O pecado de Sodoma (Bíblia comentada - Gênesis 18)

Introdução ao decimo oitavo capitulo de Gênesis


O décimo oitavo capitulo de Gênesis comentado, é uma manifestação de Deus, Abraão conhece os planos do Senhor para Sodoma, e intercede por ela, justamente a cidade de Sodoma era a cidade mais rica e poderosa da região, e justamente esse poder, corromperia seus moradores, é comum o ouro e a prata, ou mesmo a abundância, corromper o coração dos homens.

Gênesis 18 comentado
Gênesis 18 comentado

Décimo oitavo capitulo de Gênesis comentado


GEN 18:1 E apareceu-lhe o SENHOR nos carvalhos de Manre, estando ele sentado à porta de sua tenda no calor do dia.

GEN 18:2 E levantou seus olhos e olhou, e eis que três homens que estavam junto a ele: e quando os viu, saiu correndo da porta de sua tenda a recebê-los, e inclinou-se até a terra, Abraão estava sentado a porta, de sua tenda e viu três anjos do Senhor, para entender essa passagem e todo o Gênesis 18, é importante que tenhamos algo em mente, Deus é Espírito, então não pode ser visto a olho nu, sabemos que existe sim, aparições de anjos, aparições de Deus e seres espirituais, mas nenhum homem viu Deus, o que de fato os homens vêm são "teofanias", isso por que Deus se manifesta através de teofanias em todo o velho testamento, o que significa que Deus se manifestava em um anjo, outra hora com Moisés, o Senhor era fogo, em outro momento era uma nuvem, e dessa forma os homens tiveram acesso a "presença do Deus verdadeiro", algo espiritual, não é algo que possa explicar-se apenas em palavras, é necessário ter uma vida espiritual e uma relação com Deus para entender.  Para entender melhor o que é teofania, vou explicar detalhadamente o conceito: 

Teofania é um conceito de cunho teológico que significa a manifestação de Deus em algum lugar, coisa ou pessoa. Tem sua etimologia enraizada na língua grega: "theopháneia" ou "theophanía". O termo que por sua vez é uma palavra composta por dois vocábulos,também gregos: Théos, " Deus" e phanei, " aparecer". É uma revelação ou manifestação sensível da glória de Deus, ou através de um anjo, algo surreal ou através de fenômenos impressionantes da natureza. Também é chamado de aparição. Deus usa desse método para aparecer a alguém em especial para mostrar ou revelar fatos do presente ou do futuro.

 GEN 18:3 E disse: Senhor, se agora achei favor aos teus olhos, rogo-te que não passes de teu servo.
GEN 18:4 Que se traga agora um pouco de água, e lavai vossos pés; e recostai-vos debaixo de uma árvore, Os anjos de Deus, ou mesmo o próprio Deus passava por ali, Abraão, como servo não poderia deixar essa oportunidade passar, mas isso é algo maior, é uma tradição no meio hebreu, e que até os dias de hoje, quem são ensinados sobre o Deus verdadeiro, devem preservar, Deus nos ensina a cuidar bem dos viajantes, e dos estrangeiros, isto é, sermos hospitaleiros e educados a todos, maldita é a nação que não trata bem seus visitantes, e maldito é a casa que não trata bem seus hospedes, Deus assim quer, pois é sua vontade, que todos os homens pratiquem a caridade.
GEN 18:5 E trarei um bocado de pão, e confortai vosso coração; depois passareis; pois por isso passastes perto de vosso servo.
GEN 18:6 Então Abraão foi depressa à tenda a Sara, e lhe disse: Toma logo três medidas de flor de farinha, amassa e faze pães cozidos debaixo das cinzas.
GEN 18:7 E correu Abraão às vacas, e tomou um bezerro tenro e bom, e deu-o ao jovem, e deu-se este pressa a prepará-lo.
GEN 18:8 Tomou também manteiga e leite, e o bezerro que havia preparado, e o pôs diante deles; e ele estava junto a eles debaixo da árvore; e comeram. Abraão demonstra um exemplo de hospitalidade, trata os anjos como gostaria de ser tratado, é isso que Deus quer de nós,  alguns teólogos tentam associar essa passagem a doutrina da trindade, e dizer que os três anjos representam casa uma das três pessoas da trindade, mas isso é um triste erro, não existe nenhuma relação da passagem ao tema, lendo o restante do capitulo e os capítulos posteriores, ficará claro que são anjos, e Deus manifestava-se em um deles.
GEN 18:9 E lhe disseram: Onde está Sara tua mulher? E ele respondeu: Aqui na tenda.
GEN 18:10 Então disse: De certo voltarei a ti segundo o tempo da vida, e eis que Sara, tua mulher, terá um filho. O capitulo de Gênesis 17, desfruta muito o tema, a vinda do filho de Abraão, e nos ensina por que a longa espera, lembre-se apenas uma pequena reflexão sobre o tema, quando a espera é grande, o triunfo é maior, é mais lembrado e amado, tudo que é duramente conquistado, é ainda mais bem cuidado quando a possuímos.
GEN 18:11 Abraão e Sara eram idosos, avançados em dias; a Sara já havia cessado o costume das mulheres. Sara já não menstruava mais, pela sua idade, descrita no capitulo anterior já não era mais humanamente possível, pois até mesmo a menopausa já havia passado, ela já estava com mais de noventa anos, segundo a doutora ginecologista Sheila Sedicias, a mulher não pode engravidar após a instalação da menopausa que segundo ela, estende-se entre os 48 ao 51 anos de idade.
GEN 18:12 Riu, pois, Sara consigo mesma, dizendo: Depois que envelheci terei prazer, sendo também meu senhor já velho?
GEN 18:13 Então o SENHOR disse a Abraão: Por que Sara riu dizendo: Será verdade que darei à luz, sendo já velha?
GEN 18:14 Há para Deus alguma coisa difícil? Ao tempo assinalado voltarei a ti, segundo o tempo da vida, e Sara terá um filho.
GEN 18:15 Então Sara negou dizendo: Não ri; pois teve medo. Mas ele disse: Não é assim, mas riste. É natural duvidar de algo sobrenatural, mas é assim que Deus queria, foi o Senhor que prometeu a Abraão um filho, então deveria ser algo humanamente impossível, algo que ficasse além da compreensão, mas Deus é assim, sua palavra excede a compreensão humana.
GEN 18:16 E os homens se levantaram dali, e olharam até Sodoma: e Abraão ia com eles acompanhando-os.
GEN 18:17 E o SENHOR disse: Encobrirei eu a Abraão o que vou a fazer,
GEN 18:18 Havendo de ser Abraão em uma nação grande e forte, e havendo de ser benditas nele todas as nações da terra? Deus possui-a uma intimidade com Abraão, ele era seu servo, e o Senhor não gostaria de agir, sem comentar a ele, a seu profeta, de certa forma não foi a toa a passagem dos anjos a tenta de Abraão, vejo como um teste, os anjos testavam a hospitalidade das pessoas que moravam na região, próximo a Sodoma e Gomorra.
GEN 18:19 Porque eu o conheci, sei que mandará a seus filhos e a sua casa depois de si, que guardem o caminho do SENHOR, fazendo justiça e juízo, para que faça vir o SENHOR sobre Abraão o que falou acerca dele.
GEN 18:20 Então o SENHOR lhe disse: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se aumenta mais e mais, e o pecado deles se agravou em extremo,
GEN 18:21 Descerei agora, e verei se consumaram sua obra segundo o clamor que veio até mim; e se não, eu o saberei. Quando os justos clamam o Senhor houve, Sodoma era uma região rica e poderosa, e os homens de lá ficaram cruéis, o poder e a ganancia corrompe o coração dos homens,  isso era o que estava a ocorrer em Sodoma e Gomorra, seus pecados e atrocidades tinham chegado até o céu, diante de Deus, e o Senhor tinha que intervir.
GEN 18:22 E apartaram-se dali os homens, e foram até Sodoma: mas Abraão estava ainda diante do SENHOR.
GEN 18:23 E aproximou-se Abraão e disse: Destruirás também ao justo com o ímpio?
GEN 18:24 Talvez haja cinquenta justos dentro da cidade: destruirás também e não perdoarás ao lugar por cinquenta justos que estejam dentro dela?
GEN 18:25 Longe de ti o fazer tal, que faças morrer ao justo com o ímpio e que seja o justo tratado como o ímpio; nunca faças tal. O juiz de toda a terra, não há de fazer o que é justo?
GEN 18:26 Então respondeu o SENHOR: Se achar em Sodoma cinquenta justos dentro da cidade, perdoarei a todo este lugar por causa deles. Deus é onisciente, ao revelar o plano a Abraão, sabia que ele não reagiria de forma concordante, seu sobrinho Ló, estava lá, Abraão não defende a cidade de Sodoma, pois ele sabia que o juízo de Deus era verdadeiro, e o povo daquela região era mal, mas Abraão naturalmente tentaria contornar a situação e salvar quem quer que seja.
GEN 18:27 E Abraão replicou e disse: Eis que agora que comecei a falar a meu Senhor, ainda que sou pó e cinza:
GEN 18:28 Talvez faltem de cinquenta justos cinco; destruirás por aqueles cinco toda a cidade? E disse: Não a destruirei, se achar ali quarenta e cinco.
GEN 18:29 E voltou a falar-lhe, e disse: Talvez se acharão ali quarenta. E respondeu: Não o farei por causa dos quarenta.
GEN 18:30 E disse: Não se ire agora meu Senhor, se falar: talvez se achem ali trinta. E respondeu: Não o farei se achar ali trinta.
GEN 18:31 E disse: Eis que agora que me empreendi em falar a meu Senhor: talvez se achem ali vinte. Não a destruirei, respondeu, por causa dos vinte.
GEN 18:32 E voltou a dizer: Não se ire agora meu Senhor, se falar somente uma vez: talvez se achem ali dez. Não a destruirei, respondeu, por causa dos dez.
GEN 18:33 E foi-se o SENHOR, logo que acabou de falar a Abraão: e Abraão se voltou a seu lugar.
Abraão lança sua defesa e intercessão sobre Sodoma, e Deus houve, se encontrasse ao menos dez pessoas justas, não destruiria o local, algo importante que precisa ser observado, é que Deus afirmou no verso 21, "...e verei se consumaram sua obra segundo o clamor que veio a mim..." isso significa que Deus estava dando um teste a Sodoma, antes de destruir a cidade, haveria um julgamento justo, e seus próprios moradores assinariam a sentença.

Notas de uso, e referencias de pesquisa


- Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre.     
- Os comentários estão sempre em negrito.  
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.  
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela FNT (Faculdade de Teologia Nacional).
- Referencia interna, Teofania.
- Referência externa, Teofania, Enciclopédia livre.
- Referencia externa, Artigo sobre menopausa, Tua saudê.

 Ajude a divulgar o Reflexões Cristãs, compartilhe nossas postagens nas redes sociais, duvidas e sugestões, deixe nos comentários.