Quando encontramos uma pessoa amada

Jacó e Raquel, a procura da pessoa amada


É comum em nosso dia a dia, esperarmos alguém querido(a), por vezes vemos familiares, amigos e conhecidos casando-se, ou mesmo tendo filhos, e alguns continuam sem "sorte", mesmo que não seja seu caso com certeza você conhece alguém a procura da "felicidade", nem todos achamos alguém amado facilmente, e nem sempre quando amamos somos correspondidos, essa reflexão cristã, baseará em Gênesis 29, de certa forma isso tem a ver com muitas vidas, e em especial a minha própria, onde esperei a mulher que amo e que ficará comigo até os dias finais da minha vida.

Posts relacionados a casamento

Quando encontramos uma pessoa amada
Agradeça a Deus por sua esposa


"Logo que Jacó viu Raquel, a filha de seu tio Labão, e o rebanho de seu tio Labão, aproximou-se, retirou a pedra da boca do poço e deu de beber ao rebanho de seu tio. Jacó deu um beijo em Raquel e, em seguida, muito emocionado, começou a chorar. Então revelou a Raquel que era parente do pai dela e filho de Rebeca. Assim que ouviu isso, Raquel saiu correndo e contou tudo a seu pai."

Gênesis 29:10-12 (Bíblia King James atualizada)

Jacó embora tenha alguma familiaridade com Raquel, logo a ve-la sentiu algo "familiar", afinal ninguém chora na frente de alguém do nada, e Ela por sua vez, mostrou-se uma mulher com grande educação ao dar água a alguém até então desconhecido, de certa forma a própria reação de Jacó, mostra-se voluntario a casar-se com Raquel, o mesmo demonstra uma emoção completamente oposta a suas iniciativas passadas, onde a pouco tempo, tinha enganado seu pai, e traído seu irmão (vide capítulos anteriores), esse mesmo Jacó, agora emocionado e chorando em frente uma mulher, que pode ter representado a ele um abrigo seguro, ele encontrava novamente uma família, na qual ele acreditava ter perdida por conta de suas mentiras e armações.

Relacionado: Não Largue de Sua Esposa. 

"Como Jacó estava apaixonado por Raquel, logo respondeu: “Trabalharei sete anos para o senhor, a fim de poder me casar com Raquel, tua filha mais nova!” Ao que Labão redarguiu: “Melhor será concedê-la a ti do que a um estrangeiro; fica, portanto, comigo!” Jacó serviu então, por amor a Raquel, durante sete anos, mas que lhe pareceram como poucos dias, de tal modo ele a amava."
Gênesis 29:18-20 (KJA)

Jacó aceitava trabalhar de graça a seu parente, não por um salario e sim por uma esposa, muitas vezes podemos refletir em nossa vida, quando estamos próximos de casar-nos, temos que fazer sacrifícios como despesas, tempo entre outros fatores pela pessoa amada, no caso de Jacó, ele pagou com o que tinha, e isso era tempo de sua própria vida, e por incrível que pareça, o tempo passava "rapido", ele não se incomodava em esperar pela pessoa amada, não sentia o sacrifício, nota-se que ele trabalhou o dobro pelo "seu sonho realizado", a vida de Jacó de certa forma, reflete os nossos sonhos e nossa vida, por vezes trapaceamos por nossos sonhos, e por vezes aceitamos condições duras para ter o que queremos.

Conclusão...

Podemos entender que a vida de Jacó é um ótimo "espelho" para nossos relacionamentos, e de certa forma temos que ter a mesma disposição que Jacó teve por Raquel em nossas relações, de certa forma a espera é longa as vezes, mas é um sacrifício que eu luto para ter pelo mulher que amo e que todos devem ter por quem amamos.
Que a graça  que excede todo o entendimento esteja com todos. 

Compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba reflexões cristãs por whatsapp (19)993702148.

Seu casamento está em crise? adquira o livro que está salvando o casamento de muitas famílias, compre já o livro "30 dias de oração pelo marido", de Adriana de Paula, o livro mostra como a oração pode salvar o casamento.