A historia de Sabélio e sua importância - Reflexões Cristãs - Estudos e Mensagens Bíblicas A historia de Sabélio e sua importância

Translate

A historia de Sabélio e sua importância

Bispo Sabélio e seus ensinos que perpetuaram séculos


Geralmente citado nos livros acadêmicos como herege e condenado de forma desprezível pelo catolicismo romano, Sabélio é sem duvida uma das figuras históricas mais condenada pelos teólogos e apologistas no mundo, mas hoje aprenderemos o verdadeiro porque.

Sabélio de fato foi um antigo líder da igreja primitiva, que teve seu ministério do final do século II até possivelmente o fim da terceira década do século III, é importante frisar que sua influencia sobre os cristãos durou séculos e séculos, com vestígios de ainda existirem adeptos a seu sistema teológico nos anos 900 da era cristã.

Sabelio, um dos opositores a doutrina da trindade
Ilustração artística de pais da igreja


Uma figura condenável pelo catolicismo romano


O chamado ensinamento de Sabélio, conhecido em tempos modernos como sabelianismo, é um nome que taxam uma doutrina conhecida como Unicidade de Deus, alguns referem-se como modalismo, isso porque na posição do bispo Sabélio, Deus era um ser que apresentava-se a humanidade de diversas formas, não em um grupo de pessoas, para ele, a figura por trás de Deus atuava em diversos modos e oficio diferentes desde a criação do mundo, resumindo Sabélio defendia um monoteísmo absoluto, onde Deus não é divisível em figuras pessoais como sugere a doutrina romana da trindade, que foi adotada pelo catolicismo como o dogma oficial da igreja.

Precisamos antes de mais nada, entender o porque Sabélio, e também outros nomes anteriores a ele, foram condenados pela igreja romana, como Prexeas, Calixto e outros pais da igreja.

Motivos não tão bem intencionados por parte de Constantino


Durante a formação e consolidação da igreja em Roma, os cristãos encaravam grandes problemas, isso porque diversos imperadores instauravam verdadeiras inquisições contra os membros da igreja em Roma e também em todas as regiões no qual ela dominava, isso gerou centenas de milhares de mártires, mortos não por cometer um crime, como roubar e matar, o crime era simplesmente ser cristão.

Em meio a toda essa matança, alguns problemas surgiram para Roma, mesmo com um gigantesco banho de sangue, continuava a aparecer milhares de milhares de cristãos, a ponto que Constantino, um antigo imperador romano, entendeu que o discurso revolucionário de Cristo, não poderia ser suprimido pela espada romana, mas ao invés disso, antes de Roma ser engolida pelo pensamento e ideologia da fé monoteísta, até então uma facção de raiz judaica, o que seria uma tragédia para a suposta liberdade de todo o império, nesse contexto, o imperador decidiu agir, não para parar a existência do povo cristão, agora sua luta seria para administra-los e tornar os cristãos de inimigos a amigos de Roma.



Onde entra Sabélio nessa historia?


Enquanto o império romano buscava controlar os cristãos, como medida, deram liberdade de culto e cívico, o que era uma vitória aos adoradores de Cristo, mas com o passar do tempo, a Roma passou a administrar os principais lideres da igreja, isso porque Roma passou a comissionar vários bispos influentes da igreja, e também a dar poder e status a esses influenciadores cristãos, ao mesmo tempo, Constantino começou a ganhar o controle "institucional" da igreja de Roma e de outras partes do mundo.

Nesse meio tempo diversas doutrinas e dogmas pagãos foram inseridos no meio cristão, não é atoa que hoje o cristianismo moderno possui diversas festas oriundas do paganismo das mais diversas localidades antigas, a principal razão é que tudo isso foi construído para adaptar o mundo pagão para o cristianismo, exatamente por isso diversas doutrinas pagãs estão raizadas profundamente no que consideramos hoje o cristianismo ortodoxo.

Uma doutrina indiscutivelmente pagã é a trindade, existem centenas de provas de modelos de tríades, que originaram a doutrina em diversos lugares do mundo, crenças romanas, egípcias, sumérias, entre outros antigos povos pagãos tinham modelos de adoração a uma trindade própria, portanto mesclar a fé cristã, a uma filosofia trinitária de origem pagã, tornava-se muito importante, e vital para a construção do modelo de igreja que Constantino tanto sonhava.

trindades pagãs pelo mundo
Trindades pagãs historicas


Mas uma crença presente na grande maioria dos cristãos atrapalhava esse sonho de Constantino, e do império romano, Sabélio era um bispo conhecido e mantinha firme, pregando o monoteísmo, alegando que Jesus seria o Deus verdadeiro se apresentando a humanidade, em sua pregação base ele deixava explicito um monoteísmo radical.

Sabélio e seus adeptos eram a grande maioria dos cristãos até o terceiro século, e também dos séculos anteriores, eles praticavam o batismo em nome de Jesus (embora o termo Jesus fosse diferente). E até mesmo o Papa Zeferino reconhecia seu ensino, a ponto de não combate-lo, até por ter consigo as massas populares, mas Roma não aceitaria por muito tempo.

Porque a mesclagem da trindade pagã no cristianismo era tão importante?


Eu poderia citar razões teológicas, a criar até mesmo textos de escatologia sobre o assunto, mas o fato se deu a questão financeira, existia uma templocentrização da igreja naquele momento da historia, isso devia a adoção do cristianismo como uma das religiões oficiais de Roma, existia um grande interesse de substituir templos usados para divindades pagãs associadas a essas tríades, e incorporar elas ao mundo cristão, além de facilitar a aceitação das massas populares pagãs ao cristianismo, isso porque eles praticamente não necessitariam mudar radicalmente seus pensamentos e credos, seus deuses pagãos ainda existiriam de certa forma, apenas mudariam de nome, antes eles iriam para adorar Ninrode, Semiramis e Tamuz, agora iriam adorar o pai, filho e espirito santo. Além de incorporações futuras também nesse sentido, que também criaram os postes ídolos a santos e imagens.

Pantheon de Roma - de templo pagão a igreja católica
Pantheon de Roma - de templo pagão a igreja católica
Atual templo catolico, antigo templo da deusa minerva
Atual templo católico, antigo templo da deusa minerva



Com tanto poder aquisitivo envolvido, onde os lideres da igreja passava a ser incorporados ao império para trabalhos comissionados, com status e poder, a influencia dos imperadores romanos na igreja cresceu, a ponto que a igreja foi dominada de dentro para fora, e crenças opositoras aquelas escolhidas como oficiais, passaram a ser suprimidas; o sucessor do Papa Zeferino, Calixto condenou Sabélio e também todos os adeptos, a sua pregação passou a ser vista, não oficial, portanto não teriam o direito de degustar as liberdades que o império dava aos cristãos.

Os escritos de Sabélio, Praxeas e outros defensores da Unicidade de Deus nos primeiros séculos, foram completamente queimados, hoje só sabemos sobre suas crenças por relatos de seus próprios opositores.

Existia uma antiga tradição de guerra em Roma, onde todo o império que eles conquistavam, era feito um grande esforço para destruí-los a ponto que os derrotados desaparecessem e nem mesmo fossem notados pela historia.

Ainda sim, com todo o esforço os defensores da Unicidade de Deus jamais desapareceram pelo mundo, existem diversos relatos de defensores desse ensino, o que foi taxado de sabelianismo por toda a historia, em diversos locais do mundo.

O que aprendemos hoje?


- Roma controlou os principais membros da igreja primitiva através do dinheiro, comissionando os lideres mais influentes e controlando-os a serviço de Roma e do imperador.

- A importância de mesclar crenças pagãs ao cristianismo era vital para a sobrevivência da sociedade romana, pois com a conversão das massas não mudaria suas tradições radicalmente a ponto de que isso fosse um empecilho.

- Existia um enorme entrave financeiro, pois sem utilizar os tempos dedicados aos deuses das tríades a construção de um império cristão seria exaustivo e turbulento.

- Sabélio, Praxeas e os outros defensores da Unicidade de Deus, eram empecilhos aos interesses de Roma.

- Os escritos desses pais da igreja incomodavam Roma e o império, a ponto que foram praticamente varridos na historia.

Obrigado por ler esse artigo, temos o Reflexões Cristãs como um espaço de mídia independente e cristão, não recebemos apoio de empresas, igrejas e instituições, compartilhe nossas matérias e nos ajude, receba artigos pelo WhatsApp 1999370-2148.

Fontes, referencias e indicações de leitura

→Discovery Channel, documentário, "Titulo: Constantino e a doutrina da trindade", comissão a padres e bispos.  
→Enciclopédia Livre, revista online livre, Noetus, Praxeas e Sabélio, versão original em inglês. 
→DN, Jornal português, 1,2 milhões de crianças traficadas no mundo. 
→ENCICLOPÉDIA DA RELIGIÃO – CANNEY, pg 53
→Link útil, Blog Reflexões Cristãs, Adulteração de textos bíblicos.
→Link útil, Blog Reflexões Cristãs, 5 Fatos sobre Constantino.
→Link útil, Blog Reflexões Cristãs, A farsa do Didaque.

Este blog produz opiniões e textos independentes em uma perspectiva cristã com atualizações todos os domingos, obrigado por ler esse artigo, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba as Reflexões Cristãs pelo WhatsApp (19) 993702148.

2 Comentários

  1. Um episódio simples, que evidencia a coexistência das três manifestações/Pessoas (seja lá o nome que queiram dar) de Deus é o batismo de Jesus, onde se fizeram presentes os 3 elementos da divindade: o Filho Jesus, a voz de Deus e o Espírito Santo na forma de pomba. Se não fossem 3 elementos distintos, o texto inspirado o diria. O fato de uma verdade bíblica se assemelhar com uma prática pagã não torna essa verdade um engano! Por exemplo, o Deus bíblico nunca aceitou sacrifício humano, como se fazia no paganismo, porém o Deus Criador aceitou o sacrifício do Seu Enviado! Nem por isso dizemos que isso veio do paganismo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz do nosso Deus, a cerca da passagem citada referente ao batismo de Jesus, não existe nenhuma referencia a trindade, sei que os trinitários usam esse trecho pra tentar reforçar a crença sobre a Trinidade de Deus, aquilo foi um sinal a João Batista, para que ele soubesse quem era o messias prometido. Mas encaro com uma boa sugestão de estudo sobre o tema, e irei desenvolver em breve, para que todos tenham acesso a verdade a cerca sobre o contexto dessa passagem.

      Excluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Reflexões Cristãs - Estudos e Mensagens Bíblicas