Mídias sociais

As Igrejas são contra o comunismo?

Igrejas Brasileiras são contra o comunismo


Decidi criar um artigo para explicar o por que no Brasil, existe um conflito entre movimentos de esquerda e as igrejas cristãs, tentarei de forma explicativa, tornar a luz os motivos do comunismo não ser bem aceito aos grupos cristãos, e também demonstrarei algumas mentiras e verdades sobre o "comunismo e fé cristã" para que todos entendam o conflito por traz do embate entre movimentos.

Criança vitima do capitalismo

         Leia também: 4 Evidencias que a crise no Brasil é espiritual 

Dês do seculo quarto a igreja cristã sempre foi politizada #01


Constantino foi um imperador romano do quarto seculo da era cristã, e foi quem promoveu a liberdade religiosa dos cristãos, pois ele escolheu uma das muitas ramificações cristãs que existiam na época e tornou-a oficial e passou a perseguir as demais, ele infiltrou a politica na religião cristã, quando passou a comissionar os bispos e lideres das igrejas para que servissem a igreja cristã oficial adotada pelo Império, ou seja, a igreja católica, que ainda estava em desenvolvimento, dês de então a igreja passou a estar lado a lado com as decisões de seus governantes, e conforme as eras isso foi se desenvolvendo, a ponto que a igreja católica tornou-se o próprio estado romano.
Então todos podem pensar, o que isso tem haver com o comunismo e a fé cristã? pois bem, com o desenvolvimento do texto tudo irá tornar-se luz, e de mais fácil entendimento.

A instauração do Estado-Igreja

Lutero, Calvino, Jacob Armínio e os reformistas #02


Durante a transição do seculo treze para o seculo catorze, surgiu rachas no domínio romano sobre o mundo ocidental, países como a Alemanha, e a Inglaterra, não gostavam que o império romano e a igreja católica interferissem em decisões de seus governos, isso foi visível em vários movimentos que surgiram, a historia por exemplo nos mostram Jan Huss, conhecido como o Ganso e também, alguns movimentos opositores a doutrinas como os Godos com Úlfilas que traduziu uma parte da bíblia para o gótico, portanto sempre haviam outros grupos cristãos que se opuseram a igreja católica, mas como não eram adotados como uma religião oficial do estado, eles eram aniquilados.

Com a crescente de teólogos e pensadores como Lutero e outros, a igreja católica passou a ter seu domínio enfraquecido, e surgiu dessa forma o momento propicio para que países como Alemanha e Inglaterra e outros, saíssem do domínio romano, e da igreja católica, então o aparecimento desses "reformistas" surgiram como heróis para esses movimentos políticos locais, onde antes a igreja estado era reduzido a igreja católica, a partir da reforma, outras "igrejas-estados" surgiam como a Alemanha dos Luteranos e a Anglicana e outros movimentos por toda a Europa, passou por tanto a ser necessário a existência de igrejas locais para servirem ao sistema teocrático.

Extermínio de cristãos na idade media


A revolução de Karl Marx e a crescente do Socialismo #03


Karl Marx foi um filósofo, sociólogo, jornalista e revolucionário socialista, foi ele o principal desenvolvedor do socialismo, e explodiu na Russia, diferente do que dizem, a Russia também conhecida como antiga União Soviética não são um pais contra o cristianismo, e sim são um pais cristão.

Inclusive até os dias de Hoje é proibido um homossexual e outras coisas que ferem o valor cristão por lá, diferentemente daqui no Brasil, onde os movimentos socialistas aproximaram muito de grupos liberais e militâncias de gênero, pois bem, isso é exclusividade do Brasil, pois em outros lugares do mundo isso não ocorre.

Acontece que os movimentos comunistas ou socialistas (chamem como quiser) não pregam valores políticos vistos na religião como tradicionais, como uma relação mais direta com a igreja e o estado, em algumas formas de pensamento do comunismo, existem até ideias que tendem ao extremo do catolicismo do império romano, onde o estado adotaria apenas um seguimento religioso, e inclusive até na Russia isso ocorreu no passado, o que podemos afirmar portanto é que a igreja teme qual vertente do comunismo ganhe força no Brasil, e caso cresça uma extremista seria horrível e feroz para as diversas denominações cristãs que existem.


Russia, meados do seculo 19


O capitalismo extremo tende a esse mesmo perigo #04


Precisamos ter em mente que tanto capitalismo como comunismo, quando não levados a extremos, podem ser bons sistemas de governo, e também podem ser ruins, o capitalismo ao extremo tende a uma desigualdade gigantesca e uma exploração sem precedente, por outro lado, o comunismo tende a um sistema miserável e autoritário.

Certa vez já tive oportunidade de ver os bastidores de alguns fest foods, e tive a infelicidade de ver as toneladas de pão, carne, batata e outros tipos de alimentos jogados no lixo, enquanto isso vemos países inteiros consumidos pela fome , onde a unica coisa que seus habitantes desejariam é um pedaço daquele alimento.

No continente africano por exemplo, existem pessoas que comem barro (isso mesmo) misturam barro com azeite e comem, no próprio Brasil, ainda existem locais que  são consumidos pela fome, onde os cidadãos dependem de pequenas pensões do governo (bolsa família), pois não tem empregos para todos, ou trata-se de uma região seca e sem desenvolvimento.

Entendo que se o socialismo funcionasse, poderia acabar com a fome e a desigualdade social das pessoas, mas em contra partida, existe outro problema que surgiria, pois existem pessoas que não tentam melhorar e não lutam para evoluir, e dessa forma, pessoas que não trabalhariam, ou não contribuiriam da forma que poderiam, ganharia o mesmo tanto que uma pessoa trabalhadora e esforçada.
Pela minha concepção portanto, o sistema mais justo, seria um capitalismo, com alguns valores socialistas, pegar o lado bom dos dois sistemas, para criar um sistema justo para todos.

Lixos de restaurantes, mercados e Fast foods



Comunismo e Capitalismo são dois extremos para o mesmo fim  #05



O extremismo da direita, ou capitalista (chame como quiser) no passado causou genocídios, como os promovidos por  Hitler e Mussolini, outros movimentos de direita na historia surgiram como extremistas e causaram mortes, da mesma forma que o extremismo de esquerda causou mortes incontáveis, países como Venezuela e Russia, que de certa forma vivem movimentos de esquerda, são duramente combatidos com sanções e interferências externas, o que consequentemente causa uma crise em seus países, onde naturalmente os que mais sofrem são os mais carentes, no entanto isso não tem relação com a escolha do lado politico ou ideológico e sim uma guerra "financeira" onde naturalmente o mais fraco sucumbi e no caso da Venezuela por exemplo, ela cai em desgraça, uma vez que é apenas um pais contra o resto do mundo.

Vitima da extrema pobreza no Brasil


Considerações sobre o comunismo e a igreja cristã da atualidade  #06


Dês do inicio da teocracia cristã através de Constantino, os cristãos "sobreviventes" da perseguição religiosa promovida pelo império romano, passaram a ser adotados pelos governantes e de certa forma, passaram a ser comissionados, e de certa forma a igreja cristã sobrevive do capitalismo, vemos por exemplo o "mercado gospel" onde temos vendas de cds, camisas, shows, grandes espaços modernos (chamados de templos), sendo assim, é natural que a igreja cristã defenda com unhas e dentes seu mantedor, que hoje chama-se, capitalismo!

Temos que dizer a verdade que isso não é regra, se fosse o comunismo que fizesse com que as instituições religiosas sobrevivessem, é claro que o que ocorreria é o inverso, as instituições religiosas cristãs, certamente defenderiam o comunismo.

Templo de Salomão

Opinião do Blog


Não acredito que o capitalismo e o comunismo sejam sistemas perfeitos, como analisado perante fatos históricos, o capitalismo é explorador e assassino, alguns morrem de fome sem ter oportunidade e outros jogam toneladas de comidas fora, já o comunismo é miserável, onde o poder corrompe seus governantes ou cria muitas nações inimigas que promovem boicotes financeiros, como sanções e dessa forma o povo sempre cai em desgraça ou em estados autoritários.

Então creio que a saída melhor, é uma mescla de capitalismo com alguns valores do socialismo, onde a desigualdade social e a corrupção sejam combatidos, mas ao mesmo tempo, a liberdade religiosa seja garantida, manter tudo nesses parâmetros é difícil, pra falar a verdade é impossível.

O proposito desse artigo não é criticar lados e sim expor que em ambos existem limitações, e que de certa forma, não existe sistema perfeito nos dias de hoje, tem sido disseminado no meio cristão, uma mensagem que incita o ódio contra os comunistas, mas o ódio não é a saída, pois assim gerá apenas mais crises, e mais ódio, estamos na atualidade sofrendo com a politica, principalmente  países de linguá portuguesa, no Brasil por exemplo, Bolsonaro, Aécio e outros tem promovido a disseminação de mensagens de ódio politico, é claro a esquerda acaba retribuindo com mais ódio, gerando brigas e dividindo o pais.

Obrigado por ler essa reflexão, comente e de sua opinião, compartilhe essa mensagem com seus amigos e familiares, fique na paz de Jesus Cristo.
As Igrejas são contra o comunismo? As Igrejas são contra o comunismo? Reviewed by Lucas Ajudarte on abril 15, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.