A origem do paganismo (Bíblia comentada - Gênesis 11)

Introdução a Gênesis 11 comentado


O capitulo de Gênesis 11 comentado, trata-se de conspiração, isso mesmo!; os homens conspiram contra Deus, e planejam guerra contra o Senhor, e com esse pensamento, tentam a construção de uma torre gigante, com o intuito de chegar até o céu, o propósito era tomar o trono de Deus, e dar ao deus dos homens, a primeira trindade, "Ninrode, Semíramis e Tamuz".

A torre de Babel e a primeira divindade.
A torre de Babel e a primeira divindade.

Gênesis 11 comentado

GEN 11:1 Era, então, toda a terra de uma língua e umas mesmas palavras. Um único idioma, essa era a realidade do mundo antigo, estudiosos afirmam que o primeiro idioma foi o Aramaico, e também defendo essa posição, até a Torre de Babel, todos os seres humanos falavam o Aramaico, o termo "Babel" significa "confusão", infelizmente o idioma está praticamente extinto, e apenas algumas poucas pessoas usam o idioma, caso queira aprender o idioma, só conseguirá em alguns institutos avançados como a Universidade de Chicago e Harvard entre outras renomadas pelo mundo.
GEN 11:2 E aconteceu que, quando se partiram do oriente, acharam um vale na terra de Sinear; e ali passaram a habitar. Sinar, Sinear ou (menos frequente) Shinear, (em hebraico שִׁנְעָר Šinʻar, na Septuaginta, Σεναάρ Senaar) é uma localidade geográfica bíblica de fronteiras incertas na Mesopotâmia. O nome pode ser uma decomposição do hebraico Shene neharot ("dois rios") ou Shene arim ("duas cidades")
GEN 11:3 E disseram uns aos outros: Vinde, façamos tijolos e o cozamos com fogo. E foi-lhes os tijolos em lugar de pedra, e o betume em lugar de argamassa.
GEN 11:4 E disseram: Vamos, edifiquemo-nos uma cidade e uma torre, cuja ponta chegue ao céu; e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra. O capitulo dez de Gênesis, nos revela sobre Ninrode, o personagem associado a Torre de Babel, segundo os historiadores e especialistas no livro de Gênesis, ele foi também a primeira divindade pagã, pois, se autoproclamou "deus", ele foi por muito tempo venerado como uma deidade, e até os dias de hoje, ele influencia o mundo e recebe a adoração, entenderemos isso conforme o decorrer do capitulo.
GEN 11:5 E desceu o SENHOR para ver a cidade e a torre que edificavam os filhos dos homens. Deus disse aos homens muitas vezes, "...Multipliquem sobre a terra..." Gênesis 1:28, mas os homens não obedeciam a voz divina, antes do diluvio, os homens receberam influencia dos "filhos de Deus", ou mesmo "Anjos caídos", e passaram a ter relações com as filhas dos homens, e ensinaram péssimas condutas aos humanos, mas claro que o homem sempre escolheu a corrupção, diversos livros apócrifos vão de frente com a vida de Ninrode e suas ações no mundo antigo.
GEN 11:6 E disse o SENHOR: Eis que o povo é um, e todos estes têm uma língua; e começaram a agir, e nada lhes restringirá agora do que pensaram fazer. Deus não tem medo de homem nenhum, pois é onipotente, mas pense comigo, alguns capítulos passados, o mundo até então conhecido foi destruído, pois o diluvio consumiu um numero incontável de vidas, seja humanas ou animais, o próprio planeta sofreu com a consequência do pecado e a irá de Deus sobre a terra, nesse contexto, Deus fez uma aliança com todos os seres vivos, de não destruir o mundo novamente, e o Senhor está debaixo de sua palavra, nesse contexto, Deus agirá não para destruir e sim pela pacificação, e a instauração de seus planos de povoar a terra.
GEN 11:7 Agora, pois, desçamos, e confundamos ali suas línguas, para que ninguém entenda a fala de seu companheiro. O que conhecemos hoje sobre o reino por traz  de Babel, era que foi formado por quatro tribos, isto é, "Babel, Ereque, Acade e Calné", o plano e sonho de seus habitantes, era fazer guerra contra Deus, isso mesmo, você não leu errado, essa era a intenção por traz da construção da torre, os homens planejavam guerrear contra Deus, por vingança, Ninrode admirava a antiga cultura humana, a ponto que ficou obcecado, a ponto de adquirir um ódio contra Deus, por isso, é comum na teologia usarem o termo "...Ninrode, vigoroso caçador diante do SENHOR..." ref Gênesis 10:09, como uma expressão de seu desejo de guerra contra Deus, algumas das tribos de seu reino, sonhavam em chegar no céu, e colonizá-las, outras tribos, sonhavam em chegar no céu, e fazer guerra contra Deus com suas flechas, outros tinham em seu coração o desejo de tomar o trono de Deus para si, pois bem, essa era a maldade por traz da Torre de Babel, o desejo de transpassar o Criador, e de escravizar a todos.
GEN 11:8 Assim os espalhou o SENHOR desde ali sobre a face de toda a terra, e deixaram de edificar a cidade.
GEN 11:9 Por isto foi chamado o nome dela Babel, porque ali confundiu o SENHOR a língua de toda a terra, e desde ali os espalhou sobre a face de toda a terra. Graças a confusões das línguas, os homens deixarão seus mal caminho, e cumpriram seu dever, eles se espalharam por toda a terra, e dessa forma começou a desenvolver o mundo como conhecemos hoje, existem mais de 7.106 línguas vivas no mundo, o idioma mais falado é o Chinês, com mais de um bilhão e duzentos milhões de falantes, o Aramaico, idioma que segundo estudiosos é o usado na época, caiu em desuso, e evoluiu para o Hebraico, e dez milhões de falantes no mundo, sendo esses, sete milhões só em Israel.
GEN 11:10 Estas são as gerações de Sem: Sem, de idade de cem anos, gerou a Arfaxade, dois anos depois do dilúvio.
GEN 11:11 E viveu Sem, depois que gerou a Arfaxade quinhentos anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:12 E Arfaxade viveu trinta e cinco anos, e gerou a Salá.
GEN 11:13 E viveu Arfaxade, depois que gerou a Salá, quatrocentos e três anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:14 E viveu Salá trinta anos, e gerou a Héber.
GEN 11:15 E viveu Salá, depois que gerou a Héber, quatrocentos e três anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:16 E viveu Héber trinta e quatro anos, e gerou a Pelegue.
GEN 11:17 E viveu Héber, depois que gerou a Pelegue, quatrocentos e trinta anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:18 E viveu Pelegue, trinta anos, e gerou a Reú.
GEN 11:19 E viveu Pelegue, depois que gerou a Reú, duzentos e nove anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:20 E Reú viveu trinta e dois anos, e gerou a Serugue.
GEN 11:21 E viveu Reú, depois que gerou a Serugue, duzentos e sete anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:22 E viveu Serugue trinta anos, e gerou a Naor.
GEN 11:23 E viveu Serugue, depois que gerou a Naor, duzentos anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:24 E viveu Naor vinte e nove anos, e gerou a Terá.
GEN 11:25 E viveu Naor, depois que gerou a Terá, cento e dezenove anos, e gerou filhos e filhas.
GEN 11:26 E viveu Terá setenta anos, e gerou a Abrão, e a Naor, e a Harã.
GEN 11:27 Estas são as gerações de Terá: Terá gerou a Abrão, e a Naor, e a Harã; e Harã gerou a Ló.
GEN 11:28 E morreu Harã antes que seu pai Terá na terra de seu nascimento, em Ur dos caldeus.
GEN 11:29 E tomaram Abrão e Naor para si mulheres: o nome da mulher de Abrão foi Sarai, e o nome da mulher de Naor, Milca, filha de Harã, pai de Milca e de Iscá.
GEN 11:30 Mas Sarai era estéril, e não tinha filho. A historia de Abrão é uma das mais fantásticas da bíblia hebraica, o pai da fé, dos Judeus, dos Cristãos e de diversas outras religiões.
GEN 11:31 E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Ló filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de Abrão seu filho: e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã: e vieram até Harã, e assentaram ali. Sarai é tomada por Abrão, como sua mulher, embora ela fosse sua irmã, por parte paterna, naquela época, era considerado incesto apenas relações com a mãe paterna, ao menos essa era a opinião das pessoas da época, alguns associam isso, ao fato da poligamia, onde muitos homens tinham um numero grande de mulheres, então para preservar seus bens dentro de sua própria casa, e seu próprio sangue, esse costume foi preservado por diversas culturas no mundo todo.
GEN 11:32 E foram os dias de Terá duzentos e cinco anos; e morreu Terá em Harã.

Outros capítulos de Gênesis comentado:


1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 43 - 44 - 45 46 47 - 48 - 49 - 50.

Notas de leitura e referencias


- Segue os créditos a Blive que é a responsável pelo comitê de tradução da bíblia livre.
- Os trechos comentados estão sempre em negrito.
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico formado pela FNT (Faculdade de teologia nacional) e a revisão é de Vanderleia Custodio.
- Caso seja usado referencias de fontes externas sempre serão mencionados nesse rodapé se houver.
- Referencia externa, interativo aramaico, chabad.
- Referencia externa, línguas do mundo, wikibooks.
- Referencia externa, primeira língua do mundo, 40forever.
- Referencia externa, idiomas mais falados no mundo, Babbel.
- Referencia externa, quantas línguas existem, linguashow.

Ajude a divulgar o Reflexões Cristãs, compartilhe nossas postagens nas redes sociais, duvidas e sugestões, deixe nos comentários.


Destaques de Reflexões Cristãs