A arma do crente é a fé (Bíblia comentada - Gênesis 14)

Introdução a Gênesis 14 comentado

Gênesis 14 comentado, é um momento de provação, para resgatar Ló, Abrão teria que sair para a guerra, a arma do crente é a fé, nesse contexto, Querdolaomer, possui nações, e um exercito poderoso, mas Abrão tem a fé, no único Deus verdadeiro.

Na hora da tribulação, tenha fé em Deus!

Gênesis 14 comentado

GEN 14:1 E aconteceu nos dias de Anrafel, rei de Sinear, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de nações.
GEN 14:2 Que estes fizeram guerra contra Bera, rei de Sodoma, e contra Birsa, rei de Gomorra, e contra Sinabe, rei de Admá, e contra Semeber, rei de Zeboim, e contra o rei de Belá, a qual é Zoar. A guerra é tratada como "A batalha dos 4 reis contra 5" é retratada nesse capitulo, o curioso é que essa é a primeira guerra, retratada narrada na bíblia, antes disso, a bíblia não havia descrito nenhuma batalha armada, embora, já tenham ocorrido antes,  Ninrode, personagem relatado nos capítulos sobre a "Torre de Babel" foi um grande guerreiro em seu tempo, Gênesis 6, também faz referencia a homens guerreiros.
GEN 14:3 Todos estes se juntaram no vale de Sidim, que é o mar salgado.
GEN 14:4 Doze anos haviam servido a Quedorlaomer, e ao décimo terceiro ano se rebelaram.
GEN 14:5 E no ano décimo quarto veio Quedorlaomer, e os reis que estavam de sua parte, e derrotaram aos refains em Asterote-Carnaim, aos zuzins em Hã, e aos emins em Savé-Quiriataim. O rei Quedorlaomer, pode ser visto como um conquistador, um rei sobre outros reis, tirano, e controlador, ele é descrito como o "rei de nações" no verso 1, a terra de Sodoma estava envolvida na guerra, era uma terra fértil e rica, é natural que qualquer conquistador que tivesse poder sobre esse território, não abriria mão facilmente, nesse contexto Quedorlaomer, parte para a luta, e está disposto a tomar o que acredita ser dele, algo curioso, é descrito no verso 5, pois em Gênesis 6, é citado que Deus limita, o tempo de vida dos homens, e um dos motivos eram a mistura das raças, os anjos tiveram relações com as filhas dos homens, e com isso, nasceram híbridos, isto é, gigantes, alguns os chamaram de refains, mas após o diluvio apenas 8 pessoas sobreviveram, e os gigantes teriam sido extintos, alguns acreditam que o real motivo para, Deus destruir o mundo com as aguas do diluvio, foi para aniquilar os Anjos caídos e seus filhos, o curioso é que de alguma forma, os gigantes, aparecem antes e depois do diluvio, uma das formas coerentes de explicar o evento, é que três mulheres, sobreviveram ao diluvio junto a família de Noé, isto é, as mulheres de Cam, Sem e Jafé, os teólogos portanto, acreditam que DNA, dos refains tenham sobrevivido através delas, pois possivelmente, elas eram descendentes dos gigantes.
GEN 14:6 E aos horeus no monte de Seir, até a El-Parã, que está junto ao deserto.
GEN 14:7 E voltaram e vieram a En-Mispate, que é Cades, e devastaram todas as terras dos amalequitas, e também aos amorreus, que habitavam em Hazazom-Tamar.
GEN 14:8 E saiu o rei de Sodoma, e o rei de Gomorra, e o rei de Admá, e o rei de Zeboim, e o rei de Belá, que é Zoar, e ordenaram contra eles batalha no vale de Sidim;
GEN 14:9 A saber, contra Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de nações, e Anrafel, rei de Sinear, e Arioque, rei de Elasar; quatro reis contra cinco.
GEN 14:10 E o vale de Sidim estava cheio de poços de betume: e fugiram o rei de Sodoma e o de Gomorra, e caíram ali; e os demais fugiram ao monte.
GEN 14:11 E tomaram toda a riqueza de Sodoma e de Gomorra, e todos os seus mantimentos, e se foram. Quedorlaomer mostrava-se um conquistador formidável, derrotou inúmeros adversários e espalhou devastação, acredita-se, que ele governou uma vasta região, onde hoje é o Irã, a antiga Pérsia, ele também teve domínio por territórios na antiga Babilônia e na Assíria.
GEN 14:12 Tomaram também Ló, filho do irmão de Abrão, que morava em Sodoma, e sua riqueza, e se foram.
GEN 14:13 E veio um dos que escaparam, e denunciou-o a Abrão o hebreu, que habitava no vale de Manre, amorreu, irmão de Escol e irmão de Aner, os quais tinham feito pacto com Abrão. Abrão o hebreu, tinha um amor por Ló, próximo a um amor de filho, era natural que Abrão, mesmo sendo um pacifista, chegasse a um momento, onde deveria ir a guerra, Abrão não era um guerreiro e sim um pastor, não vejo Abrão como um homem que ia em direção a guerra, por um rei ou um político, infelizmente, muitos cristãos nos dias de hoje, morreriam por política, ou mesmo por partido ou ideologia, não era esse o caso de Abrão, ele partia para a luta por sua família, por Ló, afinal Abrão morreria por ele.
GEN 14:14 E ouviu Abrão que seu irmão estava prisioneiro, e armou seus criados, os criados de sua casa, trezentos e dezoito, e seguiu-os até Dã.  Abrão seguia para a guerra, em nossas vidas, como cristãos, precisamos zelar pela paz, mas em alguns momentos, precisamos sair da área de conforto, temos que nos mover, para conseguirmos honrar nossos objetivos, para realizar nossos sonhos, chega o momento em que temos que nos levantar, a luz da palavra de Deus, não tenha medo de lutar na hora da guerra e da provação, temos um Deus único e verdadeiro, somos mais que vencedores.
GEN 14:15 E derramou-se sobre eles de noite ele e seus servos, e feriu-os, e foi os seguindo até Hobá, que está à esquerda de Damasco.
GEN 14:16 E recuperou todos os bens, e também a Ló seu irmão e sua riqueza, e também as mulheres e gente. Abrão vencia uma guerra, que aos olhos humanos era impossível, com algumas centenas de homens, venceram reis e um exercito poderoso, eles não tinham treinamento militar,  suas armas eram a fé, Abrão se destacava-se como o pai da fé, essa foi uma guerra sobrenatural, que está acima do entendimento humano.
GEN 14:17 E saiu o rei de Sodoma a recebê-lo, quando voltava da derrota de Quedorlaomer e dos reis que com ele estavam, ao vale de Savé, que é o vale do Rei.
GEN 14:18 Então Melquisedeque, rei de Salém, tirou pão e vinho; o qual era sacerdote do Deus altíssimo; Vejo algo curioso no verso 18, Abrão e os hebreus não eram os únicos que conheciam o Jeová, o Deus verdadeiro, outras pessoas espalhadas pelo mundo a adoravam, não é atoa, que até em livros pagãos, exista menção sobre Jeová, e o deus de Abrão, como descrito em placas da sumeria, conhecidos como, o "Diário perdido de Enki".
GEN 14:19 E abençoou-lhe, e disse: Bendito seja Abrão do Deus altíssimo, possuidor dos céus e da terra;
GEN 14:20 E bendito seja o Deus altíssimo, que entregou teus inimigos em tua mão. Grandes bênçãos Deus deu a Abrão, ele fez o que reis tentaram e falharam, isso é, derrotaram um poderoso rei da Pérsia, mas o que Abrão quis desde o começo, não era fama ou gloria, e sim salvar Ló, essa foi a única razão que fez Abrão, entrar nessa guerra sem propósito, apenas um rei e um povo, querendo mandar e dominar o outro.
GEN 14:21 Então o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me as pessoas, e toma para ti a riqueza.
GEN 14:22 E respondeu Abrão ao rei de Sodoma: Levantei minha mão ao SENHOR Deus altíssimo, possuidor dos céus e da terra,
GEN 14:23 Que desde um fio até a correia de um calçado, nada tomarei de tudo o que é teu, para que não digas: Eu enriqueci a Abrão: Abrão sabia, que Sodoma era um reino impuro, seus habitantes tinham praticas, e costumes pecaminosos, todo aquele que é de Deus, não faz aliança com o que está no mundo, podemos ter os mesmos inimigos em alguns momentos, mas nunca lutaremos e comungaremos juntos, aquele que é de Deus, não faz aliança com que é do mundo, lembre-se disso!
GEN 14:24 Tirando somente o que os rapazes comeram, e a porção dos homens que foram comigo, Aner, Escol, e Manre; eles tomem a sua parte.

Outros capítulos de Gênesis comentado:


1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 43 - 44 - 45 46 47 - 48 - 49 - 50.

 Notas de uso, e referencias de pesquisa


 - Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre. 
- Os comentários estão sempre em negrito. 
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver. - Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela FNT (Faculdade de Teologia Nacional). 

 Ajude a divulgar o Reflexões Cristãs, compartilhe nossas postagens nas redes sociais, duvidas e sugestões, deixe nos comentários.


- Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre. - Os comentários estão sempre em negrito. - Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver. - Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela FNT (Faculdade de Teologia Nacional). - Referencia externa, Terra de Canaã, Enciclopédia livre. Fonte: https://www.reflexoescristas.com/2018/08/biblia-comentada-genesis-13.html
Notas de uso, e referencias de pesquisa Fonte: https://www.reflexoescristas.com/2018/08/biblia-comentada-genesis-13.html

Destaques de Reflexões Cristãs