Justiça ou raiva

O juízo de Deus



 Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus. Tiago 1:20.

martelo de madeira
Justiça é feita por deus e não por violência.
Carla sabia que a noite daquele domingo marcaria sua vida 
para sempre. Foi uma noite fria; o mais frio de todos aqueles que 
viveram ao lado de seu jovem marido. As cortinas se moviam com o vento 
gelado; mas nem mesmo o ar da noite conseguiu saciar a ira 
de seu coração. A imagem que ele tinha visto naquela tarde nunca seria apagada 
de sua mente: seu marido estava beijando outra mulher. Eu nunca tinha 
imaginado algo assim! Mas, definitivamente, ele se arrependeria de 
ter feito isso: ela o pagaria com a mesma moeda. 
Ele saltou de sua inércia. Ele não olhou para o relógio; a qualquer momento era o mesmo 
para o que ele planejava fazer. Ele vestiu-se com pressa; Ele correu os dedos entre
seu cabelo preto, tentando alisá-lo. Ela pegou sua bolsa, cruzou o limiar 
e se perdeu na noite escura e fria da dor de sua esposa enlutada.

Quando ele voltou para casa, ele disse a ele. Então, sem meias palavras. Ele disse que 
estavam amarrados: olho por olho, traição por traição. 
Daquele dia em diante, as noites de Carla ficaram 
mais escuras e mais frias. Sua dor aumentou. 
A traição de seu marido já não a machucou , sua própria traição a atormentava. Ele havia se vingado; Ele 
fizera "justiça" com suas próprias mãos. Mas esse ato, provocado pela 
raiva, só causou amargura; uma amargura tão densa quanto suas densas 
noites frias e escuras. Ele acabou no consultório de um psicólogo.
O conselho bíblico de hoje é: Deixe a justiça com Deus; ele não pode 
ser ridicularizado. A pessoa que te feriu pode parecer vitoriosa hoje e 
amanhã, mas os atos divinos de justiça são oportunos e chegam 
no devido tempo. 
Não se atreva a chamar a justiça ao ato impensável provocado pela raiva; 
as prisões estão cheias de pessoas que só queriam fazer "justiça". 
As prisões da alma também abrigam, em suas celas, pessoas feridas 
que, como Carla, se deixam levar pela raiva. A raiva humana não combina 
com a justiça divina: só Deus sabe como permitir que os seres humanos 
colham os frutos maduros da vida prejudicando o outro. 
Liberte-se. Peça a Deus a capacidade de perdoar. Abra as portas do
suas prisões internas. Ela brilha como o sol do novo dia. Porque: 
"a ira do homem não opera a justiça de Deus".

Autor: Giovana 


compartilhe essa postagem com seus amigos e familiares, receba reflexões cristãs por whatsapp (19)993702148.
Justiça ou raiva Justiça ou raiva Reviewed by felipe campagnoli on abril 30, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.