A divisão entre Rebeca e Isaque (Bíblia comentada - Gênesis 27)

Introdução a Gênesis 27 comentado


A preferencia dos pais por um dos filhos, trás danos horríveis para a família, Esaú escolhia que matar é a resposta, Gênesis 27 comentado evidencia que Esaú não tinha o temor aos planos de Deus, ele tomava a pouco tempo mulheres pagãs como esposas, e vendia sua primogenitura, seus caminhos não tinham o mesmo valor moral de Isaque e Abraão.

Isaque e Esaú, Rebeca e Jacó
Isaque e Esaú, Rebeca e Jacó - Gênesis 27 comentado

Gênesis 27 comentado


GEN 27:1 E aconteceu que quando havia Isaque envelhecido, e seus olhos se ofuscaram ficando sem vista, chamou a Esaú, seu filho o maior, e disse-lhe: Meu filho. E ele respondeu: Eis-me aqui.
GEN 27:2 E ele disse: Eis que já sou velho, não sei o dia de minha morte: Isaque estava próximo de sua morte, de certa forma, quando analisamos a historia de Isaque com a de seu pai Abraão, e seu filho Jacó, vemos que dos três principais patriarcas, ele tem sua narrativa muito encurtada na bíblia, Isaque morreria e daria espaço a nações, como Edom e Israel.
GEN 27:3 Toma, pois, agora tuas armas, tua aljava e teu arco, e sai ao campo, e pega-me caça;
GEN 27:4 E faze-me um guisado, como eu gosto, e traze-o a mim, e comerei: para que te abençoe minha alma antes que morra. O patriarca demonstra seu favoritismo ao filho mais velho, por ter tido mais contato com ele, Isaque se afeiçoou mais a Esaú, pois era um caçador habilidoso, em um mundo primitivo, onde a força e as habilidades de sobrevivência era relevantes, é natural o favoritismo do pai, entretanto o patriarca não consulta Deus, cada plano que determinamos, caem se não estiver com a vontade de Deus, e Isaque tinha seu favoritismo acima de uma analise imparcial sobre os filhos, isto por que Esaú não tinha temor pelas coisas do eterno, desde o começo, quando vendeu sua primogenitura, e em seguida quando casou-se com estrangeiras, Esaú demonstrou que diferente do que Abraão pensava, ele não se importava com o monoteísmo, ou mesmo assegurar suas crenças para as gerações futuras.
GEN 27:5 E Rebeca estava ouvindo, quando falava Isaque a Esaú seu filho: e foi-se Esaú ao campo para pegar a caça que havia de trazer.
GEN 27:6 Então Rebeca falou a Jacó seu filho, dizendo: Eis que eu ouvi a teu pai que falava com Esaú teu irmão, dizendo: Rebeca assim como Isaque, também demonstrava um favoritismo, por um de seus filhos, Jacó não tinha a mesma força de Esaú e não era um caçador, cresceu próximo de sua mãe, mas exatamente isso o assegurou como um homem separado para Deus, os filhos que nascem próximos de suas mães, tendem a ser mais obedientes, ao evitar os excessos dos pais, Rebeca foi uma boa educadora, a ponto que Jacó não tinha tomado uma esposa do meio dos pagãos, e seguia a voz de sua mãe, vejo a ação de Rebeca como legitima, para instaurar os planos de Deus, entre os descendentes de Abraão, para que no momento decisivo, Deus pudesse fazer sua escolha, e ela não viria do amor carnal de Isaque.
GEN 27:7 Traze-me caça, e faze-me um guisado, para que coma, e te abençoe diante do SENHOR antes que eu morra.
GEN 27:8 Agora, pois, filho meu, obedece à minha voz no que te mando;
GEN 27:9 Vai agora ao gado, e traze-me dali dois bons cabritos das cabras, e farei deles iguarias para teu pai, como ele gosta;
GEN 27:10 E tu as levarás a teu pai, e comerá, para que te abençoe antes de sua morte. Agora Rebeca trabalha para enganar seu marido, o casal estava dividido por conta de seus dois filhos, o favoritismo sobre determinado filho, podem prejudicar o crescimento saudável das crianças e causam intensas crises familiares, segundo a psicologa Marisa de Abreu, a primeiro momento, o filho favorito pode se beneficiar com o favoritismo, mas em um futuro pode ser motivo de descontrole emocional, e ao mesmo tempo o filho preterido, pode sofrer crises de carências, dessa forma o filho favorito não ganha nada a longo prazo, isso porque cresce como uma pessoa dependente, e a crise entre irmãos podem tornar-se irreconciliáveis. 
GEN 27:11 E Jacó disse a Rebeca sua mãe: Eis que Esaú meu irmão é homem peludo, e eu liso:
GEN 27:12 Talvez meu pai me apalpe, e me terá por enganador, e trarei sobre mim maldição e não bênção.
GEN 27:13 E sua mãe respondeu: Filho meu, sobre mim tua maldição: somente obedece à minha voz, e vai e traze-os a mim. Não acredito que o favoritismo foi a unica razão que fez Rebeca conspirar contra seu filho e seu marido, entendo que ela tenha sido contrariada, e sentiu profundo desgosto pelas atitudes de Esaú, casar-se com uma mulher estrangeira, e ainda por cima praticar a poligamia, vejo em Rebeca uma figura mais rígida do que Sara, pois a primeira queria impor seus pensamentos e opiniões, em igual forma a Isaque, a segunda era comparsa de seu marido.
GEN 27:14 Então ele foi, e tomou, e trouxe-os à sua mãe: e sua mãe fez guisados, como seu pai gostava.
GEN 27:15 E tomou Rebeca as roupas de Esaú seu filho maior, as melhores, que ela tinha em casa, e vestiu a Jacó seu filho menor:
GEN 27:16 E fez-lhe vestir sobre suas mãos e sobre o pescoço onde não tinha pelo, as peles dos cabritos das cabras;
GEN 27:17 E entregou os guisados e o pão que havia preparado, em mão de Jacó seu filho.
GEN 27:18 E ele foi a seu pai, e disse: Meu pai: e ele respondeu: Eis-me aqui, quem és, filho meu?
GEN 27:19 E Jacó disse a seu pai: Eu sou Esaú teu primogênito; fiz como me disseste: levanta-te agora, e senta, e come de minha caça, para que me abençoe tua alma. O fato de Esaú no passado ter vendido sua primogenitura, torna-o Jacó no direito de tomar sua posição, o erro de Esaú começava a ter consequência, a benção de seu pai, era visto como algo mais importante do que a relação entre pai e filho, ou mesmo com a de seu irmão, Isaque era reconhecido como um homem de Deus, filho de Abraão, dos hebreus, e era importante ganhar sua benção, aquele que ficasse com a benção de um profeta, Deus o acompanharia pelo restante dos seus dias, e Jacó sabia disso, Jacó presenciou a multiplicação que Isaque fizera na terras dos filisteus, Isaque era um vitorioso, assim como Abraão, e por isso ambos seus filhos desejavam seu posto.
GEN 27:20 Então Isaque disse a seu filho: Como é que a achaste tão depressa, filho meu? E ele respondeu: Porque o SENHOR teu Deus fez que se encontrasse diante de mim. Jacó não tem Deus como o seu Deus em particular, a expressão "...o SENHOR teu Deus..." mostra que Jacó reconhecia Deus, mas não lhe praticava adoração. É possível que Jacó não tinha uma posição de fé definida, embora sabemos que era filho de Isaque, temos que lembrar que ele vivia na terra de pagãos.
GEN 27:21 E Isaque disse a Jacó: Aproxima-te agora, e te apalparei, filho meu, para [que eu saiba] se és meu filho Esaú ou não.
GEN 27:22 E chegou-se Jacó a seu pai Isaque; e ele lhe apalpou, e disse: A voz é a voz de Jacó, mas as mãos, as mãos de Esaú.
GEN 27:23 E não lhe reconheceu, porque suas mãos eram peludas como as mãos de Esaú: e lhe abençoou. Isaque dava sua benção a Jacó, a disputa familiar apenas começaria neste ponto, agora grande intriga entre irmãos estava próximo a começar, o favoritismo gera grandes inimizades na família, e esse era um caso, quase irreversível, Jacó queria sua benção e tomava a força de Esaú, enganando seu próprio pai.
GEN 27:24 E disse: És tu meu filho Esaú? E ele respondeu: Eu sou.
GEN 27:25 E disse: Aproxima-a a mim, e comerei da caça de meu filho, para que te abençoe minha alma; e ele a aproximou, e comeu: trouxe-lhe também vinho, e bebeu.
GEN 27:26 E disse-lhe Isaque seu pai: Aproxima-te agora, e beija-me, filho meu.
GEN 27:27 E ele se chegou, e lhe beijou; e cheirou Isaque o cheiro de suas roupas, e lhe abençoou, e disse: Eis que o cheiro de meu filho é como o cheiro do campo que o SENHOR abençoou;
GEN 27:28 Deus, pois, te dê do orvalho do céu, e das gorduras da terra, e abundância de trigo e de mosto.
GEN 27:29 Sirvam-te povos, E nações se inclinem a ti: Sê senhor de teus irmãos, e inclinem-se a ti os filhos de tua mãe; malditos os que te amaldiçoarem, e benditos os que te abençoarem. Malditos os que te amaldiçoam, e benditos o que te abençoam, isso deve servir de exemplo para todos, por vezes na nossa vida somos contra uma determinada pessoa, e por raiva pensamos em jogar maldições sobre ela,  e maldições são simplesmente desejar o mal ao próximo, como leitores e crentes da bíblia, temos que lembrar que não é de nosso dever rogar maldição sobre ninguém, mesmo que façam o mal para nós, se servimos um Deus vivo, certamente as maldições e planos do mal contra nós, cairão por terra, maldito é aquele que vai contra o justo.
GEN 27:30 E aconteceu, logo que havia Isaque de abençoar a Jacó, e apenas havia saído Jacó de diante de Isaque seu pai, que Esaú seu irmão veio de sua caça.
GEN 27:31 E também ele fez guisado, e trouxe a seu pai, e disse-lhe: Levante-se meu pai, e coma da caça de seu filho, para que me abençoe tua alma.
GEN 27:32 Então Isaque seu pai lhe disse: Quem és tu? E ele disse: Eu sou teu filho, teu primogênito, Esaú. Isaque nesse momento entendia que tinha sido enganado, ele escolheu não consultar Deus, como Abraão quando o abençoou, que o preferiu ao invés de Ismael, embora tenha outras razões inseridas, segundo a tradição, Ismael era filho creditado a Sara, pois através da serva de Sara, ela o geraria, ao menos esse era o pensamento da época. Mas Abraão escolheu aquele no qual Deus decidiu, e não a vontade do homem.
GEN 27:33 E Estremeceu-se Isaque com grande estremecimento, e disse: Quem é o que veio aqui, que agarrou caça, e me trouxe, e comi de tudo antes que viesses? Eu o abençoei, e será bendito.
GEN 27:34 Quando Esaú ouviu as palavras de seu pai clamou com uma muito grande e muito amarga exclamação, e lhe disse: Abençoa também a mim, meu pai.
GEN 27:35 E ele disse: Veio teu irmão com engano, e tomou tua bênção.
GEN 27:36 E ele respondeu: Bem chamaram seu nome Jacó, que já me enganou duas vezes; tirou minha primogenitura, e eis que agora tomou minha bênção. E disse: Não guardaste bênção para mim?
GEN 27:37 Isaque respondeu e disse a Esaú: Eis que eu o pus por senhor teu, e lhe dei por servos a todos os seus irmãos: de trigo e de vinho lhe provi: que, pois, farei a ti agora, filho meu?
GEN 27:38 E Esaú respondeu a seu pai: Não tens mais que uma só bênção, meu pai? Abençoa também a mim, meu pai. E levantou Esaú sua voz, e chorou. Esaú agora teria grande dor, seu irmão o derrotaria duas vezes, e tomaria duas coisas importantes que deveria ser dele por direito, mas temos que entender que Esaú não era o escolhido de Deus, sua insistência e questionamento sobre Isaque não ter uma benção para ele, fazia visível que ele não tinha a intenção de respeitar as crenças de seus pais.
GEN 27:39 Então Isaque seu pai falou e disse-lhe: Eis que será tua habitação sem gorduras da terra, E sem orvalho dos céus de acima;
GEN 27:40 E por tua espada viverás, e a teu irmão servirás: E sucederá quando te dominares, Que descarregarás seu jugo de teu pescoço. Isaque lança a verdade sobre Esaú, e este não o aceitaria, tomaria o caminho mais difícil, a guerra não é a saída, e agora preferia uma briga entre irmãos, a escolha de Esaú era que matar é resposta, vemos portanto sua verdadeira natureza, e a maldade em seu coração, Jacó poderia pensar em matar seu irmão, mas essa não foi uma escolha para ele, Jacó assim como Isaque e Abraão, era um pacifista, ele escolhia alternativas para a paz.
GEN 27:41 E odiou Esaú a Jacó pela bênção com que lhe havia abençoado, e disse em seu coração: Chegarão os dias do luto de meu pai, e eu matarei a Jacó meu irmão. Gênesis 27 agora exibia a triste rivalidade entre irmãos, que desenvolvia para tornar-se uma batalha homicida, pelo poder, a historia nos mostra triste resultados da briga entre irmãos, um exemplo é na própria nação de Israel onde Salomão e Adonias, disputaram o trono de Israel, trazendo mortes ao povo.
GEN 27:42 E foram ditas a Rebeca as palavras de Esaú seu filho mais velho: e ela enviou e chamou a Jacó seu filho mais novo, e disse-lhe: Eis que, Esaú teu irmão se consola acerca de ti com a ideia de matar-te.
GEN 27:43 Agora, pois, filho meu, obedece à minha voz; levanta-te, e foge-te a Labão meu irmão, a Harã.
GEN 27:44 E mora com ele alguns dias, até que a ira de teu irmão se diminua;
GEN 27:45 Até que se aplaque a ira de teu irmão contra ti, e se esqueça do que lhe fizeste: eu enviarei então, e te trarei dali: por que serei privada de vós ambos em um dia?
GEN 27:46 E disse Rebeca a Isaque: Desgosto tenho de minha vida, por causa das filhas de Hete. Se Jacó toma mulher das filhas de Hete, como estas, das filhas desta terra, para que quero a vida? Rebeca revela seu nojo contra as mulheres estrangeiras que habitavam naquelas terras, e trabalhava contra o plano de Esaú, que tinham em mente matar Jacó, ela tinha plano de envia-lo para longe de seu irmão e ao mesmo tempo, fazer com que Jacó casa-se com uma mulher cujo a cultura Rebeca se identificasse.

Notas e referencias de pesquisas


- Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre. 
- Os comentários são sempre escritos em negrito.   
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.   
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG. 
- Referencia externa, Preferencias de filhos, Psicólogos em São Paulo.
- Conheça o blog parceiro, Reflexões da vida.

 Ajude a divulgar o Reflexões Cristãs, compartilhe nossas postagens nas redes sociais, duvidas e sugestões, deixe nos comentários, receba mensagens pelo whatsapp (19) 993702148.