As tribos de Israel (Biblia comentada - Gênesis 49)

Introdução a Gênesis 49 comentado


Os doze filhos de Jacó, e os fundadores das tribos de Israel, Gênesis 49 comentado, é o fim de um ciclo, Israel já era aos poucos desenhada e arquitetada pelo grande Deus, Jacó entrega as bênçãos a seus doze filhos, e partiria para a eternidade.

As tribos de Israel (Biblia comentada - Gênesis 49)
Gênesis 49 comentado

Gênesis 49 comentado


GEN 49:1 E chamou Jacó a seus filhos, e disse: Juntai-vos, e vos declararei o que vos há de acontecer nos últimos dias.
GEN 49:2 Juntai-vos e ouvi, filhos de Jacó; E escutai a vosso pai Israel. Nesse contexto, Jacó está nos caminhos finais de sua vida, agora, ele abençoará seus filhos antes de partir, uma curiosidade, é que Abraão quando partia para o mundo dos mortos, abençoou seu filho Isaque, e o próprio Isaque, abençoou apenas seu filho Jacó, e não abençoou seu filho Esaú. Isso ocorre porque os patriarcas tinham a cultura que apenas o filho primogênito tinha o direito sobre a herança, ou pelo menos o primogênito ficava com as maiores partes, em alguns casos o filho mais velho ficava com todas as bênçãos e seus irmãos ficavam como servos do mais velho, Jacó não compactuava com essa forma de pensamento, ele tinha em seu coração um grito revolucionário em seu peito, ele não daria sua bênção apenas a um filho, como Isaque fez anteriormente, ou mesmo Abraão, ele daria a todos, ainda adotando mais dois.
GEN 49:3 Rúben, tu és meu primogênito, minha força, e o princípio do meu vigor; Principal em dignidade, principal em poder.
GEN 49:4 Corrente como as águas, não sejas o principal; Porquanto subiste ao leito de teu pai: Então te contaminaste, subindo a meu estrado. Era Rúben que anteriormente intercedeu por José quando foi vendido por escravo, muitas vezes podemos pensar, porque ele não revelou a verdade a seu pai? a resposta é simples, seus irmãos ainda não eram convertidos, Deus trabalhou em determinado tempo, no coração de cada um, como vimos no caso de Judá, se Rúben tivesse revelado a verdade, seus irmãos por medo ou fúria, poderiam criar uma verdadeira divisão dentro da família, isso poderia acabar até mesmo com a morte de outros irmãos, senão a do próprio Rúben ou o pai Jacó, a melhor estratégia era ficar em silencio, e não promover ainda mais discórdia na família.
GEN 49:5 Simeão e Levi, irmãos: Armas de violência são suas armas.
GEN 49:6 Em seu secreto não entre minha alma, nem minha honra se junte em sua companhia; Que em seu furor mataram homem, E em sua vontade aleijaram bois.
GEN 49:7 Maldito seu furor, que foi bravio; E sua ira, que foi dura: Eu os dividirei em Jacó, E os espalharei em Israel. Simeão e Levi foram homens cruéis, eles lutaram em sua vida de forma feroz, contra pessoas, foram eles que promoveram o massacre na cidade de Siquem, eles mataram muitas pessoas, até mesmo inocentes, isso é algo reprimível por Deus, ainda que o estupro de Diná fosse sim um ato pecaminoso.
GEN 49:8 Judá, teus irmãos te louvarão: Tua mão estará sobre o pescoço de teus inimigos: Os filhos de teu pai se inclinarão a ti.
GEN 49:9 Jovem leão é Judá: Da presa subiste, filho meu: Encurvou-se, lançou-se como leão, Assim como leão velho; quem o despertará?
GEN 49:10 Não será tirado o cetro de Judá, E o legislador dentre seus pés, Até que venha Siló; E a ele se congregarão os povos.
GEN 49:11 Atando à vide seu jumentinho, E à videira o filho de sua jumenta, Lavou no veio sua roupa, E no sangue de uvas seu manto:
GEN 49:12 Seus olhos mais vermelhos que o vinho, E os dentes mais brancos que o leite. Judá era comparado a um Leão, até por essa razão o próprio Deus, no papel de Salvador, é chamado de Leão de Judá, através de Judá viria a semente messiânica, antes de morrer, Jacó abençoou cada um de seus filhos. Acerca de Judá, Jacó lhe prometeu que seus irmãos lhe prestariam homenagem, e que o cetro não se arredaria de sua mão, e o legislador não se apartaria de seus pés, predizendo assim o destino da descendência de Judá sobre todo Israel.
O primeiro livro de Crônicas relata que Judá casou-se com a filha de Suá, e teve três filhos: Er, Onã e Selá, dos quais Er e Onã vieram a falecer. Mais tarde, Judá teve mais dois filhos com sua nora Tamar: Perez e Zerá. É dito que, a partir destes descendentes, formou-se a tribo de Judá. Importante ressaltar que o termo judeu origina-se da tribo de Judá, sendo a única tribo de Israel que foi preservada da descaracterização depois da invasão dos assírios. Enquanto as demais tribos foram forçadamente miscigenadas com os povos pagãos, os descendentes de Judá, preservaram suas tradições durante o exílio babilônico. Assim, pode-se dizer que nem todos os israelitas primitivos poderiam ser considerados judeus no sentido étnico.
O filho mais velho de Judá e de Tamar, Perez, foi ancestral do rei Davi, quem segundo São Mateus, foi ancestral de José, o pai de Jesus Cristo, o filho de Deus. Por isso Jesus é citado várias vezes como “filho de Davi” ou como o “Leão de Judá”.
GEN 49:13 Zebulom em portos de mar habitará, E será para porto de navios; E seu termo até Sidom. Nada é conhecido, em particular, a respeito de Zebulom, exceto que Serede, Elom e Jaleel foram seus filhos, foram com Jacó para o Egito e se tornaram chefes de três famílias tribais.
GEN 49:14 Issacar, asno de forte estrutura deitado entre dois apriscos:
GEN 49:15 E viu que o descanso era bom, E que a terra era deleitosa; E baixou seu ombro para levar, E serviu em tributo.
GEN 49:16 Dã julgará a seu povo, Como uma das tribos de Israel.
GEN 49:17 Será Dã serpente junto ao caminho, víbora junto à vereda, que morde os calcanhares dos cavalos, e faz cair por detrás ao cavaleiro deles. Curiosamente o termo "Dã", significa "julgamento".
GEN 49:18 Tua salvação espero, ó SENHOR.
GEN 49:19 Gade, exército o atacará; mas ele contra-atacará ao fim. Gade (em hebraico: גד, transl. Gad, "sorte") foi, de acordo com o Livro de Gênesis, o sétimo filho de Jacó, primeiro dele com Zilpa, e o fundador da tribo israelita de Gade. O texto da Torá discute que o nome de Gade ("sorte", "fortuna" em hebraico) derivaria de uma raiz que significa "dividiu fora"; a literatura clássica rabínica discute que o nome seria uma referência profética ao maná; isso recorre originalmente a uma deidade adorada pela tribo.
GEN 49:20 O pão de Aser será espesso, E ele dará deleites ao rei.
GEN 49:21 Naftali, serva solta, que diz belas coisas. A descrição de Naftali é como uma gazela solta, e poderia destacá-lo como homem de corrida ligeira. O targum do pseudo-Jônatas lhe confere uma vida de 132 anos.
GEN 49:22 Ramo frutífero é José, ramo frutífero é junto à fonte, cujos ramos se estendem sobre o muro;
GEN 49:23 E causaram-lhe amargura, e flecharam-lhe, e os arqueiros o odiaram;
GEN 49:24 Mas seu arco manteve-se forte, E os braços de suas mãos se fortaleceram pelas mãos do Forte de Jacó, (Dali é o Pastor, e a Pedra de Israel,)
GEN 49:25 Do Deus de teu pai, o qual te ajudará, E do Todo-Poderoso, o qual te abençoará com bênçãos dos céus de acima, com bênçãos do abismo que está abaixo, Com bênçãos do seio e da madre.
GEN 49:26 As bênçãos de teu pai Foram maiores que as bênçãos de meus progenitores: Até o termo das colinas eternas serão sobre a cabeça de José, E sobre o topo da cabeça do que foi separado de seus irmãos. José era um filho querido a Jacó, ele o tinha como morto, agora o reencontraria, e ainda o veria governador do Egito, José entre os patriarcas seria o que teria contato mais intimo com Deus, entre os filhos de Jacó, ele tinha uma vida sobrenatural, sua vida foi usada para garantir a segurança de Jacó e seus descendentes, para que eles não vivessem de fome, ou mesmo, não fossem mortos na terra de Canaã, isso poderia ocorrer por diversas razões, com a fome e a crise apertando, não demoraria muito para que as nações vizinhas atacassem em busca de alimento.
GEN 49:27 Benjamim, lobo arrebatador; de manhã comerá a presa, e à tarde repartirá os despojos.
GEN 49:28 Todos estes foram as doze tribos de Israel: e isto foi o que seu pai lhes disse, e os abençoou; a cada um por sua bênção os abençoou. Jacó abençoaria a todos, com muito amor, ele não estava limitado a tradições de seus pais, durante Abraão até os dias de Jacó, os patriarcas tiveram um profundo desenvolvimento cultural, eles viram suas vidas serem trabalhadas por Deus, muitos dos costumes ruins dos caldeus, no qual Abraão e Isaque, carregaram consigo, não eram acompanhados por Jacó, ele não escolhia um filho e ignoraria os outros, e não tornaria outros filhos escravos de outro, Jacó não limitava-se a tradições, por essa razão seria o escolhido ao invés de Esaú.
GEN 49:29 Mandou-lhes logo, e disse-lhes: Eu vou a ser reunido com meu povo: sepultai-me com meus pais na caverna que está no campo de Efrom os heteus;
GEN 49:30 Na caverna que está no campo de Macpela, que está diante de Manre na terra de Canaã, a qual comprou Abraão com o mesmo campo de Efrom os heteus, para herança de sepultura.
GEN 49:31 Ali sepultaram a Abraão e a Sara sua mulher; ali sepultaram a Isaque e a Rebeca sua mulher; ali também sepultei Lia. Embora o amor que Jacó tinha por Raquel, ele seria sepultado junto a Lia, sua primeira esposa, Lia brigaria a vida toda por direito a seu marido com sua irmã Raquel, agora em morte, seria aquela que o acompanharia até a eternidade.
GEN 49:32 O campo e a cova que nele está foram comprados dos filhos de Hete.
GEN 49:33 E quando acabou Jacó de dar ordens a seus filhos, encolheu seus pés na cama, e expirou; e foi reunido com seus pais.


Outros capítulos de Gênesis comentado:


1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 43 - 44 - 45 46 47 - 48 - 49 - 50.


Notas e referencias externas

 - Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre.
- Os comentários são sempre escritos em negrito.
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG.

Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por WhatsApp (19) 993702148.

Patrocinado

Conteúdos correspondentes

Recomendações para você