José e Benjamim (Bíblia comentada - Gênesis 43)

Introdução a Gênesis 43 comentado


José e Benjamim, os filhos de Jacó com Raquel, a família voltava a reunir-se e agora era hora de toda a verdade ser colocada na mesa, Genesis 43 comentado é uma reunião, os doze filhos de Jacó estavam juntos, do meio deles sairiam a nação no qual Deus instauraria sua palavra em meio a terra, e iniciaria o plano de salvação a humanidade.

Os doze filhos de Jacó - Gênesis 43
Os doze filhos de Jacó - Gênesis 43


Gênesis 43 comentado


GEN 43:1 E a fome era grande na terra. Muitas vezes lemos, escrevemos, ou falamos sobre determinados assuntos, mas não entendemos o que realmente significa, o versículo de Genesis 43 verso 1, fala sobre uma fome, que atingia muitas pessoas, e reinos, Deus enviou uma forte crise sobre a terra, de certa forma, existe um ciclo natural que em determinados tempos, a terra era mais produtiva, em outros tempos, existiam períodos secos e pouco produtivos.
GEN 43:2 E aconteceu que quando acabaram de comer o trigo que trouxeram do Egito, disse-lhes seu pai: Voltai, e comprai para nós um pouco de alimento.
GEN 43:3 E respondeu Judá, dizendo: Aquele homem nos advertiu com ânimo decidido, dizendo: Não vereis meu rosto sem vosso irmão convosco.
GEN 43:4 Se enviares a nosso irmão conosco, desceremos e te compraremos alimento:
GEN 43:5 Porém se não lhe enviares, não desceremos: porque aquele homem nos disse: Não vereis meu rosto sem vosso irmão convosco. Judá era um líder entre seus irmãos, sua liderança será herdada aos seus descendentes, os reis de Israel, seriam sempre de Judá, nomes como Davi, Salomão, Ezequias, e outros diversos reis poderosos futuramente serão levantadas sobre uma cidade forte, conhecida como Jerusalém. Judá agora tem que convencer seu pai, a permitir que Benjamim parta junto a eles, para que eles possam salvar a todos os povos da fome.
GEN 43:6 E disse Israel: Por que me fizestes tanto mal, declarando ao homem que tínheis mais irmão?
GEN 43:7 E eles responderam: Aquele homem nos perguntou expressamente por nós, e por nossa parentela, dizendo: Vive ainda vosso pai? Tendes outro irmão? E lhe declaramos conforme estas palavras. Podíamos nós saber que havia de dizer: Fazei vir a vosso irmão?
GEN 43:8 Então Judá disse a Israel seu pai: Envia ao jovem comigo, e nos levantaremos e iremos, a fim que vivamos e não morramos nós, e tu, e nossos filhos.
GEN 43:9 Eu sou fiador dele; a mim me pedirás conta dele; se eu não o devolver a ti e o puser diante de ti, serei para ti o culpado todos os dias:
GEN 43:10 Que se não nos tivéssemos detido, certo agora teríamos já voltado duas vezes. Judá conhecia a dor da perda de um filho, no capitulo de Gênesis 38 comentado, é narrado a perda de Judá, seus filhos morreram cedo, e grande foi sua dor, assim como também, ele perdeu sua esposa, Judá mais do que ninguém, conhecia a tristeza de ver a mulher que ama morrer e a dor de um pai que enterra os filhos, o fato de alguém que conhece a dor, é o fator que daria a Jacó a coragem de entregar Benjamim a essa viagem.
GEN 43:11 Então Israel seu pai lhes respondeu: Pois que assim é, fazei-o; tomai do melhor da terra em vossos vasos, e levai àquele homem um presente, um pouco de bálsamo, e um pouco de mel, aromas e mirra, nozes e amêndoas.
GEN 43:12 E tomai em vossas mãos dobrado dinheiro, e levai em vossa mão o dinheiro que voltou nas bocas de vossos sacos; talvez tenha sido erro.
GEN 43:13 Tomai também a vosso irmão, e levantai-vos, e voltai àquele homem. Jacó era um pacifista, ele acreditava que poderia ser praticado a paz, ele não procurou lutas, quando retornou a terra de Canaã e não procurou lutas quando fugiu de Labão  das terras caldeias, é uma herança de Isaque e Abraão, a escolha por saídas que instauram a paz, era  a melhor forma de um servo de Deus viver.
GEN 43:14 E o Deus Todo-Poderoso vos dê misericórdias diante daquele homem, e vos solte ao outro vosso irmão, e a este Benjamim. E se eu tiver de ser privado de meus filhos, assim seja.
GEN 43:15 Então tomaram aqueles homens o presente, e tomaram em sua mão dobrado dinheiro, e a Benjamim; e se levantaram, e desceram ao Egito, e apresentaram-se diante de José.
GEN 43:16 E viu José a Benjamim com eles, e disse ao mordomo de sua casa: Mete em casa a esses homens, e degola um animal, e prepara-o; porque estes homens comerão comigo ao meio-dia. Fazia muito tempo que José tinha partido das terras de Canaã, por força do destino, teria tornado-se escravo após vendido aos Ismaelitas, e novamente vendido aos egípcios como escravo, ele tinha seus sonhos distanciado, e suas lutas confrontadas, mas agora a vida tornaria novos fins. O que antes era tomado dele, retornou ainda com maior valor, ele entendia que tudo ocorreu para um plano maior, e que o Egito e Israel, além de diversas nações, sobrevivessem.
GEN 43:17 E fez o homem como José disse; e meteu aquele homem aos homens em casa de José.
GEN 43:18 E aqueles homens tiveram temor, quando foram metidos na casa de José, e diziam: Pelo dinheiro que voltou em nossos sacos a primeira vez nos trouxeram aqui, para virem contra nós, e nos atacar, e tomar por servos a nós, e a nossos asnos.
GEN 43:19 E aproximaram-se do mordomo da casa de José, e lhe falaram à entrada da casa.
GEN 43:20 E disseram: Ai, senhor meu, nós em realidade de verdade descemos ao princípio a comprar alimentos:
GEN 43:21 E aconteceu que quando viemos ao lugar de parada e abrimos nossos sacos, eis que o dinheiro de cada um estava na boca de seu saco, nosso dinheiro em seu justo peso; e o devolvemos em nossas mãos.
GEN 43:22 Trouxemos também em nossas mãos outro dinheiro para comprar alimentos: nós não sabemos quem pôs nosso dinheiro em nossos sacos. Os hebreus viviam grande pavor, grande era o risco que eles viam perante seus olhos, eles eram estrangeiros, e agora longe de casa, viam-se reféns das mãos de um homem até então desconhecido, eles antecipavam e agora relutavam contra o que poderia vir a acontecer.
GEN 43:23 E ele respondeu: Paz a vós, não temais; vosso Deus e o Deus de vosso pai vos deu o tesouro em vossos sacos: vosso dinheiro veio a mim. E tirou a Simeão a eles.
GEN 43:24 E aquele homem levou àqueles homens na casa de José: e deu-lhes água, e lavaram seus pés: e deu de comer a seus asnos. Nos dias de hoje, pode ocorrer que não entendemos algumas passagens, por estarmos em tempos completamente diferentes as de hoje, a humanidade evoluiu na armazenação e distribuição de água, até então os povos primitivos, dependiam muito de poços, e também de minas que encontravam, existia um deserto entre as terras do Egito até a terra de Canaã, e uma viagem pelo deserto, era muito cansativa, podemos entender que o ato de lavar os pés, era algo que entre os antigos, gerava grande alivio, pelo tempo de caminhada em terras secas, por regiões quentes e desérticas. O servo de José, reconhecia os filhos de Jacó como monoteístas, adoradores do único Deus verdadeiro, o que nos permite enxergar que eles mantiveram costumes de seu pai, é justo dizer que Jacó foi influenciado por seu pai Isaque, o que seria possível determinar que todos os descendentes de Abraão da antiguidade, tenham por algum tempo mantido as doutrinas monoteístas.
GEN 43:25 E eles prepararam o presente antes que viesse José ao meio-dia, porque haviam ouvido que ali haviam de comer pão.
GEN 43:26 E veio José a casa, e eles lhe trouxeram o presente que tinham em sua mão dentro de casa, e inclinaram-se a ele em terra.
GEN 43:27 Então ele lhes perguntou como estavam, e disse: Vosso pai, o ancião que dissestes, passa bem? Vive ainda?
GEN 43:28 E eles responderam: Bem vai a teu servo nosso pai; ainda vive. E se inclinaram, e fizeram reverência. Em algumas passagens bíblicas, vemos que entre os hebreus, eles respeitavam e referenciavam autoridades humanas, como governantes, mas não reverenciavam quando tratavam-se de uma adoração de alguém que autointitulava deus, como narrado na historia de Daniel, e no livro de Ester, onde os judeus que não reverenciavam outras pessoas como "divindade" ou mesmo um poste ídolo, o que nos permite entender que Faraó, não era uma figura diferente de um rei de outra nação, ele não se considerava uma divindade, embora em algumas partes da historia do antigo Egito, levantaram-se Faraós que tinham essa posição, isso deve-se muito ao poder que Faraó ganhará sobre o povo.
GEN 43:29 E levantando ele seus olhos viu Benjamim seu irmão, filho de sua mãe, e disse: É este vosso irmão mais novo, de quem me falastes? E disse: Deus tenha misericórdia de ti, filho meu.
GEN 43:30 Então José se apressou, porque se comoveram suas entranhas por causa de seu irmão, e procurou onde chorar: e entrou-se em sua câmara, e chorou ali. Grande era o amor e a compaixão de José, mesmo que ele tivesse magoas de seus irmãos, ele agora via Benjamim, seu irmão mais novo, também sabia que seu pai ainda vivia, e perdia o controle, José tinha a possibilidade de ter sua vida antiga restaurada, e as soluções de seus problemas solucionados, ele solucionaria os problemas de muitos durante sua vida, mas não era capaz de voltar para a sua terra, e reencontrar sua família.
GEN 43:31 E lavou seu rosto, e saiu fora, e controlou-se, e disse: Ponde pão.
GEN 43:32 E puseram para ele à parte, e separadamente para eles, e à parte para os egípcios que com ele comiam: porque os egípcios não podem comer pão com os hebreus, o qual é abominação aos egípcios. Cada religião tinha seu determinado costume, a religião egípcia era algo que embora muito estudado, não é tão bem conhecida nos dias de hoje, sabe-se que no Egito, eram adorados muitos deuses diferentes, em maior grau, a religião egípcia baseava-se em uma tríade, isto é Isis, Osiris e Horus, essas eram as divindades em evidencia no Egito, Isis era a mais adorada entre os povos antigos, haviam outras diversas divindades, e os mais diversificados costumes, o Egito por algum tempo, conheceu até mesmo uma versão do monoteísmo, o fato ocorreu por um antigo Faraó Aquenatón, que produziu uma verdadeira revolução na religião egípcia, ele acabou com mais de 2000 (dois mil) deuses do Egito, e instaurou a adoração unica ao sol, ele também instaurou cultos de adoração ao ar livre, em um período por volta de 1353 aC, acredito que existem fortes indícios para que o fato tenha ocorrido por influencia dos hebreus e dos Ismaelitas, que tinham em meio dos seus povos, cidadãos monoteístas.
GEN 43:33 E sentaram-se diante dele, o mais velho conforme sua primogenitura, e o mais novo conforme sua idade menor; e estavam aqueles homens atônitos olhando-se um ao outro. 
GEN 43:34 E ele tomou iguarias de diante de si para eles; mas a porção de Benjamim era cinco vezes como qualquer uma das deles. E beberam, e alegraram-se com ele. 

Outros capítulos de Gênesis comentado:


1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 43 - 44 - 45 46 47 - 48 - 49 - 50.

Notas e referencias de pesquisas


- Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre.        
- Os comentários são sempre escritos em negrito.            
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.   
- Referencia externa, A revolução de Aquenatón, BBC
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG. 

Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba Reflexões Cristãs por whatsapp (19) 993702148. 

Destaques de Reflexões Cristãs