Gogue e Magogue do livro de Apocalipse revelado - Reflexões Cristãs - Estudos e Mensagens Bíblicas Gogue e Magogue do livro de Apocalipse revelado

Translate

Gogue e Magogue do livro de Apocalipse revelado

 O que se sabe sobre o Gogue e Magogue bíblico e o contexto escatológico


O renomado rabino Pinchas Winston, um dos maiores estudiosos judeus e autor de mais de 50 livros sobre escatologia, ao ver os exercícios militares da Rússia e da China, afirmou que a guerra de Gogue e Magogue profetizada na bíblia está muito próxima.

A afirmação do estudioso sem apresentar  um contexto mais amplo sobre sua opinião, já foi suficiente para inúmeros "teólogos de facebook" saírem afirmando que Rússia e China são os profetizados Gogue e Magogue citado no livro do Apocalipse.

Com o intuído de combater a desinformação, principalmente a cerca dos temas bíblicos, iremos apresentar quatro pontos sobre Gogue e Magogue, para que possamos ter uma introdução básica sobre o que, e quem é, descrito nessa passagem bíblica extremamente enigmática.


Gogue é rei de Magogue, e isso é muito importante de se dizer

Um erro na citação feita pelo rabino Winston, é que a passagem bíblica sobre Gogue e Magogue descrevem duas nações, mas na verdade é um rei de um pais, sua afirmação, alimentou muitas pessoas de pouco conhecimento bíblico no pensamento que dois povos farão o papel escatológico de guerra a Israel, Gogue é rei de Magogue, logo não trata-se de duas nações, e sim de uma única nação, logo Rússia e China não se aplicariam a esse contexto, ao menos não em conjunto, para abordar quem é, e quem não é, escatologicamente falando, não possuímos muito para deduzir a identidade desse pais, o que podemos é ter algumas sugestões.


O que se sabe sobre o Gogue e Magogue bíblico e o contexto escatológico
China e Rússia se enquadram no Gogue e Magogue bíblico?




Recomendações de leitura.  

👉 O rei de Tiro Um enigma bíblico

👉 O mundo na perspectiva da Rússia e do presidente Vladimir Putin.

👉 Um breve estudo sobre os 144 mil em Apocalipse

👉 Oriente Médio nas profecias bíblicas.


A bíblia sobre Gogue e Magogue

Magogue foi o neto de Noé (Gênesis 10:2). O povo de Magogue é descrito como um povo guerreiro (Ezequiel 38:15; 39:3-9), logo podemos sugerir que assim como a bíblia aborda muito a ancestralidade quando falamos de escatologia, é possível citar que alguma nação que descende desse povo milenar exista nos dias atuais, e serão personagem desse evento escatológico.

Na profecia de Ezequiel, Gogue seria um líder de um grande exército que ataca a terra de Israel. Gogue é descrito como "da terra de Magogue, príncipe de Meseque e Tubal" (Ezequiel 38:2-3). Em Ezequiel, a batalha de Gogue e Magogue ocorre no período da tribulação. A evidência mais forte nesse conceito é que o ataque pode ter acontecido quando Israel estava em paz (Ezequiel 38:8, 11). De acordo com Ezequiel, essa era uma nação que tinha segurança e pôs à prova suas defesas. 

Quando Israel pactuou com a Besta ou Anticristo, em efeito do começo da Profecia das 70 Semanas de Daniel (também conhecido com 7 anos de tribulação, Daniel 9:27ª), Israel poderia estar em paz. Possivelmente a batalha ocorreria na metade do período de sete anos. De acordo com Ezequiel, Gogue foi derrotado por Deus nas montanhas de Israel.


Rastreando a Magogue histórica geograficamente

Conforme citado em Ezequiel, "Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele." Ezequiel 38:2.  Vemos a citação sobre Meseque e Tubal estes sempre associados juntos, o que indica que são povos que se unificaram, culturalmente, a cerca de Tubal, este também é um personagem mítico o povo da Ibéria, que povoou originalmente a Europa, onde inicia alguns problemas de interpretação, pois na Europa existem duas Ibérias históricas, a Ibéria do Cáucaso e a Península Ibérica, que é a região que consiste em Portugal e Espanha. a segunda citada miticamente são os países da região do Cáucaso, como Azerbaijão, Geórgia e Armênia por exemplo.

Pelo que tudo indica, existiu realmente uma grande cidade com o nome de Magogue no passado, embora arqueologicamente isso não tenha muita força, podemos deduzir que se existiu literalmente um povo com esse nome, possivelmente é em alguma dessas regiões citadas, e realmente grandes civilizações já existiram na região do Cáucaso, e também na Península Ibérica, mas não é possível nesse momento apontar onde foi essa grande cidade, de forma que falar sobre a antiga Magogue dos tempos de Ezequiel é algo que podemos apenas fazer em formas de teorias e sugestões.


A Magogue futurística é também algo limitado ao campo das teorias atualmente

As afirmações do rabino sobre Magogue ao ver o exercício russo e chinês, é algo que somente pode fazer nos campos das teorias, mas dizer que Rússia e China são Gogue e Magogue é um erro, lembrando que um é a figura de um presidente ou rei, e o outro uma nação, dessa forma, é pouco provável que seja os dois, isso é no mínimo teorizar, o que tudo bem, pois estamos falando sobre escatologia.

É importante dizer que muitas profecias futurísticas, como por exemplo a marca da besta, são debatidos, mas a grande verdade, é que apenas saberemos o que é, quando o evento se concretizar, sabemos elementos e critérios para analisar, de forma que os eventos narrados na bíblia, dão descrições, ou o contexto histórico, em uma pesquisa mais profunda nos levam a estabelecer critérios. Seguindo essa linha, sobre Gogue e Magogue, não é visto nada evidente no mundo que está para ocorrer.

É verdade que muitos eventos bíblicos se concretizam nos dias de hoje, mas ainda existem muitos sinais que não parecem ser reais aos nossos dias, mas nos critérios citados em Ezequiel, rastreando os possíveis descendentes de Tubal e nações que se originaram a partir dele, não são a Rússia, muito menos China, mas é claro que a descrição profética, pode ter sido algo remetido ao sentido simbólico, onde alguma qualidade ou atributo dessa nação que fará guerra a Israel no futuro, tenha em similaridade a atual, mas nada disso é descrito na bíblia, senão em livros apócrifos como os Jubileus, que nos da informações que Tubal possivelmente originou três línguas na Europa o que evidenciaria que possivelmente falamos sobre um povo europeu, mas é importante citar que Jubileus não é um livro canônico.


Artigos e reflexões recomendadas 👇: 

👉 Quais são os planos do Anticristo para dominar o mundo?

👉 Considerações sobre 'Grande Prostituta' de Apocalipse 17.

👉 A identidade da mulher montada sobre a besta (Apocalipse 17)

👉 Fomes, terremotos, doenças, guerras e a vinda de Jesus Cristo.

👉 A editora Vida Nova, lançou o livro "Série Introdução e comentário" de George Ladd, e agrega muito no ponto de vista escatológico sobre o Apocalipse bíblico, recomendo muito para expandir o conhecimento sobre o tema.


Este blog produz opiniões e textos independentes em uma perspectiva cristã sobre todos os temas, obrigado por ler esse artigo, comente e de sua opinião, compartilhe com seus familiares e amigos, receba as Reflexões Cristãs pelo WhatsApp ou Telegram (19) 993702148.

Comentarios

Postagem Anterior Próxima Postagem
Reflexões Cristãs - Estudos e Mensagens Bíblicas