lado, com três decorados cálices de amêndoas, as lâmpadas e os botões. Cada braço e o tronco central foram acabados com uma lâmpada na qual o óleo foi derramado. O candelabro era feito de ouro, com um peso total de um talento (3.000 shekels, cerca de 38 quilos). "O candelabro, com seu duplo simbolismo de luz e vida, expressa essa verdade: o povo aparece diante de seu Deus com luz e vida,. Isto é, com as duas formas de graça recebidos do seu comércio com Senhor na aliança " 21 O castiçal ardia dia e noite de 22 ZAC . 4: 2; 10 os sete lâmpadas simbolizar a providência do Senhor, que multiplica Seus olhos para vigiar o povo escolhido: No templo de Salomão havia dez candelabros diante do santo dos santos 23 .


Notas e referencias do autor

- Segue os créditos a Bíblia livre, tradução usada em nossos comentários.       
- Os comentários são sempre escritos em negrito.       
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.       
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG. 

 Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões cristãs por WhatsApp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
Moisés vê Deus? (Bíblia comentada - Êxodo 24)

Introdução a Êxodo 24 comentado


Deus tem um encontro com Israel, o povo vê a gloria de Deus, em Êxodo 24, Jeová através de teofanias, o Senhor mostra-se presente ao seu povo.

Um encontro com Deus
Um encontro com Deus


Êxodo 24 comentado


EXO 24:1 E disse a Moisés: Sobe ao SENHOR, tu, e Arão, Nadabe, e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel; e vos inclinareis desde longe. 
EXO 24:2 Mas Moisés somente se chegará ao SENHOR; e eles não se aproximem, nem suba com ele o povo. Moisés era um profeta, e um homem santificado para Deus, preparado para essa finalidade, ele entraria em contado com o Eterno, para ouvir as palavras de Deus, note que em Êxodo 21 e 22, Moisés usou a voz profética, e entregou mensagens ao povo de acordo com sua interpretação dos dez mandamentos, agora ele receberia direção do próprio Deus para instruir o povo, como foi em Êxodo 20.
EXO 24:3 E Moisés veio e contou ao povo todas as palavras do SENHOR, e todos os estatutos: e todo o povo respondeu em uma voz, e disseram: Executaremos todas as palavras que o SENHOR disse.
EXO 24:4 E Moisés escreveu todas as palavras do SENHOR, e levantando-se de manhã edificou um altar ao pé do monte, e doze colunas, segundo as doze tribos de Israel.
EXO 24:5 E enviou aos rapazes dos filhos de Israel, os quais ofereceram holocaustos e sacrificaram pacíficos ao SENHOR, bezerros.
EXO 24:6 E Moisés tomou a metade do sangue, e a pôs em bacias, e espargiu a outra metade do sangue sobre o altar.
EXO 24:7 E tomou o livro da aliança, e leu aos ouvidos do povo, o qual disse: Faremos todas as coisas que o SENHOR disse, e obedeceremos.
EXO 24:8 Então Moisés tomou o sangue, e salpicou sobre o povo, e disse: Eis o sangue da aliança que o SENHOR fez convosco sobre todas estas coisas. O povo de Israel aceitava obedecer as leis divinas, entregues por Deus, mas isso também significa que desobediências seriam passivas de punição severas, uma coisa é pecar quando não sabe-se que é errado, como acontecia entre os povos nascidos pagãos, e outra é cometer o pecado sendo servo do altíssimo, tendo firmado um compromisso com Deus, ainda sim, sempre antecedendo uma punição, Deus envia um profeta, a todos os povos, para alertar sobre o fim iminente dos pecadores, querendo reconciliação e instauração da paz.
EXO 24:9 E subiram Moisés e Arão, Nadabe e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel;
EXO 24:10 E viram ao Deus de Israel; e havia debaixo de seus pés como um pavimento de safira, semelhante ao céu quando está claro.
EXO 24:11 Mas não estendeu sua mão sobre os príncipes dos filhos de Israel: e viram a Deus, e comeram e beberam.
EXO 24:12 Então o SENHOR disse a Moisés: Sobe a mim ao monte, e espera ali, e te darei tábuas de pedra, e a lei, e mandamentos que escrevi para ensiná-los. Embora usado a expressão "e viram a Deus..." sabe-se que Deus é Espirito, e não pode ser visto por um ser humano, o que o povo viu, era uma teofania, uma forma de Deus manifestar-se, por conta da grande manifestação de Deus, o povo tinha esse contato como estar vendo o próprio Deus, se pensamos que Deus abrange tudo, tanto eu como você, isso porque é Onipresente, logo entendemos que nenhum homem pode ver a Deus, e viver, todo aquele que vê uma materialização real de Deus morre. Pois Deus é Santo, e sua santidade transcende a capacidade humana.
EXO 24:13 E levantou-se Moisés, e Josué seu assistente; e Moisés subiu ao monte de Deus.
EXO 24:14 E disse aos anciãos: Esperai-nos aqui até que voltemos a vós: e eis que Arão e Hur estão convosco: o que tiver negócios chegue-se a eles.
EXO 24:15 Então Moisés subiu ao monte, e uma nuvem cobriu o monte.
EXO 24:16 E a glória do SENHOR repousou sobre o monte Sinai, e a nuvem o cobriu por seis dias: e ao sétimo dia chamou a Moisés do meio da nuvem. 
EXO 24:17 E a aparência da glória do SENHOR era como um fogo abrasador no cume do monte, aos olhos dos filhos de Israel. Vemos aqui o que já falado nos comentários anteriores, Deus manifesta-se hora como nuvem e outra hora como fogo consumidor, outra hora Ele manifesta-se em um anjo, e podendo ter sua teofania até mesmo em um ser humano, que ocorrerá com Moisés, a teofania completa de Deus, é feita em Jesus, a natureza divina de Jesus, é Deus feito homem, transfigurado em forma humana, lembrando que Jesus em vida, possuía um lado humano, ou seja uma dupla natureza, a teofania é o jeito de Deus manifestar-se a humanidade de forma visível.
EXO 24:18 E entrou Moisés em meio da nuvem, e subiu ao monte: e esteve Moisés no monte quarenta dias e quarenta noites.

- Segue os créditos a Bíblia livre, tradução usada em nossos comentários.      
- Os comentários são sempre escritos em negrito.      
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.      
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG.
- Referencia interna, Teofania de Deus
- Referencia interna, Pré existência de Jesus

 Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba reflexões cristãs por WhatsApp (19)993702148.

Lucas Ajudarte
4 Provas que Marcos Feliciano é maçom

Marcos Feliciano e a Maçonaria


A maçonaria é uma seita ocultista, e Marcos Feliciano não pode esconder o envolvimento com a maçonaria, diferente do que dizem, a maçonaria não é uma sociedade secreta, e sim uma sociedade discreta, então não existe problema em ser maçom no ponto de vista do politicamente correto, de uma sociedade laica, como a brasileira, mas para um cristão, conhecedor das palavras de Jesus e seus apóstolos, é uma heresia, um cristão não deve envolver-se com esse tipo de seita perigosa.

Maçonaria e Marcos Feliciano
Maçonaria e Marcos Feliciano


Porque acreditar que Marcos Feliciano é maçom?


Assim como o nome de Edir Macedo, e Silas Malafaia já foram citados como maçons, e negaram, mas o tempo provou que ambos são membros da maçonaria, todos eles negam, mesmo que a maçonaria não seja uma sociedade secreta, não pega bem, um pastor evangélico ser membro da seita, até porque revistas apologéticas do mundo inteiro, afirmam que a maçonaria é uma seita perigosa a fé cristã. Temos um estudo sobre maçonaria e fé cristã, que pode ser útil a comunidade. O fato é que nenhum pastor de renome, vai assumir publicamente ser membro da seita, pois seria obvio, uma perda gigantesca de fiéis. Sendo assim, agora apresentarei os 4 provas que Marcos Feliciano é maçom, para aqueles de mente aberta, apenas 1 razão seria suficiente, mas para quem está com a mente fechada, nenhuma palavra irá valer nada.

1 # Marcos Feliciano no Avança Brasil Maçom


O evento maçônico, que reúne os mais ilustres maçons do Brasil, teve a presença inusitada de Marcos Feliciano, e outras figuras conhecidas no Brasil, Feliciano até mesmo foi entrevistado no evento, para quem não conhece o grupo Avança Brasil, é um movimento maçônico, com idéias políticas, além de estar presente, Marcos Feliciano mentiu, recentemente, ele acusou o Deputado Cabo Daciolo de ter mentido sobre ser membro da maçonaria, mas algo curioso aconteceu, ele negou conhecer a maçonaria, e afirmou que "Conhece a maçonaria apenas de ouvir falar".

Avança Brasil Maçom
Foto do Evento


2 # Marcos Feliciano e Michel Temer


Esse não faz questão de negar, estou referindo a Michel Temer, que é grão mestre da maçonaria, o mais alto grau, para quem não conhece a maçonaria, saiba que grão mestre seria como um bispo da maçonaria.
Existe uma regra na maçonaria: Os maçons são ordenados a não testemunhar com sinceridade quando outro maçom está em julgamento. Eles admitem que pode ser perjúrio, mas para eles, é um pecado muito maior não proteger um deles.

Michel Temer e seu apoiador, Marcos Feliciano
Michel Temer e seu apoiador, Marcos Feliciano


Quem viu a defesa que Marcos Feliciano fez para Michel Temer, sabendo que ele é um grão mestre, e até mesmo profetizou que Temer seria o homem de Deus escolhido para o Brasil. Ainda que os escândalos de corrupção ganhassem forma, Marcos Feliciano continuou sua defesa fervorosa, e foi contra a investigação do presidente. Além de apoiar seus projetos de governo, e ser talvez o mais notável aliado de Michel Temer durante seu mandato.


3 # Marcos Feliciano defende a maçonaria


Durante uma briga com Cabo Daciolo, Feliciano afirmou, não existem problemas com a maçonaria, ele usou a expressão "Qual o demérito de ser maçom?" e também "Se eu fosse maçom, qual o problema teria?" e "O que tem de mal na maçonaria?", recomendo a todos visitar qualquer revista apologética, e verá que ele está enganado, qualquer convertido em Jesus, sabe que existe um enorme problema com a maçonaria, e a incompatibilidade com a fé cristã.

4 # Ele nunca pregou contra a maçonaria


Você pode achar conteúdo de Marcos Feliciano e sites ligados ao pastor, até mesmo em videos do Youtube, ou em cultos ministrados pelo maçônico, falando de comunismo, de homossexuais, de idolatras, ou alguma seita divergente a sua fé, mas nunca verá ele pregando, ou escrevendo algum texto, ou vlogando contra a maçonaria, por questões obvias, Marcos Feliciano não problemas com maçons, ele os tem como irmãos, porque é um maçom, ainda que negue, mesmo que diga que não é, suas obras e a forma que atua a alguns anos, é tipicamente maçônica, sempre votou pelos ricos, apoiou o fim dos direitos trabalhistas, que ajuda muito a classe empresariada, que na grande maioria é maçônica, Feliciano tem um papel maçom, essa é a triste verdade.

Deixo claro que até alguns 4 anos atrás, eu tinha Marcos Feliciano como um exemplo, e a verdade, é que ele assim como o Silas Malafaia, já foram honrosos pregadores da palavra de Deus, hoje, infelizmente precisam voltar pra Jesus.

Compartilhe essa mensagem com seus amigos, e familiares, conheça mais sobre o Reflexões Cristãs.


Lucas Ajudarte
O nome de Deus (Bíblia comentada - Êxodo 23)

Introdução a Êxodo 23 comentado


Moisés fala ao povo desde leis diversas, até lança profecias, uma delas, uma profecia messiânica, "Êxodo 23:21:  Guarda-te diante dele, e ouve sua voz; não lhe sejas rebelde; porque ele não perdoará vossa rebelião: porque meu nome está nele." O nome de Deus ganha foco na bíblia.

O nome de Deus (Bíblia comentada - Êxodo 23)
Exodo 23 comentado




Êxodo 23 comentado


EXO 23:1 Não admitirás falso rumor. Não serás cúmplice com o ímpio para ser falsa testemunha.
EXO 23:2 Não seguirás aos muitos para mal fazer; nem responderás em litigio inclinando-te à maioria para fazer injustiças;
EXO 23:3 nem ao pobre privilegiarás em sua causa. A bíblia segue com as advertências diversas, contra o falso testemunho  e contra o falso rumor, os rumores costumam tirar as pessoas do foco, isso prejudicará Israel, o povo terá medo de invadir a Terra de Canaã por rumores de que seria lar de gigantes e reis poderosos, e por conta disso, o coração do povo seria enfraquecido, os rumores tendem a tirar nosso foco, e nos afastar das verdadeiras possibilidades. Não deve-se privilegiar ninguém nem fazer accepção de pessoas, independente da classe social, seja rico ou pobre, seja branco ou negro. Ou israelita ou estrangeiro.
EXO 23:4 Se encontrares o boi de teu inimigo ou seu asno extraviado, traze-o de volta.
EXO 23:5 Se vires o asno do que te aborrece caído debaixo de sua carga, lhe deixarás então desamparado? Sem falta ajudarás com ele a levantá-lo.
EXO 23:6 Não perverterás o direito de teu pobre em seu pleito.
EXO 23:7 De palavra de mentira te afastarás, e não matarás ao inocente e justo; porque eu não justificarei ao ímpio. Ainda que não seja você a fazer mal ao seu inimigo, não devemos deixar de ajuda-lo quando aparece a oportunidade de fazer o certo, temos que estar sempre aptos a praticar a justiça, e fazer o bem ao próximo, independente de quem seja, amigo ou inimigo.
EXO 23:8 Não receberás suborno; porque o suborno cega aos que veem, e perverte as palavras justas.
EXO 23:9 E não angustiarás ao estrangeiro: pois vós sabeis como se acha a alma do estrangeiro, já que estrangeiros fostes na terra do Egito. Aquela geração sabe o que é ser um estrangeiro, porque passou aflição, estando desamparado por não ser visto como um deles, eram maltratados, foram escravizados, ajudar o estrangeiro é um a função vital de moralidade, essa é uma razão para Deus destruir Sodoma e Gomorra, além de outros motivos, por lá não se tratava bem os viajantes.
EXO 23:10 Seis anos semearás tua terra, e recolherás sua colheita:
EXO 23:11 Mas no sétimo a deixarás vazia e liberarás, para que comam os pobres de teu povo; e do que restar comerão os animais do campo; assim farás de tua vinha e de teu olival.
EXO 23:12 Seis dias farás teus negócios, e ao sétimo dia folgarás, a fim que descanse teu boi e teu asno, e tome refrigério o filho de tua serva, e o estrangeiro. Em Israel levantaria homens ricos e bem sucedidos, mas ainda que fossem os donos da terra, Deus não compactua com as ideias capitalistas, onde o homem põe uma placa a terra que é de Deus, e diz que é dele, ou quando o homem pega uma fruta de uma arvore, e põe o nome dele, dizendo que é ele o dono, é Deus que é o dono de todas as coisas, o homem apenas tem como cuidador temporário, a Deus todas as coisas retornará, 6 anos os homens poderão fazer o que quiser, vender, comprar e tomar como posse, mas em um eventual 7 ano, tudo que for produzido será entregue aos pobres, aos estrangeiros que estiverem passando necessidade, aos órfãos e as viúvas.
EXO 23:13 E em tudo o que vos disse sereis avisados. E nome de outros deuses não mencionareis, nem se ouvirá de vossa boca.
EXO 23:14 Três vezes no ano me celebrareis festa.
EXO 23:15 A festa dos pães ázimos guardarás: Sete dias comerás os pães sem levedura, como eu te mandei, no tempo do mês de Abibe; porque nele saíste do Egito: e ninguém comparecerá vazio diante de mim:
EXO 23:16 Também a festa da colheita, os primeiros frutos de teus trabalhos que houveres semeado no campo; e a festa da colheita à saída do ano, quando haverás recolhido teus trabalhos do campo.
EXO 23:17 Três vezes no ano comparecerá todo homem teu diante do Senhor DEUS.
EXO 23:18 Não oferecerás com pão levedado o sangue de meu sacrifício, nem a gordura de meu animal sacrificado ficará da noite até a manhã.
EXO 23:19 As primícias dos primeiros frutos de tua terra trarás à casa do SENHOR teu Deus. Não cozerás o cabrito com o leite de sua mãe. Deus prega que existe uma necessidade de uma união com o povo, os homens precisam, estar unidos em amor, e santidade, um povo unido é um povo forte, e a criação de festivais, feriados e festas comunitárias, é uma forma de unir o povo, e disseminar a paz entre as famílias de Israel. Leis que colocam padrões para cada um que irá entregar sacrifícios, oferendas, ou mesmo contribuições nas festas, é uma forma inteligente, de não constranger ninguém, todos levariam as mesmas coisas, não havendo vergonha para o mais pobre ou o mais rico, uma vez que todos tem acesso as oferendas possíveis.

Josué e o nome de Deus

EXO 23:20 Eis que eu envio o anjo diante de ti para que te guarde no caminho, e te introduza no lugar que eu preparei.
EXO 23:21 Guarda-te diante dele, e ouve sua voz; não lhe sejas rebelde; porque ele não perdoará vossa rebelião: porque meu nome está nele.
EXO 23:22 Porém se em verdade ouvires sua voz, e fizeres tudo o que eu te disser, serei inimigo a teus inimigos, e afligirei aos que te afligirem.  Os versos 19 de Êxodo 23 para o verso 20 em diante, são transições, até o verso 19 falam de leis diversas, agora chegamos a adoração, profecias, isso mesmo, o verso 20 diz "Eis que envio um anjo diante de ti..." referindo se a Josué e o povo hebreu, ele era profetizado como o líder que invadirá a Terra de Canaã, ele é chamado de anjo, pois o significado de anjo, é "enviado de Deus" não sendo apenas figuras espirituais, e celestiais. Um enviado de Deus, para um proposito, pode ser visto como um anjo. Ao verso 20 de Êxodo 23 é feito uma profecia messiânica. Josué: Significa “Deus é a salvação”, "Javé é salvação" ou “Jeová é auxílio”.
O nome Josué tem origem a partir do hebraico Yehoshu’a ou Yesua, que significa “Deus é salvação”. Possuindo o mesmo significado de Jesus, forma aramaica de Josué, esse é, assim um dos nomes dados para Jesus antigamente. 
Trata-se de um bonito nome predominantemente masculino que reflete uma aproximação com o divino.
No Velho Testamento, Josué foi um dos 12 espiões enviados à Canaã por Moisés e tornou-se líder do povo de Deus depois que Moisés morreu. O famoso Livro de Josué, ou Livro de Yehoshua, narra a história da invasão à terra de Canaã, sob a liderança de Josué:
“E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo:
Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.” (Josué 1:1,2)
Originalmente, Josué era chamado na história da Bíblia pelo nome de Oséias. No entanto, foi Moisés o responsável por mudar o seu nome, passando a chamá-lo de Josué. 
EXO 23:23 Porque meu anjo irá adiante de ti, e te introduzirá aos amorreus, e aos heteus, e aos perizeus, e aos cananeus, e aos heveus, e aos jebuseus, aos quais eu farei destruir.
EXO 23:24 Não te inclinarás a seus deuses, nem os servirás, nem farás como eles fazem; antes os destruirás por completo, e quebrarás inteiramente suas estátuas. Sobre os cananeus, Deus não queria que eles tivessem relações com Israel, para que suas crenças pagãs não fossem disseminadas no meio dos hebreus, por essa razão Deus quer o fim daquela civilização pecaminosa. Cananeus ou canaanitas (em hebraico: כנענים, transl. Kna'anim, hebraico tiberiano Kənaʻănîm), segundo a Bíblia, teriam sido uma das sete divisões étnicas ou "nações" expulsas pelos israelitas após o Êxodo (outras destas nações foram os hititas, girgaseus, amoritas, perisitas, hivitas e os jebusitas (Deuteronômio, 7:1). Eram os habitantes do reino antigo de Canaã, situado no Oriente Médio, correspondendo aproximadamente ao território de Israel nos dias de hoje.
O trecho do Livro do Gênesis, na Bíblia hebraica, conhecido como Tabela das Nações, descreve os cananeus como descendentes de um ancestral comum chamado Canaã (em hebraico: כְּנַעַן, Knaan), afirmando (Gênesis, 10:15–19):
"Canaã gerou a Sidom, seu primogênito, e Hete, e ao jebuseu, o amorreu, o girgaseu, o heveu, o arqueu, o sineu, o arvadeu, o zemareu e o hamateu. Depois se espalharam as famílias dos cananeus. Foi o termo dos cananeus desde Sidom, em direção a Gerar, até Gaza; e daí em direção a Sodoma, Gomorra, Admá e Zeboim, até Lasa."
O estudioso bíblico Richard Friedman argumenta que este trecho do Gênesis, que mostra a origem dos cananeus, teria escrito pela hipotética Fonte Sacerdotal.
O 'Sidom' mencionado pela Tabela como o primogênito de Canaã tem o mesmo nome que a cidade litorânea de Sidom, no atual Líbano. Esta cidade dominava a costa da Fenícia, e deteve a hegemonia sobre diversos grupos étnicos que pertenciam à "Terra de Canaã".
Populações canaanitas teriam habitado, da mesma maneira:
Os litorais do Mediterrâneo (Josué, 5:1), incluindo a Fenícia (Isaías, 23:11) e a Faixa de Gaza (Filisteia) (Sofonias, 2:5).
o Vale do Jordão (Josué, 11:3); Números, 13:29; Gênesis, 13:12).
De acordo com o Livro dos Jubileus, a conquista israelita de Canaã, bem como a maldição, são atribuídas à sua recusa de se unir aos irmãos mais velhos nas terras de Cã, além do Nilo, preferindo "ocupar" as terras herdadas por Sem no litoral oriental do Mediterrâneo.
Um dos 613 mitzvot (mais precisamente o de número 596) prescreve que os habitantes das cidades que formavam as seis nações cananeias, tal como mencionado em 7:1 (com a exceção dos girgaseus), deveriam permanecer vivas.
Enquanto a Bíblia hebraica contrapõe os canaanitas, etnicamente, aos antigos israelitas, estudiosos modernos consideram o reino de Israel e Judá um subgrupo da cultura canaanita, tanto com base na arqueologia quanto na linguística.
EXO 23:25 Mas ao SENHOR vosso Deus servireis, e ele abençoará teu pão e tuas águas; e eu tirarei toda enfermidade do meio de ti.
EXO 23:26 Não haverá mulher que aborte, nem estéril em tua terra; e eu cumprirei o número de teus dias.
EXO 23:27 Eu enviarei meu terror diante de ti, e abaterei a todo povo onde tu entrares, e te darei o pescoço de todos os teus inimigos.
EXO 23:28 Eu enviarei a vespa diante de ti, que lance fora aos heveus, e aos cananeus, e aos heteus, de diante de ti:
EXO 23:29 Não os expulsarei de diante de ti em ano, para que não fique a terra deserta, e se aumentem contra ti as feras do campo.
EXO 23:30 Pouco a pouco os expulsarei de diante de ti, até que te multipliques e tomes a terra por herança.
EXO 23:31 E eu porei teu termo desde o mar Vermelho até o mar de filístia, e desde o deserto até o rio: porque porei em vossas mãos os moradores da terra, e tu os expulsarás de diante de ti.
EXO 23:32 Não farás aliança com eles, nem com seus deuses.
EXO 23:33 Em tua terra não habitarão, não seja que te façam pecar contra mim servindo a seus deuses: porque te será de tropeço.

Notas e referencias do autor

- Segue os créditos a Bíblia livre, tradução usada em nossos comentários.      
- Os comentários são sempre escritos em negrito.      
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.      
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG.
- Referencias externas, Nome de Josué, Dicionario dos nomes
- Referencia externa, Cananeus, Enciclopédia livre
- Referencia interna, Gênesis comentado
- Referencia interna, O nome de Jesus

Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por WhatsApp (19) 993702148.

Lucas Ajudarte
Bíblia sobre roubo, agiotagem e etc - (Bíblia comentada - Êxodo 22)

Introdução Êxodo 22 comentado


Êxodo 22 é um alerta aos mais diferentes tipos de roubo, desde o roubo qualificado, até o empréstimo nunca devolvido, outro tipo de roupo, é a agiotagem, grande é o pecado dos "agiota" ou mesmo os "bancos", isso mesmo, não existe diferença entre as duas coisas, os bancos são órgãos pecaminosos, vejo como difícil um banqueiro que apenas vê todas as ações voltadas para o lucro próprio, ser salvo em pratica da função, não estou dessa forma, referindo ao atendente do banco ou ao contador, que apenas vive pelo seu ganha pão, mas o banqueiro e aqueles que lideram a instituição, conhecendo a palavra de Deus, jamais será salvo realizando tais tarefas, pois são "roubos" e "explorações" do politicamente correto para os dias de hoje, mas jamais se enquadram nas leis de Deus.

Êxodo 22 comentado sobre a agiotagem
O pecado do roubo


Êxodo 22 comentado


EXO 22:1 Quando alguém furtar boi ou ovelha, e lhe degolar ou vender, por aquele boi pagará cinco bois, e por aquela ovelha quatro ovelhas.
EXO 22:2 Se o ladrão for achado arrombando uma casa, e for ferido e morrer, o que lhe feriu não será culpado de sua morte. Em Êxodo 20 Deus passou as leis dos dez mandamentos, e no capitulo 20 e agora no 22 de Êxodo vemos Moisés conciliando os dez mandamentos com todas as formas de transgressões, sabemos que nem todo o roubo é igual, alguns roubam pouco e outros muito, outros roubam perante o "politicamente correto" um exemplo disso, que abordaremos nos próximos versos é o agiotista, que é condenado na bíblia, e hoje na nossa sociedade é amplamente difundido, Moisés interpreta para cada situação, o que enquadraria o pensamento de Moisés sobre as leis de Deus, ele era o juiz e profeta que governava o povo, e seria ele a instaurar o rito mosaico, segundo o melhor sistema de justiça possível para aquele tempo, onde não existiam prisões e um estado bem estruturado, era vital manter a ordem, ainda que de forma mais severa, recorrendo a pena de morte, mas essa não é a vontade de Deus, o mesmo Deus nunca pregou que matar é a resposta para todos os problemas, e sim, passível a situação, cultura e a circunstancias da época, era necessário ações como essa, com o intuito de defender um inocente. Antes matar um ladrão que está praticando o assalto, do que apenas expulsa-lo e deixar irado, para que volte armado para mata-lo, o Brasil já não é tão diferente desse contexto, caso você seja assaltado na rua, e venha a defender-se, caso o bandido veja você de novo pela rua, ele irá vir ainda pior.
EXO 22:3 Se o sol houver sobre ele saído, o matador será réu de homicídio: o ladrão haverá de restituir completamente; se não tiver, será vendido por seu furto.
EXO 22:4 Se for achado com o furto na mão, seja boi ou asno ou ovelha vivos, pagará o dobro.
EXO 22:5 Se alguém fizer pastar campo ou vinha, e meter seu animal, e comer a terra de outro, do melhor de sua terra e do melhor de sua vinha pagará.
EXO 22:6 Quando irromper um fogo, e achar espinhos, e for queimado amontoado, ou plantação, ou campo, o que acendeu o fogo pagará o queimado.
EXO 22:7 Quando alguém der a seu próximo prata ou joias a guardar, e for furtado da casa daquele homem, se o ladrão se achar, pagará o dobro.
EXO 22:8 Se o ladrão não se achar, então o dono da casa será apresentado aos juízes, para ver se pôs sua mão na riqueza de seu próximo. Conforme narrado no comentário anterior, vemos que Êxodo 20 fala de diversas formas de roubo, desde roubar algo em propriedade que não pertence a você, ou achar algo que não é seu, e não devolver ao dono, isso tem grande consequência, afinal como não é seu, é roubo e passivo de punição, o boicote em uma plantação, como jogar pragas ou fogo, afim de tirar seu concorrente dos negócios, pagar propina a alguma autoridade para conseguir um contrato ou um serviço, onde você está trapaceando um concorrente, não deixa de ser roubo também, alguns países como França, não vem propina como crime, mas é, e o Brasil e países de linguá portuguesa como Moçambique e Angola, sofrem com más administração, que vendem-se para beneficio próprio.
EXO 22:9 Sobre todo negócio de fraude, sobre boi, sobre asno, sobre ovelha, sobre roupa, sobre toda coisa perdida, quando um disser: Isto é meu, a causa de ambos virá diante dos juízes; e o que os juízes condenarem, pagará o dobro a seu próximo.
EXO 22:10 Se alguém houver dado a seu próximo asno, ou boi, ou ovelha, ou qualquer outro animal a guardar, e se morrer ou se for aleijado, ou for levado sem vê-lo ninguém;
EXO 22:11 Juramento do SENHOR terá lugar entre ambos de que não lançou sua mão à riqueza de seu próximo: e seu dono o aceitará, e o outro não pagará.
EXO 22:12 Mas se lhe houver sido furtado, ressarcirá a seu dono.
EXO 22:13 E se lhe houver sido arrebatado por fera, trará a ele testemunho, e não pagará o arrebatado. Conforme notamos, até mesmo empréstimos de coisas simples, podem ser visto como roubo, você já emprestou um livro ou um DVD a alguém e essa pessoa não lhe devolveu? pois bem, você foi roubado, infelizmente o roubo é mais comum do que pensamos, toda a forma de apropriadamente de bens que não pertencem a você, são roubo, fuja disso! o que não é nosso é amaldiçoado.
EXO 22:14 Porém se alguém houver tomado emprestado animal de seu próximo, e for ferido ou morto, ausente seu dono, deverá pagá-lo. Caso você quebre algo que não é seu, seu dever é concertar ou pagar pelo item, seja um carro, ou um simples prato, é dever, uma vez que não é seu, estava emprestado e foi quebrado em suas mãos.
EXO 22:15 Se o dono estava presente, não o pagará. Se era alugado, ele virá por seu aluguel.
EXO 22:16 E se alguém enganar a alguma virgem que não for desposada, e dormir com ela, deverá pagar o dote por ela e tomá-la por mulher.
EXO 22:17 Se seu pai não quiser dá-la a ele, ele lhe pesará prata conforme o dote das virgens. Notamos que diferente de estupro, seduzir uma mulher antes do casamento, e ter relações sexuais com ela, é visto como pecado, e o homem que cometer essa afronta, deve-se casar com ela, saiba que após o ato de fornicação, você deve te-la como esposa, fornicação é diferente de adultério, embora os pecados estejam relacionados a atividade sexual, o adultero é morto, condenado pelo rito mosaico, mas o fornicador, estando ele solteiro e ela solteira, devem se casar, concertando-se com a lei e com Deus.
EXO 22:18 À feiticeira não deixarás que viva. A feitiçaria era pratica comum entre os povos pagãos, mas proibido no meio do povo monoteísta, observa-se que ele já não era praticado no meio do povo hebreu, desde a caldeia. Nos dias de hoje, a bruxaria, tem sido de uso corrente da língua portuguesa, designando o uso de poderes de cunho sobrenatural, sendo também utilizada como sinônimo de feitiçaria. Conforme proposto pelo historiador norte-americano Jeffrey B. Russell existem três pontos de vista principais sobre o que é bruxaria: o primeiro ponto de vista é o antropológico e demonstra que bruxaria é sinônimo de feitiçaria; o segundo é o histórico, que através de documentos escritos coloca qualquer tipo de bruxaria como uma prática ligada ao culto ao diabo; o terceiro é o da bruxaria moderna ou hodierna, que defende a bruxaria como uma forma de religião pagã (ou neo-pagã), esse último sendo um ponto de vista normalmente defendido por wiccanos.
EXO 22:19 Qualquer um que tiver ajuntamento com animal, morrerá.
EXO 22:20 O que sacrificar a deuses, exceto a somente o SENHOR, será morto. Relações com animais e sacrifícios a poste ídolos, eram comum entre os povos que habitavam a Terra de Canaã, como os cananeus, os amorreus e os heveus, um deus cultuado entre esses povos, embora mais comum na Filisteia e em Moabe, era Moloque, que também é conhecido como Baphomet, o deus andrógino, esse deus é cultuado até os dias de hoje, entre seitas pagãs, e Moloque é reverenciado pela maçonaria.
EXO 22:21 E ao estrangeiro não enganarás, nem angustiarás, porque estrangeiros fostes vós na terra do Egito.
EXO 22:22 A nenhuma viúva nem órfão afligireis.
EXO 22:23 Que se tu chegas a afligir-lhe, e ele a mim clamar, certamente ouvirei eu seu clamor;
EXO 22:24 E meu furor se acenderá, e vos matarei a espada, e vossas mulheres serão viúvas, e órfãos vossos filhos. Deus preserva os mais necessitados, você pode até maltratar um órfão e uma viuvá, mas grande será sua dor e condenação, grande é seu pecado, vemos a bíblia como um livro de religião, mas ela mesma não defende nenhuma religião, a unica forma de religião que encontramos na bíblia, pregada pelo próprio Deus, é que a unica religião pura e imaculada é cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e o resto é o homem.
EXO 22:25 Se deres a meu povo dinheiro emprestado, ao pobre que está contigo, não te portarás com ele como agiota, nem lhe imporás juros.
EXO 22:26 Se tomares em penhor a roupa de teu próximo, a pôr do sol o devolverás a ele:
EXO 22:27 Porque somente aquilo é sua coberta, é aquela a roupa para cobrir suas carnes, no que há de dormir: e será que quando ele a mim clamar, eu então lhe ouvirei, porque sou misericordioso.
EXO 22:28 Não insultarás aos juízes, nem amaldiçoarás ao príncipe de teu povo. 
EXO 22:29 Não adiarás as primícias de tua colheita, nem de teu licor, me darás o primogênito de teus filhos. A agiotagem é algo tenebroso, e nós como servos de Deus, devemos criticar e combater ainda que não tenhamos forma politica e financeira, precisamos alertar a todos sobre essa verdade, hoje o sistema agiota, tomou o nome de "banco" vejo o sistema bancário, como simbolo máximo do pecado no mundo, onde os megaempresários, os homens mais ricos que existem emprestam a necessitados dinheiro, e cobram-lhes juros altos, e taxas, tributos e tudo que essa "lei" capitalista permite.
EXO 22:30 Assim farás com o de teu boi e de tua ovelha: sete dias estará com sua mãe, e ao oitavo dia me o darás.
EXO 22:31 E haveis de ser para mim homens santos: e não comereis carne arrebatada das feras no campo; aos cães a lançareis.

Notas e referencias do autor

Segue os créditos a Bíblia livre, tradução usada em nossos comentários.         
- Os comentários são sempre escritos em negrito.         
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.         
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG. 
- Referencia externa, Enciclopédia livre, Bruxaria.

Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por WhatsApp (19) 993702148.

Lucas Ajudarte

Destaques de Reflexões Cristãs