Fidelidade, Um sacrifício para Deus (Bíblia comentada - Gênesis 22)

Introdução ao Gênesis 22 comentado


Um sacrifício a Deus, Gênesis 22 comentado, narra a fidelidade de Abraão, Deus pediu um sacrifício, e Abraão colocava-se a disposição incondicional a Deus, em nossas vidas, precisamos saber que não existe vitórias sem sacrifícios.

Fidelidade, Um sacrifício para Deus
Um sacrifício para Deus (Bíblia comentada - Gênesis 22)


 Vigésimo segundo capitulo de Gênesis comentado


GEN 22:1 E aconteceu depois destas coisas, que provou Deus a Abraão, e lhe disse: Abraão. E ele respondeu: Eis-me aqui.
GEN 22:2 E disse: Toma agora teu filho, teu único, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que eu te direi. Abraão possui devoção total a Deus, mas o Senhor queria uma prova, algumas provas em nossas vidas são completamente sem sentido, não entendemos o pensamento de Deus, por alguns episódios de nossas vidas, desejamos que tudo seja apenas um sonho, ou mesmo um pesadelo, a prova de Deus era seu filho Isaque, para entender o peso da pedida de Deus a Abraão, precisamos voltar ao passado, e entender os "passos da vida de Abraão", o patriarca saiu de sua terra natal, sobre a promessa de receber as bênçãos de Deus, ele seguiu o chamado, levando consigo Ló, um sobrinho, o ato de leva-lo, é por um amor que poderia ser visto, como uma forma de amor paterno, e Ló foi embora, escolhendo partir para Sodoma, então Abraão teve uma filho com uma concubina, e esse filho também teve que partir, Abraão tinha o sonho de ter um filho, mas infelizmente não teve sorte até a chegada de Isaque.
GEN 22:3 E Abraão se levantou manhã muito cedo, e preparou seu asno, e tomou consigo dois servos seus, e a Isaque seu filho: e cortou lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe disse.
GEN 22:4 Ao terceiro dia levantou Abraão seus olhos, e viu o lugar de longe. A menção a "...ao terceiro dia levantou Abraão seus olhos...", observamos que o Patriarca relutou em fazer a vontade de Deus, isto é natural, se levarmos em conta a situação de Abraão, mas ele segue seu caminho com a intenção de cumprir a vontade de Deus.
GEN 22:5 Então disse Abraão a seus servos: Esperai aqui com o asno, e eu e o jovem iremos até ali, e adoraremos, e voltaremos a vós.
GEN 22:6 E tomou Abraão a lenha do holocausto, e a pôs sobre Isaque seu filho: e ele tomou em sua mão o fogo e a espada; e foram ambos juntos. Entendo que Abraão não planejava informar ninguém sobre o que estava próximo a fazer, analisamos que, ele levou consigo seus servos e os deixou no caminho, e imagino que nem mesmo Sara soube da vontade de Deus, agora, imagine se soubesse, Abraão esperava mais de cem anos por um filho, e agora Deus o quer como sacrifício, isso é um literal absurdo ao pensamento humano, mas é um teste a Abraão.
GEN 22:7 Então falou Isaque a Abraão seu pai, e disse: Meu pai. e ele respondeu: Eis-me aqui, meu filho. E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha; mas onde está o cordeiro para o holocausto?
GEN 22:8 E respondeu Abraão: Deus se proverá de cordeiro para o holocausto, filho meu. E iam juntos. Imagino que a caminhada de Abraão, era a caminhada mais pesada de sua vida, ele no passado tinha entrado em guerra contra os persas, outra hora, teve um embate contra os filisteus, em outro momento confrontou os anjos por causa de Sodoma, de certa forma, o teste de Abraão, servia para analisar sua imparcialidade, Deus quer saber de Abraão, se ele faz acepção de pessoas, ele defendeu Ló no caso de Sodoma, e agora não é possível saber de sua coerência e justiça independente de quem deva ser julgado, na vida geralmente somos imparciais, precisamos ter em mente que na vida, como servos do Deus altíssimo, precisamos olhar a todos com o mesmo amor, certa vez Jesus disse: "...ame ao próximo como a ti mesmo...", mas amar ao próximo da mesma forma, também significa ter o mesmo julgamento sobre cada um.
GEN 22:9 E quando chegaram ao lugar que Deus lhe havia dito, edificou ali Abraão um altar, e compôs a lenha, e amarrou a Isaque seu filho, e pôs-lhe no altar sobre a lenha.
GEN 22:10 E estendeu Abraão sua mão, e tomou a espada, para degolar a seu filho.
GEN 22:11 Então o anjo do SENHOR lhe gritou do céu, e disse: Abraão, Abraão. E ele respondeu: Eis-me aqui. Deus agora sabe que Abraão era completamente devoto, e isso é importante para o propósito divino, temos que entender que Deus planeja criar uma nação, na qual siga o monoteísmo, diferentemente de centenas de outras nações politeístas, pode-se dizer que até esse momento, existiam pessoas que adoravam Jeová além de Abraão, mas pelo que analisei a grande maioria, seguia uma filosofia deísta, acreditavam em Jeová, mas também em outros deuses, essa forma de adoração morna, iria acabar, isso seria uma luta, contra nações cananeias, e uma guerra feroz entre os descendentes de Abraão e os cananeus, então é natural que para grandes guerras, existem grandes preparos.
GEN 22:12 E disse: Não estendas tua mão sobre o jovem, nem lhe faças nada; que já conheço que temes a Deus, pois que não me recusaste o teu filho, o teu único;
GEN 22:13 Então levantou Abraão seus olhos, e olhou, e eis um carneiro a suas costas preso em um arbusto por seus chifres: e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-lhe em holocausto em lugar de seu filho.  Abraão curiosamente havia dito a Isaque, "...Deus proverá...", e a voz profética não falha, Deus é com Abraão e ambos são fieis ao propósito divino.
GEN 22:14 E chamou Abraão o nome daquele lugar, O SENHOR proverá. Portanto se diz hoje: No monte do SENHOR se proverá.
GEN 22:15 E chamou o anjo do SENHOR a Abraão segunda vez desde o céu,
GEN 22:16 E disse: Por mim mesmo jurei, diz o SENHOR, que porquanto fizeste isto, e não me recusaste teu filho, teu único; A expressão "...Por mim mesmo jurei, diz o SENHOR..." reforça o monoteísmo bíblico, Deus é apenas um, não existe outro, o verso é inquestionavelmente uma afirmação de sua Unidade ou mesmo uma Unicidade de Deus, diferente dos cananeus que adoravam a Moloque, Astera e outros deuses diversos, de certa forma, esses ídolos que o povo criava, exigia uma maldade sem precedentes, o deus Moloque por exemplo, era cultuado com o sacrifício de crianças, e mesmo depois da tomada da terra prometida, esses cultos continuaram em atividade, ou melhor dizendo, até os dias de hoje, essa forma de adoração ainda é presente.
GEN 22:17 certamente te abençoarei, e multiplicarei tua descendência como as estrelas do céu, e como a areia que está na beira do mar; e tua descendência possuirá as portas de seus inimigos:
GEN 22:18 Em tua descendência serão abençoadas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz. No céu noturno, existem cerca de 8.500 estrelas dos céus visíveis aos olho nu, as estrelas começaram a ser catalogadas por volta do ano 1534 aC, por astrônomos egípcios, os babilônicos e os mesopotâmicos também catalogavam as estrelas. Essa é a dimensão das promessas de Deus a Abraão, logo torna-se compreensivo a dimensão dos testes de fé impostos ao patriarca.
GEN 22:19 E voltou Abraão a seus servos, e levantaram-se e se foram juntos a Berseba; e habitou Abraão em Berseba.
GEN 22:20 E aconteceu depois destas coisas, que foi dada notícia a Abraão, dizendo: Eis que também Milca havia dado à luz filhos a Naor teu irmão:
GEN 22:21 A Uz seu primogênito, e a Buz seu irmão, e a Quemuel pai de Arã.
GEN 22:22 E a Quésede, e a Hazo, e a Pildas, e a Jidlafe, e a Betuel.
GEN 22:23 E Betuel gerou a Rebeca. Estes oito deu à luz Milca a Naor, irmão de Abraão.
GEN 22:24 E sua concubina, que se chamava Reumá, deu à luz também a Tebá, e a Gaã, e a Taás, e a Maaca.


Outros capítulos de Gênesis comentado:


1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 43 - 44 - 45 46 47 - 48 - 49 - 50.


Referencias de pesquisa e notas do autor


- Segue os créditos a Blive, responsável pelo comitê de tradução da Bíblia livre.
- Os comentários são sempre escritos em negrito.
- Todas as referencias externas, serão demonstradas aqui, se houver.
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG.

 Ajude a divulgar o Reflexões Cristãs, compartilhe nossas postagens nas redes sociais, duvidas e sugestões, deixe nos comentários.
- Os comentários são de Lucas Ajudarte, teólogo e arqueólogo bíblico pela Faculdade de teologia nacional de São Lourenço MG. Fonte: https://www.reflexoescristas.com/2018/08/biblia-comentada-genesis-19.html


Patrocinado

Conteúdos correspondentes

Recomendações para você